Início > Notícias > Aposentados solicitam apoio do senador Paim
Aposentados solicitam apoio do senador Paim

  Na sexta-feira , 17/05, uma delegação composta por Coordenadores  e  Aposentados da ASSUFRGS esteve na Faculdade de Direito da UFRGS para cobrar do senador Paulo Paim o andamento do PL 53/2011, de sua autoria, que regulamenta o Reposicionamento dos Aposentados. Na ocasião, o senador assinou o recebimento da carta de reivindicações, e informou que [...]

 

Na sexta-feira , 17/05, uma delegação composta por Coordenadores  e  Aposentados da ASSUFRGS esteve na Faculdade de Direito da UFRGS para cobrar do senador Paulo Paim o andamento do PL 53/2011, de sua autoria, que regulamenta o Reposicionamento dos Aposentados. Na ocasião, o senador assinou o recebimento da carta de reivindicações, e informou que sua assessoria já havia encaminhado para a presidência da Comissão de Constituição e Justiça a indicação do senador Inácio de  Arruda para a relatoria.

Documento entregue ao senador Paim

20 comentários para "Aposentados solicitam apoio do senador Paim"

  1. Mauro Jose dos Anjos maio 24th, 2013 17:34 pm Responder

    Foi com muito apreço que o senador recebeu a coordenação de aposentados e aposentados n Faculdade de Direito. Quero informar que estou enviando para todos sindicatos da Fasubra um texto solicitando apoio para todos aposentados mandarem E-mail para o senador Inacio Arruda que será relator da PLS 53/2o11 do reposicionamento. Tambem todos nos nossos aposentados devem enviar o seguinte texto.

    Prezado senador da República Inácio Francisco de Assis Nunes Arruda, meu nome…….. e sou aposentado da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, temos dentro do CCJC o PLS53/2011, este PLS esta desde sua data de apresentação pelo senador Paulo Paim, aguardando a distribuição de relatória, este projeto assim que aprovado vai reparar uma grande injustiça com os aposentados das instituições de ensino superior, que é o reposicionamento destes dentro da carreira PCCTAE.
    Estou solicitando, através deste e-mail que o senhor abrace esta causa e pegue a relatoria do projeto, ja escrevemos ao senador Paim que indicasse o seu nome para tal relatoria.
    Com a certeza que a minha solicitação será acolhida fica um abraço do sul do País.

  2. ENIO PENHA maio 29th, 2013 09:49 am Responder

    Transcrevo aqui o e-mail enviado ao gabinete do Senador Paulo Paim.
    Estimado Senador Paulo Paim:
    Solicito a Vossa Senhoria que sua assessoria faça contato para que eu possa lhe posicionar sobre o reenquadramento dos servidores das Universidades do Brasil.
    A coisa parece que evolui e agora cabe ao setor jurídico do Ministério da Educação dar o aval para que esse reenquadramento aconteça.
    Precisamos da sua ajuda conforme promessa de campanha.
    Atenciosamente.
    ______________________________________
    Enio Penha.
    E-mail:eniopenha@eniopenha.com.br
    SKYPE: eniopenha@eniopenha.com.br
    (51) 9885-3857 – Vivo. (51) 9455-4630 – Claro.

  3. ENIO PENHA maio 29th, 2013 10:34 am Responder

    TEXTO ENVIADO AO GABINETE DO SENADOR PAULO PAIM:
    1) A Assessoria do Senador Paulo Paim me ligou certa vez para me dar satisfação do Projeto de Lei e eu naquela oportunidade agradeci a gentileza e disse que eu queria resultados. E mais pedi para que ele intervisse para que fosse emitido uma medida legal qualquer tipo instrução normativa ou qualquer documento para agilização do reenquadramento dos aposentados.
    2) Encontrei com Senador aqui em Porto Alegre na quadra de uma Escola de Samba a qual lhe homenageou e cobre dele a sua promessa de campanha que era o empenho para o reenquadramento dos aposentados. E a resposta naquela foi que nós tínhamos que fazer pressão junto ao legislativo federal nas casas câmara e senado.
    3) Eu vou enviar para Você a cópia do e-mail que remeti para o Senador Paulo Paim para que ele desse uma força no setor jurídico do Ministério da Educação sobre o projeto do GT aposentados e ainda não obtive resposta
    4) Eu disse a Assessoria do Senador Paulo Paim que existia precedente e citei como paradigma os aposentados da Universidade Federal de Santa Maria que foram reposicionados na época da lei e que isso foi feito via aprovação do Conselho Universitário da referida Universidade.
    5) Sobre esse procedimento também falei também com o Pró Reitor de Pessoal da UFRJ e ele simplesmente me respondeu que os órgãos de controle eram contra o procedimento adotado na UFSM e eu lhe disse o seguinte: enquanto isso nós vamos morrendo de fome e sem plano de saúde face essa perda que precisa ser reparável.

    Abraços!
    ______________________________________
    Enio Penha.
    E-mail:eniopenha@eniopenha.com.br
    SKYPE: eniopenha@eniopenha.com.br
    (51) 9885-3857 – Vivo. (51) 9455-4630 – Claro.

  4. peDRO BASEI junho 24th, 2013 20:13 pm Responder

    Eu votei no senador Paim. ele so nos enganou quanto ao fator previdenciario. O pt fez igual ao Fernando Enrique . iremos passar fome.

