Início > Notícias > Comando Local de Greve é recebido pelo Reitor da UFRGS
Comando Local de Greve é recebido pelo Reitor da UFRGS

Na manhã do dia 04 de julho, os servidores representando o Comando Local de Greve, Bernadete Menezes, Rosane Souza e Igor Pereira, além de Rui Muniz, Márcia Tavares  e Silvia Peçanha, (Comissão de Ética da Greve), estiveram reunidos com o Reitor da UFRGS, Carlos Alexandre Netto. Pela Administração o vice-reitor, Rui Vicente Oppermann, o chefe [...]

Na manhã do dia 04 de julho, os servidores representando o Comando Local de Greve, Bernadete Menezes, Rosane Souza e Igor Pereira, além de Rui Muniz, Márcia Tavares  e Silvia Peçanha, (Comissão de Ética da Greve), estiveram reunidos com o Reitor da UFRGS, Carlos Alexandre Netto. Pela Administração o vice-reitor, Rui Vicente Oppermann, o chefe de Gabinete, João Braga de Mello; o pró-reitor de Gestão de Pessoas, Maurício Viegas; a vice-pró-reitora de Gestão de Pessoas, Vânia Pereira e o pró-reitor de Planejamento e Administração, Luis Roberto da Silva de Macedo.

 ANDIFES x GREVE
O reitor Carlos Alexandre Netto saudou os servidores e informou que a Greve estava pautada e foi discutida amplamente pelos dirigentes das instituições, em reunião ocorrida nos dias 25 e 26 de junho, em Ouro Preto, no pleno da ANDIFES. Na oportunidade estiveram presentes representantes da FASUBRA, ANDES e DCE. Os dirigentes declararam apoio à greve dos servidores e consideraram justa a luta da categoria, pois o movimento não é contra as universidades e nem administrações, e sim; ao reajuste,  data-base e carreira.

 DIREITO DE GREVE
O reitor afirmou que a maioria das universidades está agindo com bom senso, pois as atividades essenciais permanecem e as folhas de pagamento dos servidores e pagamentos como das empresas que prestam serviços as universidades. Carlos Alexandre ressaltou que o movimento grevista está atuando de acordo com a Cartilha do Direito de Greve.

QUESTIONAMENTOS
O reitor, quando questionado sobre a disponibilização do local onde hoje está uma mostra fotográfica para a realização de Assembleias, respondeu que, infelizmente, está ocorrendo esta exposição, mas os servidores podem utilizar os espaços laterais. Ele também comentou que cada AÇÃO tráz uma REAÇÃO, e que o envelopamento do dia 30 de maio, na Reitoria, prejudicou a comunicação entre CLG e Administração.

GOVERNO e PARLAMENTARES
Ele ainda argumentou que, no tocante às negociações sobre a GREVE, os parlamentares, através de solicitação dos servidores públicos federais, deverão intervir junto ao governo e tentar negociar com a presidente Dilma Rousseff, para que a mesma seja firme, pois os técnico-administrativos das Universidades, estão há 25 dias em GREVE, em todo o país, e o movimento tem tendência de ampliar-se em todas as categorias.

RIO + 20
Devido à Rio + 20, o Ministério do Planejamento esteve afastado das negociações, e, por isso, existe uma preocupação até dos senadores Paulo Paim e Amaro Bezerra Cavalcanti entre outros, pois com a RIO + 20, foi desviada a atenção ao movimento grevista. Ele salientou ainda que dentro do próprio governo, existem duas correntes. E isso forma um impasse nas negociações; uma a favor e outra não.

REUNIÃO DO CONSUN DO DIA 06 DE JULHO
A reunião do Conselho Universitário que acontecerá no dia 06 de julho (sexta-feira), contará com um telão no salão de Atos, para que os servidores possam assistir à sessão da reunião do CONSUN, porque o sistema será o mesmo utilizado em outras reuniões, devido ao pequeno espaço, serão distribuídas as senhas.

 

Da Assessoria de Imprensa
Jornalista – Raquel Carlucho

 

Este post ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário

Veja também