Início > Notícias > Comissão debate piso salarial de professores em estados e municípios
Comissão debate piso salarial de professores em estados e municípios

Educação – Sala de aula – Ensino – Alunos – Professor O piso dos professores (R$ 1.451) não é cumprido em 17 estados . A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público realiza hoje audiência pública para discutir a adesão por estados e municípios ao piso salarial nacional dos professores da educação básica. A [...]

Educação – Sala de aula – Ensino – Alunos – Professor

O piso dos professores (R$ 1.451) não é cumprido em 17 estados .

A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público realiza hoje audiência pública para discutir a adesão por estados e municípios ao piso salarial nacional dos professores da educação básica.

A iniciativa do debate é da deputada Flávia Morais (PDT-GO). Ela ressalta que o piso nacional (atualmente, R$ 1.451, por mês), previsto na Lei 11.738/08, não tem sido cumprido por muitos entes federativos. “Professores e especialistas não entendem por que ainda hoje existem estados e municípios que não se adequaram à Lei do Piso do Magistério”, comenta.

Pela lei em vigor, todos os entes deveriam adaptar ou elaborar até 31 de dezembro de 2009 planos de carreira para os docentes em conformidade com o piso nacional.

Foram convidados:
- a presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), Maria Nilene Badeca da Costa;
- o coordenador-geral de Operacionalização do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), Vander Oliveira Borges;
- o presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), José Carlos de Freitas;
- o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Roberto Franklin de Leão;
- o presidente da Confederação Nacional dos Municípios, Paulo Ziulkoski;
- o presidente da Central Única dos Trabalhadores CUT, Arthur Henrique da Silva.
A reunião será realizada às 10 horas, no Plenário 12.

Agência de Notícias!

Da Redação/MO

Este post ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário

Veja também