Início > Notícias > Servidores aprovam por aclamação rejeitar proposta do Governo e permitir que a Fasubra entre com sua contraproposta
Servidores aprovam por aclamação rejeitar proposta do Governo e permitir que a Fasubra entre com sua contraproposta

Os servidores solicitam reunião com o reitor para solicitar a suspensão do calendário acadêmico enquanto durar a paralisação.

Em Assembleia realizada na manhã de hoje, dia 09 de agosto, no Salão de Atos, local ocupado pelos servidores na tarde de ontem (08) categoria mostrou-se descontente com a proposta do governo e aprovou por aclamação a contraproposta apresentada pela FASUBRA, que será disponibilizada amanhã na reunião com o governo, dia 10 de agosto, em Brasília.

A Coordenadora Geral Rosane Souza atualizou os técnico-administrativos sobre a Desocupação do CPD, e solicitou que o plenário prestigiasse os aniversariantes do dia com uma salva de palmas, são eles: Arthur Bloise, Julio Souza e Rafael Berbigier. Logo em seguida, a mesa foi composta pelo Coordenador da pasta Jurídico e de Relações de Trabalho, Rafael Berbigier, Rui Muniz e Tamirez Paim.

Os técnico-administrativos aprovaram por aclamação a continuidade da greve por tempo indeterminado, a continuidade da Ocupação do Salão de Atos da UFRGS, o envio de caravaneiros para Brasília (sendo que será discutido o número em reunião do Comando Local), e uma Moção de repúdio à judicialização da greve pelo Reitor da UFRGS Carlos Alexandre Netto, aprovada por aclamação na Assembleia.

Além disso, os servidores aprovaram que seja feita uma pesquisa de orçamentos para publicação em três jornais de grande circulação, (Zero Hora, Correio do Povo e Jornal do Comércio), para divulgação da Moção de repúdio à judicialização da greve pelo Reitor da UFRGS Carlos Alexandre Netto, aprovada por aclamação na Assembleia.

Os servidores estão em greve há 60 dias e convidam os trabalhadores para participar da Ocupação do Salão de Atos, acompanhando amanhã dia 10 de agosto, a reunião do CONSUN, às8h,  e às 14h a Reunião do Comando Local de Greve no mesmo local.

O povo unido é um povo forte, não teme a luta nem teme a morte!

Da Assessoria de Imprensa da ASSUFRGS

 

2 comentários para "Servidores aprovam por aclamação rejeitar proposta do Governo e permitir que a Fasubra entre com sua contraproposta"

  1. ana maria agosto 9th, 2012 20:09 pm Responder

    O que não está saíndo na mídia em todo o Braisl:
    - Professores paralizaram a greve e esquecem de informar que a greve é formada por categorias Docentes e T.A. e que as mesmas tem reviindicações diferentes;
    - A m[idia não faz questão em falar da greve dos T.A ( no entanto usa fotos de T.A. emgrave para anuciar o fim da greve dos professores), parece que não merecemos maior atenção.
    - É um descaso tanto que tão logo os docentes resolveram sair da greve. o ministério publico entra com pedido de reintegração de posse do CPD onde os técnicos administrativos estavam acampados;
    - Aprovo a moção de repudio à judicialização da greve pelo Reitor da UFRGS Carlos Alexandre.
    - com os Técnicos em gerve a UFRGS, não funciona pois uma depende da outra é uma engrenagem composta por docentes, T.A e alunos. Quem dá apoio admisnistrativo (matrícula, protocolo. folha de pagamrnto ETCCC,,,,) à professores e alunos?
    - Temos que valorizar nossa categoria, pois se divulga que a UFRGS, está entre as primeiras o Brasil sendo reconhecida tb internacionalmente. Será que só os professores são responsável pelo feito? Também somos responsável pelo sucesso de nossa Universidade;
    - E ainda temos este salário que há muito tempo está desfazado que foi conseguida só através de greve. É uma luta constante da categoria tanto de ativos como aposentados ;
    - Por lei deveriamos ter no mínimo o reajuste da inflação do ano(s);
    Encerro com uma pergunta – Não poderiamos entrar na justiça solicitando de imediato nossos diretos que está sendo negado? Não temos nem data base ? Queremos um salário justo e digno. já que o governo que aí está não nos respeita como uma classe trabalhadora de T.A. das Universsidades Federais do Brasil.

    Ana Maria Velho

  2. Matheus agosto 10th, 2012 00:34 am Responder

    Por causa desta greve não posso fazer um contrato de estágio já que estou sem comprovante de matrícula para o segundo semestre.

    Os técnicos administrativos devem pensar que estão prejudicando os alunos diretamente!

Deixe seu comentário

Veja também