  5. Alexandre Ferreira dezembro 2nd, 2013 17:51 pm Responder

    O Enganador – Senador Paim do PT e o seu sistema morcego.
    Quem acredita que um membro do PT vai de encontro aos interesses do atual Governo Federal que também é do PT? Sinceramente é o mesmo que acreditar no Papai Noel.
    Amigos, o Senador Paim do PT faz jogo de cena e posa de defensor dos aposentados, assim consegue votos para as suas reeleições e mostra uma falsa impressão que tem gente boa no PT e que defende os “coitados” dos aposentados.
    É uma questão de inteligência, o que foi que o Senador Paim conseguiu de concreto para os aposentados? Nada, apenas apresentou projetos que foram barrados pelos os seus próprios COMPANHEIROS do PT e os seus aliados do Governo Federal (Dilma).
    Por favor, acordem! A turma do PT e os seus COMPANHEIROS aliados nada fazem pelos aposentados, a verdade é que o Senador Paim utiliza o sistema morcego, que é morder e soprar e assim vai conseguindo os seus objetivos que são os mesmos do Governo da Dilma do PT.
    Creiam que se assim continuar em breve todos vocês vão ganhar um salário mínimo e os salários deles cada vez melhor, excelentes benefícios e o pior é que somos nós contribuintes que pagamos tudo, penso que entre eles somos conhecidos como “OS BABACAS”.
    A hora é de pressionar somos mais de oito milhões de aposentados mais amigos, familiares e pessoas prestes a se aposentarem, lembrar que o terror de político é a sua falta de popularidade e só assim vamos ter sucesso nos processos da desaposentação, queda do fator previdenciário e percentual de reajuste das aposentadorias iguais a do salário mínimo.
    Não se deixem mais enganar por pessoas que não têm o mínimo respeito, empatia e sensibilidade por nós aposentados, vamos fazer uma grande corrente e mostrar a nossa força. Quem emprega e desemprega os maus políticos somos nós através do nosso precioso voto, valorize esta poderosa arma.
    Afinal, é uma questão de justiça dos que pagam os seus salários e que nada fazem por nós, fora PT juntos com os seus COMPANHEIROS aliados!

    Atenciosamente,

    Alexandre Ferreira.

  6. Alexandre Ferreira dezembro 12th, 2013 07:30 am Responder

    A desaposentação, o fator previdenciário e o aumento real dos benefícios dos aposentados depende de cada um de nós. Vamos a luta!

    Solicito conhecerem a matéria do site ( http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u82610.shtml), conforme o Ministro Marco Aurélio a eleição não é nula com 50%+1% dos votos cancelados e/ou nulos. Toda eleição só considera os votos válidos para eleição dos candidatos, sendo assim, o grande beneficiado é o partido do governo e os seus COMPANHEIROS aliados.

    Por que o governo não mostra nenhuma preocupação com os votos nulos e cancelados? Simplesmente porque estes eleitores nunca votariam na situação ou estão revoltados com todo o sistema.

    Assim fica a última pergunta, qual a melhor forma para mudar este cenário? Votar certo e ter a preocupação de mudar todas estas pessoas que sempre são os mesmos em todas as eleições, a única realidade é que eles fazem revezamento de cargos políticos e partidos e muito jogo de cena para enganar os eleitores mal informados (OS BABACAS).

    O Voto é uma arma poderosa e só assim é possível mostrar toda nossa revolta/insatisfação com esta bandidagem que sempre estão no poder e só trabalham/despacham em causa própria.

    É bom sempre lembrar (anotem para não esquecerem nunca) dos partidos aliados do PT e que são contra nós aposentados: PT – PMDB – PSC – PCdo B – PDT – PSB – PR – PTC – PTN e PRB.

    Volto a repetir que nós aposentados juntos com os nossos familiares, amigos e a poderosa arma da internet, podemos reverter esta situação. É uma questão de honra e porque não dizer de sobrevivência e quem vota em branco ou nulo, são considerados os BABACAS da nação, pois reclamam, xingam e nada fazem para mudar este cenário, SEJAM INTELIGENTES! A hora é de mudança!

    Alexandre Ferreira

  7. Simone dezembro 17th, 2013 18:44 pm Responder

    Olha estou aposentando e indiferente a votar ,chego a pensar em anular o voto e ai penso será que muda alguma coisa nesse nosso Brasil????????e em quem votar?????????são corruptos a maioria!qual partido é melhor para nós aposentados !!!!!!!!!!!!São esses questionamentos que faço!talvez alguém saiba me dizer!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  8. Alexandre Ferreira dezembro 18th, 2013 07:52 am Responder

    Segue resposta dada a um aposentado de um outro blog. O nome da pessoa foi omitida.

    18, dezembro, 2013 em 07:35 | #1 Resposta.

