Início > Notícias > Assembleia realizada no Campus do Vale
Assembleia realizada no Campus do Vale

  Os servidores estiveram reunidos em Assembléia na tarde do dia 10 de agosto, após panfletagem no Campus do Vale, onde puderam esclarecer dúvidas sobre a concessão parcial da liminar solicitada pela AGU, recebida no dia 08 de agosto, Assessoria Jurídica da ASSUFRGS (AJA) representada pelos advogados Valnez Bittencourt, Rogério Viola e mais membros da [...]

 

Os servidores estiveram reunidos em Assembléia na tarde do dia 10 de agosto, após panfletagem no Campus do Vale, onde puderam esclarecer dúvidas sobre a concessão parcial da liminar solicitada pela AGU, recebida no dia 08 de agosto, Assessoria Jurídica da ASSUFRGS (AJA) representada pelos advogados Valnez Bittencourt, Rogério Viola e mais membros da Assessoria Jurídica da Assufrgs (AJA).
Os servidores em greve foram informados das atividades locais realizadas nos dias 09/08/2011, e na manhã do dia 10/08/2011, logo em seguida o Informe dos mais de 40 Caravaneiros presentes em Brasília, juntamente com os mais de 1500 CARAVANEIROS de todo o país.

De acordo com o CLG presente em Brasília presente na reunião com O Informe do CLG presente na atividade em VBrasília foi: "o acampamento já obteve uma vitória, o ministro da Educação Fernando Haddad havia chamado o Comando Nacional de Greve para uma conversa no MEC, a Berna esteve entre os representantes do CNG que participaram da reunião e me informou que após alguma conversa e chororo do ministro, foi dito ao mesmo que como sempre ele perguntava qual era a proposta do movimento, a proposta era: piso de 3 salários mínimos. O ministro disse que iria se reunir com os seu staff no MEc e que tão logo chegasse a algum posicionamento faria contato telefonico com o CNG.

ASSESSORIA JURÍDICA
A seguir a Valnez e o Rogério voltaram a afirma que a nossa greve não fora decretada ilegal, e que, portanto, o governo havia utilizado a sua arma mais potente contra nós e havia se frustado. A Valnez salientou ainda o fato da nossa Universidade ter sido uma das primeiras a conseguir manifestação oficial do Reitor sobre a concessão de liminar a AGU. Durante as intervenções, uma colega informou ter recebido mensagem eletrônica da chefia alegando haver alguma "legislação" que autorizava a chefia a "reter" o ponto dos servidores em greve. Foi argumentado por vários dos presentes e pela Valnez de que isto, neste momento não era possível, até pelo posicionamento expresso pelo Reitor e pelo CONSUN da UFRGS. A colega ficou de repassar a mensagem ao CLG.

Veja também