Início > Notícias > A forma como o Reitor da UFRGS não ajuda na questão dos 700 Processos de Enquadramento
A forma como o Reitor da UFRGS não ajuda na questão dos 700 Processos de Enquadramento

No dia 1º de setembro de 2008 os coordenadores da Assufrgs, Bernadete e Silvio, entregaram nas mãos do ministro da Educação Fernando Haddad, documentos referentes ao enquadramento dos técnicos administrativos da UFRGS

No dia 1º de setembro de 2008 os coordenadores da Assufrgs, Bernadete e Silvio, entregaram nas mãos do ministro da Educação Fernando Haddad, documentos referentes ao enquadramento dos técnicos administrativos da UFRGS (clique aqui e veja o ofício encaminhado ao Ministro). O diálogo que se seguiu foi o seguinte: "ministro nós somos do sindicato dos trabalhadores técnico-administrativos em educação da UFRGS, queremos lhe entregar uma correspondência sobre o enquadramento equivocado no PCCTAE e o prejuízo causado aos técnico-administrativos em educação e à UFRGS". O ministro respondeu: "por que não me entregaram na UFRGS, eu estava lá em uma inauguração", em seguida ele entrou para participar de um programa de TV e rádio. Cabe ressaltar que nós havíamos feito vários contatos com o Gabinete do Reitor.

Perguntamos se o Reitor teria alguma agenda com o ministro, pois nós gostaríamos de entregar uma correspondência a ele. O gabinete nos informou que o Reitor não tinha como fazer contato com o ministro. É assim que o Reitor quer ajudar a resolver a questão dos 700 processos? É assim que ele quer fazer cumprir as decisões do CONSUN?

Veja também