    Prezado XXXX, bom dia.
    Sou sim um aposentado que luto na justiça no processo dito desaposentação e ganho mais que um salário mínimo em virtude da atividade que eu executava.
    Agora o que não pode acontecer:
    1 – O governo tem o dever de fornecer saúde, educação (pois só assim as pessoas vão ter maiores salários), saneamento básico, segurança, etc.
    2 – A bolsa família foi idealizada e iniciado no governo do Fernando Henrique e o que o PT fez só foi dar continuidade, aliás esse FHC é outro retrocesso.
    3- Nenhum governo vindouro vai mexer em nenhum programa social para tirar o sustento do povo, isto é lógico. O que pode e deve melhorar ainda mais é o sistema de educação continuada e quando o aluno terminar o segundo grau já tenha uma profissão técnica definida.
    4 – O empréstimo consignado está relacionado com o roubo do mensalão, pois no inicio só o banco rural tinha o direito de explorar este tipo de empréstimo em troca de favores governamentais. Hoje, observe na televisão a quantidade de propagandas oferecendo empréstimos consignados para os aposentados, até mesmo para quem está negativado no SPC. Acontece que este é um tipo de empréstimo que o pagamento já vem descontado em folha e o banco não corre o risco de receber calote e o banqueiro cada vez mais rico a custa da miséria do povo, enquanto isso o aposentado fica refém durante anos com um salário menor e vai faltar alimento na mesa.
    5 – O governo tem necessidade de aumentar o consumo para a economia não parar, daí inventou o cartão a minha casa melhor ela alivia a economia e deixa os menos favorecidos mais endividados.
    6 – O SUS deveria ser utilizado também pelos políticos, mas não é isto que acontece, pois eles recebem verbas para planos médicos e dentários nos melhores hospitais, me responda, isso é correto?
    A verdade é que o governo faz muito pouco com o dinheiro público e hoje eles aplicam no marketing de que país rico é país sem pobreza, mas creia isto só vale para eles e a custa dos nossos impostos as ceias de Natais e os belos presentes vão está na mesa de todos eles e quem paga toda esta conto são nós eleitores com os nossos impostos e que depositamos nosso voto em confiança por um país melhor.
    Veja nas emissoras de televisão, toda semana tem roubo nos cofres públicos e é como já falei, um assassino mata alguns e vai preso (muito justo), um politico quando rouba o dinheiro dos cofres públicos (nossos impostos) mata centenas de pessoas, pois este dinheiro poderia ter sido aplicado na saúde, educação, segurança, moradias, etc. e
    Existem dois tipos de mortes, que é a que mata literalmente o ser o humano e a morte psicológica que é o que todas as famílias de baixa renda estão passando, precisamos agir com inteligência e mudar a nossa história.
    Forte abraço,
    Alexandre Ferreira

  9. Alexandre Ferreira dezembro 20th, 2013 18:12 pm Responder

    Creio que temos boas noticias.
    O processo da desaposentação que vai ser julgado pelo STF e que vai servir de base para todos os demais processos do Brasil, continua tendo andamento acompanhe através do site: http://www.stf.jus.br/portal/jurisprudenciaRepercussao/verAndamentoProcesso.asp?incidente=4157562&numeroProcesso=661256&classeProcesso=RE&numeroTema=503
    O novo relator é o Ministro Barroso do STF e pelo andar do processo ele está determinado a colocar o julgamento no plenário do STF em breve. Com as graças de Deus, creio que no primeiro semestre de 2014 finalmente teremos o desfecho da nossa tão esperada justiça e lógico com a sentença favorável a nós aposentados.
    O lamentável é que este processo da desaposentação deveria já ter sido concluído pela câmara dos deputados e senadores federais, mas infelizmente com a imposição da presidente Dilma do PT junto com os seus partidos aliados (PT – PMDB – PSC – PCdo B – PDT – PSB – PR – PTC – PTN e PRB) conseguiram derrubar todos os projetos que tramitavam. Para piorar a situação dos aposentados, o reajuste das aposentadorias para quem ganha acima de um salário minimo será apenas a reposição da inflação, creiam que em breve todos os aposentados vão ganhar apenas o salário minimo. A conclusão é fácil, se o salário minimo tem sempre ganho real acima da inflação (ainda que muito pouco) e nós que ganhamos acima não temos o mesmo indice em breve todo o salário do aposentado vai ficar nivelado ao salário minimo.
    A Dilma e os seus companheiros camaradas não gostam de aposentados, vejam se existe um hospital para o idoso, tem para crianças, os gerais e até os das mulheres. Idoso só dá prejuiso a nação, são remédios, hospitais, tratamentos prolongados e aposentadorias e assim o aposentado morrendo cedo diminui as despesas “desnecessárias” e sobra mais numerários para alimentar as mordomias, desvios de dinheiro, corrupção, altos salários de políticos e as suas gordas aposentadorias “tão merecidas”.
    Vocês devem saber que os deputados e senadores federais trabalham apenas três dias por semana, de terça a quinta feira, ou seja, doze dias por mês, para comprovação acompanhem os trabalhos deles através da TV Câmara e TV Senado. O pior de tudo é que um dia o ex-presidente Fernando Henrique chamou os aposentados de vagabundos (faça uma busca na internet). Falar o que diante disso? Creio que a melhor frase é a do presidende Dilma “País rico é país sem pobresa”, com certeza esta frase se aplica ao mundo dela e dos seus comandados. As custas dos nossos impostos as mesas dos políticos neste Natal são de uma fartura imaginaveis e com certeza com trocas de presentes carisímos. O pior de tudo é que fomos nós que colocamos todos eles lá com o nosso precioso voto.
    Agora vejam abaixo os ganhos dos deputados federais como exemplo, lembrando que os dos senadores e de outros mais são bem maiores. Fonte site: http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/lista-todos-os-salarios-e-beneficios-de-um-deputado/
    BENEFÍCIO GASTO MENSAL EM R$ GASTO ANUAL EM R$
    Salário Mensal…………………………….26.723,13………………………………..347.400,60
    Ajuda de Custo……………………………. 1.113,46………………………………… 13.361,57
    Cotão………………………………………….33.010,31……………………………….396.123,74
    Auxílio Moradia…………………………….1.533,33………………………………….18.400,00
    Ressaarcimento Desp. Médica…………..239,85……………………………………2.878,24
    Verba Gabinete 25 Funcionários…….78.000,00…………………………….1.014.000,00
    Total de um Deputado…………………140.620,09……………………………1.792.164,24
    Total com os 513 Deputados……72.138.107,27………………………..919.380.252,63
    Lembro que são 81 senadores e 513 deputados federais, será que precisa de tantos? Aposentados o que eles fizeram por vocês? E o enganador do Senador Pain, o que de concreto fez por você aposentado? Reflita e repense em quem vocês vão votar em 2014.
    É sempre bom lembrar que quem paga esta e outras contas somos nós com o nosso precioso e pequeno salário de aposentado, através dos impostos pagos. Desejo um Feliz Natal e um Ano Novo melhor que os anteriores.
    Deus nos abençoe.
    Alexandre Ferreira.

