Início > Notícias > Consulta para a Direção da Biblioteca Central da UFRGS ocorreu de forma paritária
Consulta para a Direção da Biblioteca Central da UFRGS ocorreu de forma paritária

Com forte tom democrático a consulta teve ampla participação, de 90% dos votantes, sem nenhum voto branco ou nulo.

No último dia 15 de agosto ocorreu consulta para a escolha da nova direção da Biblioteca Central da UFRGS. Realizada de forma paritária a consulta teve ampla participação, de 90% dos votantes, sem nenhum voto branco ou nulo. Foi vencedora a Chapa 2, da bibliotecária Letícia Strehl, que disputava contra Miriam Moema Loss, da chapa 1. A vencedora ganhou com apenas 7 votos de diferença da segunda colocada, dando a esta consulta um forte tom democrático.

“Foi a primeira vez em 12 anos que tivemos dois candidatos para a direção da Biblioteca Central. A disputa foi bastante acirrada, com paridade no peso dos votos e com ampla participação, comprovando que a comunidade está sim com vontade de participar das decisões administrativas da Universidade.”, comemorou Letícia. Ela ainda disse que “o principal desafio de sua possível gestão será tornar a pratica democrática um elemento de tomada de decisão. As bibliotecas são subordinadas aos diretores das unidades, e tem subordinação técnica da biblioteca central. Quero proporcionar uma gestão com mais abertura para que as pessoas participem das decisões, que não sejam centralizadas dentro da biblioteca central”.

A chapa vencedora propôs o plano de gestão chamado de SBUFRGS em Movimento, onde aponta que deve ser papel da Direção da Biblioteca Central, atuar não como órgão que defini o que deve ser feito nas demais bibliotecas da Universidade, mas dando suporte para o trabalho integrado das bibliotecas. O nome segue agora para a Reitoria que deve fazer a nomeação final para a diretoria da Biblioteca Central da UFRGS. 

Este post ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário

Veja também