Início > Notícias > Aposentados continuam mobilização e mais diretores de unidades apóiam reenquadramento
Aposentados continuam mobilização e mais diretores de unidades apóiam reenquadramento

Clique aqui e veja o álbum completo com as fotos de todas visitas A mobilização dos aposentados da UFRGS pelo reenquadramento está na segunda semana e a receptividade dos diretores continua positiva. De terça a sexta (4 a 7/8) os grupos de aposentados visitaram mais seis unidades: o colégio Aplicação, os Institutos de Matemática, Psicologia [...]

Clique aqui e veja o álbum completo com as fotos de todas visitas

A mobilização dos aposentados da UFRGS pelo reenquadramento está na segunda semana e a receptividade dos diretores continua positiva. De terça a sexta (4 a 7/8) os grupos de aposentados visitaram mais seis unidades: o colégio Aplicação, os Institutos de Matemática, Psicologia e Informática e as Faculdades de Educação e Odontologia, assim como, conversaram com uma parte da representação dos alunos no Consun.

Reunidos na Assufrgs, segunda-feira (10/8) eles organizaram mais uma semana de 10 a 14 de agosto para visitas.

Na terça-feira visitam o representante dos técnico-administrativo, Bruno Cassel, no prédio do ex-inst. de Química

Na quinta-feira visitam o diretor da Faculdade de Economia, às 9h30 e
na Faculdade de Engenharia às 14h30.


Na informática o diretor, Flavio Rech Wagner, afirmou que direitos adquiridos não podem ser retirados, concordou com a luta e disse que os aposentados estão certos.


O diretor do Colégio de Aplicação, Edson Luiz Lindner, disse que vai conversar com outros diretores e irá fazer o que puder para ajudar. Foi muito atencioso e reconheceu que houve uma injustiça com os aposentados.


O diretor da Matemática, Rudnei Dias da Cunha, irá ver o que pode fazer e relatou que já foi funcionário e após concurso passou a professor.


Na odontologia o diretor, Pantelis Varvaki Rados, foi muito acessível e receptivo e entendia a situação dos aposentados e avaliou que os professores também podem passar por esta situação.


O diretor da Faculdade de Educação, Johannes Doll foi visitado pela coordenadora de Assuntos de Aposentadoria Salete Wiggers e também foi muito atencioso e se comprometeu em estudar o dossiê.


No Instituto de Psicologia a diretora, Cleci Maraschin, também entendeu o problema e mostrou-se preocupada com o futuro. “Espero que isto não ocorra comigo quando for me aposentar, pois os direitos são adquiridos”, observou. Ela se comprometeu a ler o dossiê e a atuar junto com os demais conselheiros para corrigir a injustiça havida no enquadramento dos aposentados.


Nem todos os representantes dos alunos no Consun, participaram do Encontro, mas compareceram Glauco Araújo e Paula Britto Agliardi, pelo DCE. Ambos se comprometeram a entregar o dossiê para os outros membros da chapa e garantir pelo menos quatro votos, tendo em vista que na outra votação já tinham se manifestado favorável. Os alunos têm sete representantes três não pertencem ao grupo que está no DCE atualmente e serão procurados em outro momento.

Veja também