  10. Alexandre Ferreira janeiro 3rd, 2014 08:06 am Responder

    Mudança de postura.
    Amigos, bom dia.
    Espero que tenham tido uma feliz passagem de ano novo junto com os seus familiares e amigos e que o ano de 2014 seja abençoado por Deus e que Ele tenha misericórdia de tantos injustiçados e até dos seus malfeitores.
    Após refletir bastante, cultivar mágoas, rancor e raiva em meu coração contra as injustiças que recebemos através dos nossos processos da desaposentação e outros, ficou evidente através dos meus comentários anteriores que eu estava me tornando igual a eles, ficando com um coração de pedra.
    Amigos, sempre haverá os malfeitores e os poupadores, que se acham espertos e eternos. Para eles o que importa é viver esta vida a custa da miséria de muitos, são os articuladores do mal e que usufruem de uma visão unilateral e que nos olham como comedores de bananas (inteligência).
    Os políticos, os seus filhos estudam nas melhores escolas, muitos no exterior, uma vida de pleno conforto e mordomias, planos de saúde, suas esposas fazem compras em New York e passeiam com os seus filhos na Disneylândia, excelentes salários, nunca precisaram utilizar o SUS e não conhecem dificuldades financeiras, a verdade é que eles vivem em um mundo totalmente diferente do nosso, empatia é uma palavra inexistente em seus vocabulários, pois repito mais uma vez, eles só enxergam o que querem ver, visão unilateral.
    A mudança de postura dos políticos, tão sonhada por nós, não deve ser esperada, mas sim a nossa própria mudança de postura. Escolhendo através do nosso precioso voto as pessoas certas para governarem este nosso belo país, sim podemos até errar novamente, mas precisamos tentar mudar estes políticos que são sempre os mesmos e que nunca fizeram nada a favor de nós aposentados e acreditar que é possível uma mudança e assim por diante. O voto nulo e/ou cancelado não deve ser visto como solução e sim como falta de sabedoria do eleitor mal orientado/informado.
    Hoje é minha despedida de opinar em assuntos políticos, pois não tenho mais o que falar a respeito destas pessoas e lembro que não existe mal que perdure para sempre, afinal ninguém é eterno neste plano de vida e que ainda em algum momento das nossas vidas vamos todos ter que prestar contas das nossas ações, eu creio.
    Que Deus através do seu Santo Filho, o Nosso Senhor Jesus Cristo, nos ajude na nossa causa e que abençoem a vocês e a todos os seus familiares e amigos, um grande beijo no coração de cada um e nunca se esquecer de continuarmos juntos e orando pela nossa causa que hoje se encontra no STF aguardando o julgamento que encerra com todos os processos.
    “País Rico é país sem hipocrisias, corruptos, altos salários públicos, mordomias e real preocupação com a saúde do povo, educação de qualidade, respeito com os aposentados, e pobres que ganham uma miséria de bolsa família para passar um mês de aperto, etc.”. O velho ditado popular é válido até hoje “Não se deve dar o peixe, mas sim ensinar a pescar”, creio que o nome da bolsa família deveria ser chamado de bolsa eleitoreira do PT e partidos aliados. (desabafo). Sejam inteligentes e tenham uma visão multifocal.
    Atenciosamente,
    Alexandre Ferreira.

  11. Alexandre Ferreira janeiro 21st, 2014 19:02 pm Responder

    Jornal do Commercio: Aposentadorias têm perda de 81%

    Por: Jornal do Commercio-PE

    A defasagem acumulada nos últimos 20 anos atinge 9,5 milhões de brasileiros que recebem aposentadorias acima do salário mínimo. Estudo é da Cobap

    As aposentadorias de 9,5 milhões de brasileiros acumulam uma defasagem de 81,77% nos últimos 20 anos. O levantamento é da Confederação Brasileira de Aposentados, Pensionistas e Idosos (Cobap) e reforça as críticas ao modelo de reajuste dos benefícios de quem recebe acima do salário mínimo. Para 2014, o aumento é de 5,56%. Ele acompanha a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). O problema é que a inflação oficial do País é calculada por outro índice, o de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) que, no ano passado, foi de 5,91%.

    Outro fator negativo vem à tona quando é analisada a variação do salário mínimo. Para este ano, a injeção foi de 6,78%, alcançando R$ 724. Isso faz com que, além de sofrer com o custo de vida maior que os reajustes em seus benefícios no dia-a-dia, os aposentados que recebem o teto (R$ 4.390,24) vejam a diferença entre seus benefícios e o piso da Nação ficar cada vez mais encolhida. Há uma década, o teto previdenciário equivalia a dez salários e, hoje, representa seis.

    Para a Cobap, a equação leva a um maior comprometimento da renda com despesas básicas de alimentação e saúde. E a um maior endividamento, especialmente por meio de consignados, para conseguir quitar demais compromissos.

    A situação é ainda mais complicada, alertou a entidade, para quem recebe até dois salários mínimos, cerca de 372 mil pessoas no Brasil. Para eles, o achatamento e o custo de vida são ainda mais penosos.

