Início > Notícias > Bancários afirmam que greve atingiu centros administrativos
Bancários afirmam que greve atingiu centros administrativos

Fonte: Folha São Paulo A Contraf (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro) informou nesta quinta-feira que os funcionários dos centros administrativos dos bancos Itaú-Unibanco, Santander, Bradesco, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal aderiram à greve da categoria, que já se estende pelo terceiro dia.Ainda segundo a entidade sindical, até ontem 6.248 agências bancárias [...]

Fonte: Folha São Paulo

A Contraf (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro) informou nesta quinta-feira que os funcionários dos centros administrativos dos bancos Itaú-Unibanco, Santander, Bradesco, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal aderiram à greve da categoria, que já se estende pelo terceiro dia.
Ainda segundo a entidade sindical, até ontem 6.248 agências bancárias estavam paralisadas. Somente na Grande São Paulo, ainda conforme a Contraf, 750 locais de trabalho estavam paralisados.
Uma passeata está programada para as 15h (hora de Brasília) no centro da cidade de São Paulo. De acordo com a Contraf, as manifestações também devem conter a adesão dos trabalhadores dos Correios, em greve há 15 dias.
Os grevistas pleiteiam 12,8% de aumento sobre pisos e salários, além de ampliação dos ganhos nas participações nos lucros, entre outras exigências. Os banqueiros ofereceram 8%. A proposta foi recusada.
O piso salarial dos bancários é de R$ 1.250, de acordo com o sindicato.
A Fenaban (federação dos bancos) informou que aguarda a retomada das conversações com o Comando Nacional dos Bancários, para a definição de um acordo. A entidade, no entanto, não especificou se prepara uma nova proposta.

Veja também