Início > Notícias > Campanha Salarial 2014: data-base e reposição já, ou o Brasil vai parar!
Campanha Salarial 2014: data-base e reposição já, ou o Brasil vai parar!

Venha participar e construir junto esta luta que é de todos nós trabalhadores. Converse com seu colega de trabalho, participe dos espaços da ASSUFRGS. Só a luta muda a vida!

O Fórum dos Servidores Públicos Federais, que reúne sindicatos e entidades dos trabalhadores do funcionalismo público federal lança Campanha Salarial de 2014, nesta quarta-feira (22). O lançamento da Campanha inicia com coletiva de imprensa, às 10h, no Sindisprev-RS – Travessa Francisco Leonardo Truda, n 40, 12º andar, Porto Alegre.

O dia continua com atividades com panfletação nos locais de trabalho e, à tarde, palestra com a Coordenadora da Auditoria Cidadã da Dívida Maria Lucia Fattorelli, na Faculdade de Economia da UFRGS, às 16 – Av. João Pessoa, n 52.

 O Fórum Gaúcho dos Servidores Públicos Federais é formado por sindicatos e associações que representam servidores dos poderes Executivo e Judiciário Federal – SINTRAJUFE-RS; Técnicos-administrativos da UFRGS, UFCSPA e IFRS-PoA- ASSUFRGS; trabalhadores da Saúde, Trabalho, Previdência e ANVISA – SINDISPREV-RS; servidores do Ministério da Fazenda – SINDFAZ; trabalhadores do IBGE – ASSIBGE; e o Sindicato dos Servidores Federais do RS – SINDISERF-RS.

  O Fórum dos Federais do RS está articulado com os Fóruns dos demais estados. E compõem o Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais, que tem lançamento nacional da Campanha no dia 5 de fevereiro, com marcha em Brasília. O Fórum Gaúcho dos Servidores tem como eixos principais reajuste salarial e definição de data-base, bem como preparativos para o indicativo de greve, caso o governo não atenda às demandas do Serviço Público Federal.

 A população foi às ruas, em 2013, expressando a insatisfação sobre o descaso com o serviço público, a falta de investimentos em saúde e educação e a desvalorização dos servidores públicos federais frente às demandas colocadas (mais professores, mais profissionais de saúde, etc). Os cortes no orçamento, os quais não preveem valores para novas reposições salariais, não cobrem sequer a inflação no período de 2012, última greve do funcionalismo público federal – e tampouco recupera as perdas históricas que levaram as categorias às ruas pela garantia de seus direitos. O direito à revisão anual dos salários (data-base) segue sem regulamentação qualquer há mais de 25 anos, levando às perdas salariais, que se acumulam ano após ano.

 

“Os servidores públicos começam o ano, mobilizados e unificados contra as promessas não cumpridas pelo governo e as perdas com a inflação, e em pleno ano eleitoral podem convocar uma greve geral do serviço público caso o governo não atenda suas reivindicações.”, afirma Marizar Mansilha de Melo, Secretário Geral do Sindiserf/RS.

Os Servidores das Entidades que compõem o Fórum no RS realizaram, ainda, na madrugada desta terça-feira, a divulgação da Campanha Salarial 2014, fixando faixas com as reivindicações em pontos estratégicos de Porto Alegre. Cada Sindicato, ainda, ficou responsável de colocar as faixas nos respectivos locais de trabalho para uma luta unificada dos SPF’s.

Venha participar e construir junto esta luta que é de todos nós trabalhadores. Converse com seu colega de trabalho, participe dos espaços da ASSUFRGS. Só a luta muda a vida!

 

Atente para as datas:

22 de janeiro – lançamento, nos estados, da campanha salarial dos servidores públicos federais 2014;
 
5 de fevereiro – lançamento nacional da campanha salarial dos servidores públicos federais 2014, com marcha em Brasília;
 
7 de fevereiro – reunião ampliada do Fórum Nacional de Entidades dos Servidores Públicos Federais em Brasília.

 

 

 

Este post ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário

Veja também