    O presidente da Cobap, Warley Martins Gonçalles, chama a atenção para o fato do reajuste pelo INPC ter sido um dos mais baixos dos últimos anos e que não representou ganho real para os aposentados.

    “Pela primeira vez na história deste governo o índice de reajuste foi menor que a inflação oficial, o que diminui ainda mais o poder de compra dos idosos em itens básicos para a sobrevivência, como alimentação e saúde”, reforçou. Em um artigo de repúdio à sistemática de reajuste adotada pelo governo federal, Gonçalles classifica os aumentos como “migalhas”.

    Na ponta do lápis, o reajuste para quem ganha R$ 2.500, por exemplo, representou um aumento no benefício de apenas R$ 139. Se o aposentado tiver menos de 65 anos, há incidência do Imposto de Renda. A mordida faz com que, no final, o aposentado só embolse R$ 75,16 a mais no mês.

    O buraco é ainda mais embaixo. A Fundação Getúlio Vargas (FGV) joga mais lenha na fogueira de discussões sobre a defasagem nas aposentadorias.

    Através do Índice de Preços ao Consumidor da Terceira Idade (IPC-3i) aponta que, ano passado, despesas com planos de saúde, por exemplo, ficaram 8,08% mais caras.

    Ela faz parte de um dos grupos que mais pesam no orçamento dos idosos, o de saúde e cuidados pessoais, que abocanha 18,39% das remunerações. O aluguel de imóveis alcançou encarecimento de 9,25%. Ao todo, a inflação da terceira idade foi de 5,48% ano passado – ligeiramente abaixo do reajuste concedido aos aposentados que recebem acima do mínimo.
    Matéria do Jornal do Comércio de PE em 21/01/2014.
    Alexandre Ferreira

  12. Alexandre Ferreira fevereiro 10th, 2014 09:53 am Responder

    Retransmito e-mail de Maria Henriqueta.

    É… o clima lembra o período que antecedeu a revolução francesa.

    O terceiro estado (povo) clama por justiça.

    Um milhão de pessoas na Avenida Paulista pela demissão de toda a classe política (ainda sem data marcada).

    Este e-mail vai começar a circular e será lido por centenas de milhares de pessoas. A guerra contra o mau político, e contra a degradação da nação está começando. Não subestimem o povo que começa a ter conhecimento do que nos têm acontecido, do porquê de chegar ao ponto de ter de cortar na comida dos próprios filhos! Estamos de olhos bem abertos e dispostos a fazer tudo o que for preciso, para mudar o rumo deste abuso.

    Todos os ”governantes” do Brasil, até aqui, falam em cortes de despesas – mas não CORTAM despesas – querem o aumentos de impostos como se não fôssemos o campeão mundial em impostos.

    Nenhum governante fala em:

    1. Reduzir as mordomias (gabinetes, secretárias, adjuntos, assessores, suportes burocráticos respectivos, carros, motoristas, 14º e 15º salários etc.) dos poderes da República.

    2. Redução do número de deputados da Câmara Federal, e seus gabinetes, profissionalizando-os como nos países sérios. Acabar com as mordomias na Câmara, Senado e Ministérios, como almoços opíparos, com digestivos e outras libações, tudo à custa do povo;

    3. Acabar com centenas de Institutos Públicos e Fundações Públicas que não servem para nada e, têm funcionários e administradores com 2º e 3º emprego;

    4. Acabar com as empresas Municipais, com Administradores a auferir milhares de reais/mês e que não servem para nada, antes, acumulam funções nos municípios, para aumentarem o bolo salarial respectivo.

    5. Acabar com as Câmara Estaduais, que só servem aos seus membros e aos seus familiares.f6. Redução drástica das Câmaras Municipais e das Assembleias Estaduais .

    7. Acabar com o Financiamento aos partidos, que devem viver da quotização dos seus associados e da imaginação que aos outros exigem, para conseguirem verbas para as suas atividades; Aliás, 2 partidos apenas como os EUA e outros países adiantados, seria mais que suficiente.

    8. Acabar com a distribuição de carros a Presidentes, Assessores, etc.., das Câmaras, Juntas, etc., que se deslocam em digressões particulares pelo País;

    9. Acabar com os motoristas particulares 24 h/dia, com o agravamento das horas extraordinárias… para servir suas excelências, filhos e famílias e até, as ex-famílias…

    10. Acabar com a renovação sistemática de frotas de carros do Estado;

    11. Colocar chapas de identificação em todos os carros do Estado. Não permitir de modo algum que carros oficiais façam serviço particular tal como levar e trazer familiares e filhos, às escolas, ir ao mercado a compras, etc.;

    12. Acabar com o vaivém semanal dos deputados e respectivas estadias em em hotéis de cinco estrelas pagos pelos contribuintes;

    13. Controlar o pessoal da Função Pública (todos os funcionários pagos por nós que nunca estão no local de trabalho). HÁ QUADROS (diretores gerais e outros) QUE, EM VEZ DE ESTAREM NO SERVIÇO PÚBLICO, PASSAM O TEMPO NOS SEUS ESCRITÓRIOS DE CONSULTORIAS A CUIDAR DOS SEUS INTERESSES….;

    14. Acabar com as administrações numerosíssimas de hospitais públicos que servem para garantir aos apadrinhados do poder – há hospitais de cidades com mais administradores que pessoal médico. Às oligarquias locais do partido no poder…

    15. Acabar com os milhares de pareceres jurídicos, caríssimos, pagos sempre aos mesmos escritórios que têm canais de comunicação fáceis com o governo, no âmbito de um tráfico de influências que há que criminalizar, autuar, julgar e condenar;

    16. Acabar com as várias aposentadorias por pessoa, de entre o pessoal do Estado e entidades privadas, que passaram fugazmente pelo LEGISLATIVO.

