Início > Notícias > Assembleia Geral define delegados para plenária nacional e aprova documento do GT 30 Horas
Assembleia Geral define delegados para plenária nacional e aprova documento do GT 30 Horas

Em assembleia geral realizada na terça-feira, 02/07, técnico-administrativos aprovaram com algumas alterações o documento apresentado pelo GT 30h, para embasar as próximas ações da ASSUFRGS na Comissão de Estudos de Flexibilização da Jornada de Trabalho, que tem nova reunião marcada para esta quinta-feira, 04/07. Leia o documento aqui. Durante a assembleia também foram eleitos os [...]

Em assembleia geral realizada na terça-feira, 02/07, técnico-administrativos aprovaram com algumas alterações o documento apresentado pelo GT 30h, para embasar as próximas ações da ASSUFRGS na Comissão de Estudos de Flexibilização da Jornada de Trabalho, que tem nova reunião marcada para esta quinta-feira, 04/07. Leia o documento aqui.

Durante a assembleia também foram eleitos os delegados que participarão da plenária nacional da Fasubra nos dias 05 e 06 de julho, em Brasília.  A pauta inclui mesa temática sobre Plano Nacional de Educação, informes, avaliação da conjuntura, campanha salarial e organização da Paralisação Nacional do dia 11 de julho. Segue a votação e os delegados eleitos:

Peleia – 48 votos

Mario Serapião Pereira

Isaías Magalhães Quintana

Tribo – 32 votos

Cléver Monticelli Petró

Sergio Gustavo Viana

Olho Vivo – 18 votos

Igor Correa Pereira

8 comentários para "Assembleia Geral define delegados para plenária nacional e aprova documento do GT 30 Horas"

  1. Igor Corrêa Pereira julho 3rd, 2013 15:24 pm Responder

    Estive na reunião das Centrais hoje com Mario Pereira e Mozarte Simões, que tinha como pauta a organização do Ato do dis 11 de julho. O tom de unidade demonstrado na Assembleia se repetiu hoje de manhã.

    Agora é o momento, como muito bem expressou Arthur Bloise ontem, de avançar em grandes bandeiras da sociedade e da classe trabalhadora: A desconcentração da mídia, da terra, a reforma poklítica contra a mercantilização do cargo público, a valorização da educação e da saúde, essas são as grandes pautas que devem se fortalecer na convicção do povo que vai pra rua.

    A FASUBRA terá um grande desafio nesse momento, e não pode se perder pensando pequeno. É hora de pautar os nossos grandes desafios, a nossa política salarial, a valorização dos aposentados, mas sem perder a solidariedade com as bandeiras mais gerais das Centrais.

  2. Luci Mari julho 3rd, 2013 16:20 pm Responder

    Precisamos avançar em nossa pauta interna (contra terceirização, a favor da redução das 40 para 30 horas, eleições diretas para reitor e melhores condições de trabalho sem M. Planejamento estar nos controlando via SIASS) com o governo e também com a sociedade, além de ficarmos atentos aos oportunismos das mídias e da direita que vem assombrando as manifestações com atitules fascistas, vejam o exemplo do Egito acabou em golpe militar, suspensos os direitos civis e a constituição que é a Carta Magna de um país fica em stand by!
    Avante companheiros (as) sem perder a ternura, como diria Tche!
    Saudações a todas (os) da Companheira Luci/DAS.

  3. Rejane julho 3rd, 2013 16:34 pm Responder

    Caros colegas e coordenadores,

    Venho apenas salientar um fato gritante q tem acontecido nas nossas assembleias…ouvindo vários comentários d muitos da categoria alguns itens ñ tem sido respeitados:
    1 – as assembleias nunca começam no hor. marcado;
    2 – as defesas de tese tem se repetido sem respeitar o tempo;
    3 – as demandas poderiam ser encaminhadas mais rapidamente

