Início > Notícias > Assembleia aprova GREVE a partir do dia 06 de junho por reajuste salarial
Assembleia aprova GREVE a partir do dia 06 de junho por reajuste salarial

VEJA AS FOTOShttp://www.assufrgs.com.br/site2006/site_novo/?inc=galeria_mostra&galeria_id=376 Luta, Unidade e Mobilização é o que a categoria dos trabalhadores técnicos-administrativos da UFRGS e da UFSCPA assumiu em consenso na Assembleia realizada na tarde de ontem dia 26 de maio, na FACED, em Porto Alegre.Mais de 140 servidores estiveram presentes na Assembleia onde definiram a deflagração da greve a partir do [...]

VEJA AS FOTOS
http://www.assufrgs.com.br/site2006/site_novo/?inc=galeria_mostra&galeria_id=376

Luta, Unidade e Mobilização é o que a categoria dos trabalhadores técnicos-administrativos da UFRGS e da UFSCPA assumiu em consenso na Assembleia realizada na tarde de ontem dia 26 de maio, na FACED, em Porto Alegre.
Mais de 140 servidores estiveram presentes na Assembleia onde definiram a deflagração da greve a partir do dia 06 de junho, além disso, foi aprovado também, como pauta emergencial o reajuste e a política salarial, como forma de mobilizar toda a categoria dos técnicos-administrativos em educação da universidades brasileiras. Foram inscritas duas chapas para eleger seus delegados(as). Os mesmos representarão os servidores na Plenária Nacional da FASUBRA que acontece no próximo dia 01 de junho, em Brasília.
A delegação que representará a Coordenação da ASSUFRGS na Plenária do dia 01 de junho é a seguinte: Sílvio Roberto Ramos Corrêa, José Luís Rockembach (Neco), Rafael de Oliveira Calçada e Loreci Lima da Silva.

VOTAÇÃO
PELO INDICATIVO DE GREVE PARA O DIA 6 DE JUNHO
- AMPLA MAIORIA APROVOU;
- 01 VOTO CONTRA A GREVE;
- 05 ABSTENÇÕES.
VOTAÇÃO DAS CHAPAS PARA PLENÁRIA DA FASUBRA
- CHAPA 1 – 84 VOTOS;
- CHAPA 2 – 40 VOTOS;

Os coordenadores gerais da ASSUFRGS Bernadete Menezes (Berna), Sílvio Corrêa e José Luis Rockenbach (Neco) deram os informes locais das reuniões dos setores que a Coordenação está realizando, explicaram todos os trâmites sobre a legalidade da GREVE e do Direito de Greve dos Servidores no Serviço Público, além da leitura oficial do Informe de Direção Nacional (ID) da FASUBRA na íntegra, das reuniões realizadas com o Ministério do Planejamento.
Além disso, foi informado pela Coordenadora Maria Antonieta Cossio Xavier que a sede da ASSUFRGS, em Garopaba, está interditada, conforme pode-se conferir no link http://www.assufrgs.com.br/site2006/site_novo/?inc=noticia_mostra&noticia_id=3171.

O servidor Juliano Medeiros servidor da UFSCPA que representou a Universidade na Plenária da FASUBRA, nos dias 13 e 14 de maio, em Brasília, repassou os informes e divulgou as ações que a Comissão de Mobilização está realizando no caso da reitora Miriam da Costa Oliveira, condenada a oito anos de prisão, por uso indevido de verbas públicos. Os servidores pedem o afastamento imediato da reitora e para isso estão mobilizados realizando diversas audiências confira o calendário:
- Dia 31 de maio, às 09h, na Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, haverá audiência pública para discutir a questão do assédio moral aos servidores da UFCSPA;
- Dia 14/06, às 19h, haverá Audiência Pública na Câmara Legislativa de Porto Alegre, sobre o mesmo tema.
Os servidores e estudantes exigem que se abra o processo de eleições diretas na UFCSPA, e que a democracia e liberdade de organização e manifestação sejam garantidas.

Texto, Fotos e Postagem
Da Assessoria de Imprensa da ASSUFRGS - 
Jornalista – Raquel Carlucho DRT.9745

Veja também