    17. Pedir o pagamento da devolução dos milhões dos empréstimos compulsórios confiscados dos contribuintes, e pagamento IMEDIATO DOS PRECATÓRIOS judiciais;

    18. Criminalizar, imediatamente, o enriquecimento ilícito, perseguindo, confiscando e punindo os ladrões que fizeram fortunas e adquiriram patrimônios de forma indevida e à custa do contribuinte,

    manipulando e aumentando preços de empreitadas públicas, desviando dinheiros segundo esquemas pretensamente “legais”, sem controle, e vivendo à tripa forra à custa dos dinheiros que deveriam servir para o progresso do país e para a assistência aos que efetivamente dela precisam;

    19. Não deixar um único malfeitor de colarinho branco impune, fazendo com que paguem efetivamente pelos seus crimes, adaptando o nosso sistema de justiça a padrões civilizados, onde as escutas VALEM e os crimes não prescrevem com leis à pressa, feitas à medida;

    20. Impedir os que foram ministros de virem a ser gestores de empresas que tenham beneficiado de fundos públicos ou de adjudicações decididas pelos ditos.

    21. Fazer um levantamento geral e minucioso de todos os que ocuparam

    cargos políticos, central e local, de forma a saber qual o seu patrimônio antes e depois.

    22. Pôr os Bancos pagando impostos e, atendendo a todos nos horários do comércio e da indústria.

    23. Proibir repasses de verbas para todas e quaisquer ONGs.

    24. Fazer uma devassa nas contas do MST e similares, bem como no PT e demais partidos políticos.

    25. REVER imediatamente a situação dos Aposentados Federais, Estaduais e Municipais, que precisam muito mais que estes que vivem às custas dos brasileiros trabalhadores e, dos Próprios Aposentados.

    26. REVER as indenizações milionárias pagas indevidamente aos “perseguidos políticos” (guerrilheiros).

    27. AUDITORIA sobre o perdão de dívidas que o Brasil concedeu a outros países.

    28. Acabar com as mordomias (que são abusivas) da aposentadoria do Presidente da Republica, após um mandato, nós temos que trabalhar 35 anos e não temos direito a carro, combustível, segurança, etc.

    29. Acabar com o direito do prisioneiro receber mais do que o salário mínimo por filho menor, e, se ele morrer, ainda fica esse beneficio para a família. O prisioneiro deve trabalhar para receber algum benefício, e deveria indenizar a família que ele prejudicou.

    Ao “povo”, pede-se o reencaminhamento deste e-mail.

    Mª Henriqueta

  13. Alexandre Ferreira fevereiro 13th, 2014 19:36 pm Responder

    E depois o Presidente Dilma diz que não tem dinheiro para pagar a justa DESAPOSENTAÇÃO.
    Aposentados 11/2/2014 11:52:14 » Por COBAP
    Previdência Social fecha o ano de 2013 com sobra de R$ 18,34 bilhões
    RSS
    Share on facebookShare on twitterShare on emailShare on printMore Sharing Services
    Maurício Oliveira – Assessor econômico e Luiz Adalberto – Conselheiro
    Ao contrário do que foi divulgado pela imprensa de que a Previdência apresentou um déficit de R$ 50 bilhões no ano de 2013, o Fluxo de Caixa do INSS mostra claramente que o saldo foi positivo de R$ 18,34 bilhões.
    O governo, ao falar de déficit, não inclui os repasses do orçamento da Seguridade Social e, portanto, sua conta não é correta. Quanto ao Fluxo de Caixa do INSS, ele expressa a realidade financeira da Previdência Social, o conjunto de suas receitas totais e de suas despesas totais, bem como também a sua vinculação constitucional som a Seguridade Social.
    Além do saldo previdenciário positivo em 2013, a União retira 20% das receitas da Seguridade Social que deveriam ser destinadas à Previdência Social, Saúde e Assistência Social, que deverão somar mais de R$ 60 bilhões em 2013.
    O dinheiro que sobra anualmente não é explicado sobre sua destinação. Apesar das renúncias fiscais previdenciárias e das desonerações da folha de pagamento que acarreta perda de receita, a situação financeira da Previdência Social é superavitária.
    Veja a matéria completa no site:
    http://www.cobap.org.br/capa/lenoticia.asp?ID=57246
    Alexandre Ferreira.

  14. Alexandre Ferreira fevereiro 14th, 2014 08:18 am Responder

    Bom dia aposentados e um feliz dia dos amigos (união)

    Vejam que atitude absurda do Governo Federal(Dilma do PT e dos seus partidos associados), agora eles investem diretamente contra a classe trabalhadora. O pior de tudo é que vai ter trabalhador que ainda vai votar em Dilma do PT em 2014, assim como nos seus partidos que a ajudam a massacrar a classe trabalhadora e os aposentados. Abaixo parte da matéria extraída do site: http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/economia/2014/02/10/internas_economia,488621/governo-monta-forca-tarefa-para-derrubar-acoes-de-correcao-do-fgts.shtml

    Parte da matéria (é importante que depois vocês leiam todo o seu conteúdo):

    Ofensiva do Governo Federal

    Governo monta força-tarefa para derrubar ações de correção do FGTS

    Agência O Globo
    Publicação: 10/02/2014 08:42 Atualização: 10/02/2014 10:13
    O crescimento do volume de ações judiciais pleiteando a correção do valor do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) pela inflação levou o governo a montar uma força-tarefa na área jurídica para derrubar estes processos nos tribunais, antes que cheguem ao Supremo Tribunal Federal (STF).
    A Caixa Econômica Federal, gestora do FGTS, pediu ajuda à Advocacia-Geral da União (AGU) para recorrer das sentenças já expedidas. Segundo informações da Caixa, no dia 31 de janeiro, havia 39.269 reivindicações na Justiça. Na última sexta-feira (7), o número já estava em 45.343, sendo que 21.159 delas o banco conseguiu reverter, em primeira instância. Mas o governo sabe que o assunto chegará ao Supremo.