    no intuito de tentar ajudar e resgatar o nosso povo(categoria) acredito q a base tenha q ser mais respeitada oq ñ está ocorrendo na realidade. Muitos ñ deixam as unidades pq ñ aguentam passar uma tarde inteira assistindo disputa d beleza. É sabido e notório q existem 3 grupos distintos na nossa categoria…esses grupos podiam ter a sensibilidade d em momentos pré-plenária determinar q uma única pessoa defenda os ideais do grupo no qual pertence…vejo isso como positivo…mas caso alguém mais queira falar…realizem as votações antes e q apenas os interessados fiquem p/ acompanhar. Oq está acontecendo é q várias pessoas vão embora antes do término da atividade pq tem suas atividades fora. Então acredito q ñ está sendo produtivo p/ ninguém perder a base como aliada. As assembleias em geral tem um hor para começar e segunda chamada 15 min após com qlqr publico…aqui na ASSUFRGS esperamos todo mundo voltar do cafezinho, descer do ônibus, sair d casa ou vir do almoço…por favor será q ñ estão se dando conta?? Não sou contra as defesas mas as pessoas estão extrapolando…fora o lance do eu concordo com o fulano masssss…blá blá blá…sejamos mais sucintos por favor!

    Significado de Sucinto

    adj. Que se diz ou se escreve resumidamente, utilizando poucas palavras; conciso, lacônico: narração sucinta.
    Restrito ao necessário, de maneira breve.
    (Etm. do latim: succinctus)

  4. Rejane julho 3rd, 2013 16:41 pm Responder

    Outra duvida: pq ñ foi utilizada uma foto em q se pegasse todo o povo presente na assembléia…por acaso só estavam os colegas apoiadores da mojoritária???

    1. michelle julho 4th, 2013 10:05 am Responder

      Eu te respondo Rejane, pq assim como na mídia burguesa, a imprensa é usada para favorecer quem está no poder!
      Por enquanto.

  5. sandra de brito stefani julho 4th, 2013 09:30 am Responder

    Concordo com a Rejane, assembléia geral é para ter uma pauta curta e grossa, encaminhando o que realmente é o importante, sem muitas intervenções, pois a cada assembléia as pessoas vão ficando com menos vontade de participar e nem na metade da assembléia as pessoas já estão indo embora. Pois quase todos tem algo para fazer, quando não tem que voltar para seu setor ,por isso tem que ter mais objetividade, uma assembléia não pode durar mais de 1 hora pois se ficarmos duas ou três horas ela passa a ser uma reunião comum e não uma assembléia, tira o significado de uma assembléia, sugiro que se encaminhe as votações em primeiro lugar e após convide-se as pessoas a continuar no local para participar, aí sim de uma reunião onde quem gosta de se manifestar vai poder ficar a vontade para se expresar e colocar suas considerações sem serem atropelados, e realmente serão ouvidos por quem tem interece de escutá-los. Obs: isso não aconteceu somente nesta assembléia pelo qual tínhamos que apresentar o texto e as resoluções das 30 hs isso vem se repetindo com muita frequência.
    Atenciosamente : Sandra coordenadora da pasta da saúde

  6. SILVIA FERNANDA PECANHA MARTINS julho 4th, 2013 13:32 pm Responder

    Concordo plenamente com a Rejane, as assembléias devem ser mais enxutas, devemos primeiro votar nos Delegados, se for o caso e depois passar para análise de conjuntura, política sindical, etc…..senão, daqui a pouco nossas assembléias irão esvaziar novamente.
    Na última assembléia que ocorreu na Terça-Feira fiquei cansada, com dor de cabeça, pois todos querem falar e todos vão lá na frente repetir a mesmice, ou as mesmas coisas em palavras diferentes, convenhamos, primeiro deveríamos ter votado os delegados e depois seguiríamos com quem tinha interesse em seguir escutando blá,blá,blás..
    Outra coisa, acho que devem mudar a forma de publicação da imprensa, pois sempre os mesmos saem nas fotos, parece que ninguém mais participa das nossas assembléias..
    Vamos pensar, tentar melhorar,para que possamos vencer mais uma Batalha da luta pela nossa Categoria!

  7. Mario Pereira julho 8th, 2013 13:07 pm Responder

    Colegas,

    A semana passada me fiz presente na Plenária Fasubra eo que muda quanto a assembleia Assufrgs é o tempo da análise de conjuntura que vai para mais ou menos 8 horas e da mesma forma muitas falas se repetem de resto é tudo igual e porque escrevo isto colegas pela importância de todos se expressarem para só aí termos as votações isto para mim se chama democracia nos ensinada pelo povo Grego séculos atrás se não temos paciência de ouvirmos o nosso próximo tenho medo de uma ditadura aonde só a minha opinião é a que vale.

    Saudações

Deixe seu comentário

Veja também