Início > Notícias > Consun adia decisão sobre Avaliação dos Técnicos
Consun adia decisão sobre Avaliação dos Técnicos

Sem ter conhecimento do conteúdo das propostas e sequer conhecer a legislação sobre o tema, começou desastrosamente o debate sobre Avaliação dos Técnicos da Ufrgs, no Consun, nesta quarta-feira, dia 18. O debate foi acirrado.

Sem ter conhecimento do conteúdo das propostas e sequer conhecer a legislação sobre o tema, começou desastrosamente o debate sobre Avaliação dos Técnicos da Ufrgs, no Consun, nesta quarta-feira, dia 18. O debate foi acirrado.

Contamos com a solidariedade de vários professores. A bancada dos técnicos estava unida e foi acompanhada por coordenadores da Assufrgs e membros da CIS. Por fim, foi encaminhado o debate para janeiro.

Leia abaixo o manifesto assinado pela Assufrgs e CIS entregue aos conselheiros.

MANIFESTO AOS MEMBROS DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO:

Os servidores técnico-administrativos que compõem a REPRESENTAÇÃO dos técnico-administrativos no CONSUN, os integrantes da CIS e da Coordenação da ASSUFRGS, todos eleitos por seus pares para defenderem seus direitos, vem respeitosamente, solicitar sua atenção na análise da proposta de avaliação de desempenho que estará sendo discutida em breve no CONSUN.

A legislação prevê, sem nenhuma dúvida ou possibilidade de interpretação, que a avaliação de desempenho deve estar vinculada a avaliação institucional e ao atingimento de metas institucionais. Não é sequer razoável que se cogite que uma proposta desta magnitude possa ser resumida a um simples “atribuir pontos por indicadores”. Não é mais possível que em cima da inércia e da falta de cultura em realizarmos avaliação de desempenho, façamos uma opção pela proposta "mais fácil" de ser implementada.

Estamos em uma instituição de ensino e é nosso papel zelarmos para que o que é melhor para a Sociedade, para a comunidade universitária e para a própria Instituição seja implementado ainda que para isto tenhamos que romper com a inércia e a cultura instalada.

Afirmamos mais uma vez, que ninguém conhece mais o teor da Lei 11.091 e a vontade manifestada nas suas entrelinhas em relação ao Plano de Desenvolvimento de Integrantes da Carreira e seus Programas, do que os colegas que integram a ASSUFRGS e a CIS (Comissão Interna de Supervisão do Plano de Carreira dos Cargos Técnico-Administrativos em Educação).

Por isto, consideramos que estamos no limiar de implementarmos uma avaliação de desempenho de acordo com a legislação vigente, e mais do que isto, de um sistema de avaliação de desempenho que possibilitará a gestão da vida funcional dos técnico-administrativos levando em consideração a visão coletiva do trabalho e a análise das condições em que este trabalho é executado, e também das necessidades de capacitação para melhora do fazer diário.

Mais uma vez queremos reafirmar as diferenças entre as duas propostas e deixar claro o quanto a nossa proposta caminha na busca de um maior envolvimento dos técnico-administrativos nas discussões sobre o papel da Universidade Pública, Gratuíta e de Qualidade neste País.

ASSUFRGS e CIS

Veja também