    Agora vejam um vídeo com a matéria que circulou em uma da emissoras de TV brasileira, seque o site:http://www.youtube.com/watch?v=3O38et9xT8g

    Alexandre Ferreira

  15. Alexandre Ferreira fevereiro 25th, 2014 07:35 am Responder

    O presidente Dilma, fala que a previdência não tem dinheiro para pagar o aumento real dos aposentados dos que recebem acima do salário minimo e tão pouco para pagar o nosso direito a desaposentação (verdadeiro assalto/roubo aos aposentados).
    Vejam na matéria abaixo mais um dos motivos que eleva o deficit da previdência social e o caos que é a saúde pública deste país que é recordista em impostos (nosso dinheiro) e em pagamento de salários dos órgãos públicos (pagos também com o nosso dinheiro):
    Observem que os valores da Seguridade Social são destinados para as áreas: saúde, previdência (INSS) e assistência social.
    Vejam a matéria abaixo extraída do site:
    http://www.cobap.org.br/capa/lenoticia.asp?id=57268
    Aposentados 21/2/2014 16:7:59 » Por COBAP
    Desde sua criação, DRU já retirou R$ 432 bilhões da Seguridade Social
    RSS
    Share on facebookShare on twitterShare on emailShare on printMore Sharing Services
    Maurício Oliveira – Assessor econômico
    Em 2000 o Congresso Nacional aprovou a criação da Desvinculação das Receitas da União (DRU) pela EC nº 27.
    A DRU é um mecanismo quer permite ao governo federal alocar um percentual (20%) dos recursos da arrecadação de contribuições sociais, tais como a Contribuição Social para o financiamento da Seguridade Social – COFINS, a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), o PIS/PASEP para gastos de acordo com os seus próprios interesses, e não para o qual aquele determinado tributo foi arrecadado.
    A DRU atingiu fortemente a Seguridade Social e viabilizou a obtenção de superávit primário, com a política de metas fiscais aprovada na lei de orçamento anual. O superávit primário permite ao governo federal pagar os juros da dívida pública interna, afetando o financiamento das políticas sociais da Seguridade Social.
    Desde a sua criação em 2000 até 2012 (último dado disponível) a DRU já retirou do orçamento da Seguridade Social cerca de R$ 432 bilhões, recursos deveriam ter sido utilizados para o financiamento da saúde publica, da previdência social (INSS) e da assistência social, ou seja, as políticas sociais foram subtraídas.
    Como é possível que ainda algum aposentado, familiar ou mesmo amigo votem no partido do PT e dos seus partidos associados? Nunca fizeram nada pelos aposentados.
    Os aposentados é um povo saqueado e não têm respeito algum por parte do Governo Federal, temos que mudar essa situação e mostrar que ainda estamos vivos e merecemos respeito e a única forma de mudar a situação é tirar os maus políticos do poder.
    Eu não tenho partido algum, mas o meu voto vai ser consciente, pesquisando bastante para não errar. O voto é uma arma poderosa contra a corrupção, maus políticos, etc.
    Não vote em branco ou cancele o seu voto, vamos mudar, afinal o Brasil é dos brasileiros e não de uma minoria privilegiada que nada fazem pela nossa categoria e outras necessidades existentes em nosso país.
    Alexandre Ferreira

  16. Alexandre Ferreira setembro 4th, 2014 20:00 pm Responder

    STF – O Carrasco dos Aposentados do INSS

    Pouca vergonha:
    Na semana passada os senhores ministros do STF aprovaram um aumento de 22% nos seus já gordos salários. Para julgar a causa da desaposentação não existe espaço na agenda do tribunal, mas para aumentar os seus salários eles encontram espaço e o pior que tudo aconteceu em uma sessão administrativa escondida das câmaras da TV Justiça, pouca vergonha! Bando de gafanhotos.

    Alexandre Ferreira.

  17. Alexandre Ferreira setembro 17th, 2014 18:47 pm Responder

    STF – Despreza os Aposentados do INSS.
    No mês passado em sessão fechada, os senhores ministros aprovaram um reajustes nos seus salários de 22% e os seus já gordos salários passam a ser de R$ 35.900,00, mas eles acharam pouco e na semana passada aprovaram uma ajuda de custo de R$ 7.200,00 para pagar a escola dos seus amados filhos. Não pensem que parou por ai, hoje (17/09/2014) aprovaram um ajuda de custo de moradia de R$ 4.000,00 e vai receber até mesmo quem já tem casa própria, você é de acordo? Sim, ia esquecendo, o aumento dos salários e benefícios aprovados serve para TODOS os juízes do Brasil, uma maravilha.
    Agora para julgarem o processo de desaposentação que se arrasta por anos e anos, os senhores ministros que são os parasitas dos contribuintes e nossos carrascos pedem vista no processo e ignoram o sofrimento dos aposentados que lutam pelo seu justo direito. Hoje vivemos cada dia na esperança de uma justiça que não quer fazer justiça, como é possível um processo que se diz ter repercussão geral ser totalmente ignorado, a verdade é que o STF é subjugado à presidenta Dilma que já admitiu ser contra ao nosso direito a desaposentação e o STF faz o que a Dilma quer.
    Só nos resta, postar em redes sociais e blogs o que representa o STF para nos aposentados e de medida eficaz é não votar na Dilma e no PT, juntos com os nossos familiares e amigos somos fortes. Não faço campanha para ninguém, apenas não votem na Dilma e PT.

    Alexandre Ferreira.

  18. Alexandre Ferreira outubro 13th, 2014 06:03 am Responder

    Julgamento da Desaposentação de 9/10/2014.
    O ministro Barroso embora tenha aprovado a desaposentação, ao meu ver não fez justiça quando utilizou uma nova tabela previdenciária, se eles querem a devolução do dinheiro a regra deve ser a mesma utilizada pelo INSS. O correto é corrigir os salários dos aposentados e depois aplicar o mesmo desconto utilizado pelo INSS de quem está na ativa assim faz mais sentido.
    Interromperam o julgamento por falta de coro, agora espero que eles não deixem o julgamento na conta dos esquecidos, o engraçado é que o julgamento da desaposentação acontece exatamente quando temos apenas a metade dos ministros no plenário do STF.
    Alexandre Ferreira.

  19. Alexandre Ferreira novembro 15th, 2014 18:31 pm Responder

    Vejam mais um absurdo praticado pelo STF, contra os aposentados e trabalhadores do NOSSO país.

    STF – Pensei que os ministros do STF eram apenas contra os aposentados do INSS no processo da desaposentação, mas na verdade também são contra os direitos adquiridos dos trabalhadores. Agora para aumentar os seus já altíssimos salários, achar que os seus filhos precisam de auxílio em dinheiro para pagar as escolas dos seus preciosos filhos (são melhores do que os seus filhos) e auxílio moradia para pagar as vossas moradias, mesmo para quem já possui imóvel próprio eles são de uma eficiência invejável. O que você acha aposentado e trabalhador de tudo isso? Existe justiça nessa casa denominada da mais alta corte do Brasil – STF? Nossa situação não pode ficar pior do que está, aliás, pode sim, basta que eles continuem bancando o satanás. Afinal Deus não massacra os seus filhos. Não sou político e detesto política, mas creio que chegou a hora das nossas forças armadas tomar uma atitude.
    Mais uma pergunta, onde estão os bandidos do mensalão? Na cadeia? O nosso Brasil tem carência de uma verdadeira justiça.

    STF reduz para 5 anos o direito ao FGTS.

    O Supremo Tribunal Federal decidiu na última quinta-feira, 13, que o trabalhador só poderá pedir na justiça os valores do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) não depositados pelo patrão, nos cinco anos anteriores à saída da empresa. Na regra atual, o trabalhador pode reivindicar os valores não depositados de até 30 anos antes.

    Para a COBAP, a decisão representa um retrocesso nos direitos dos trabalhadores e afeta também os recém-aposentados.
    Vejam a matéria completa no site da COBAP – Pesquisem na internet.

    Prezado(a) ALEXANDRE FERREIRA DA SILVA,
    Mensagem registrada sob o número: 254628
    Dados Pessoais
    Nome: ALEXANDRE FERREIRA DA SILVA
    Sexo: Masculino
    Ocupação: APOSENTADO
    Tipo de Resposta
    Forma de Resposta: EMAIL
    País: BRASIL
    Dados do Relato
    Tipo de Relato: ELOGIO

    Relato: STF – Pensei que os ministros do STF eram apenas contra os aposentados do INSS no processo da desaposentação, mas na verdade também são contra os direitos adquiridos dos trabalhadores.
    Agora para aumentar os seus já altíssimos salários, achar que os seus filhos precisam de auxílio em dinheiro para pagar as escolas dos seus preciosos filhos (são melhores do que os seus filhos) e auxílio moradia para pagar as vossas moradias, mesmo para quem já possui imóvel próprio eles são de uma eficiência invejável. O que você acha aposentado e trabalhador de tudo isso? Existe justiça nessa casa denominada da mais alta corte do Brasil – STF?
    Nossa situação não pode ficar pior do que está, aliás, pode sim, basta que eles continuem bancando o satanás. Afinal Deus não massacra os seus filhos. Não sou político e detesto política, mas creio que chegou a hora das nossas forças armadas tomar uma atitude. Mais uma pergunta, onde estão os bandidos do mensalão? Na cadeia? O nosso Brasil tem carência de uma verdadeira justiça.
    Veja a matéria abaixo, um absurdo!
    STF reduz para 5 anos o direito ao FGTS. O Supremo Tribunal Federal decidiu na última quinta-feira, 13, que o trabalhador só poderá pedir na justiça os valores do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) não depositados pelo patrão, nos cinco anos anteriores à saída da empresa. Na regra atual, o trabalhador pode reivindicar os valores não depositados de até 30 anos antes. Para a COBAP, a decisão representa um retrocesso nos direitos dos trabalhadores e afeta também os recém-aposentados. Vejam a matéria completa no site da COBAP – Pesquisem na internet.
    Favor aguardar o nosso contato.
    Obrigado.

    Praça dos Três Poderes – Brasília – DF – CEP 70175-900 Telefone: 55.61.3217.3000 | Telefones Úteis | STF Push | Canais RSS

    1. Imprensa novembro 17th, 2014 10:11 am Responder

      Querido, essa matéria é antiga, não existe mais, pare d eficar comentando uma matéria que foi publicada há tanto tempo atrás.

Deixe seu comentário

Veja também