Início > Notícias > CUT e centrais convocam para o dia 23 novas paralisações contra a emenda 3
CUT e centrais convocam para o dia 23 novas paralisações contra a emenda 3

A CUT e demais centrais sindicais reuniram-se nesta quinta-feira (12) às 10 horas para retomar as discussões sobre ações e medidas conjuntas a serem tomadas contra a Emenda 3, caracterizada como “apagão de direitos”.

A CUT e demais centrais sindicais reuniram-se nesta quinta-feira (12) às 10 horas para retomar as discussões sobre ações e medidas conjuntas a serem tomadas contra a Emenda 3, caracterizada como “apagão de direitos”.

O encontro, realizado na sede da CGT, definiu encaminhamentos para a reunião entre as centrais e o ministro Guido Mantega, que acontecerá no próximo dia 23 (segunda) em Brasília.

De acordo com o secretário geral da CUT Nacional, Quintino Severo, “não basta negociar, tem que mobilizar para pressionar e as paralisações mostraram isso”. A unidade e amplitude das manifestações do dia 10 são um recado aos deputados e senadores que tentaram um golpe para roubar nosso 13º Salário, Férias remuneradas, FGTS, Vale-transporte, Vale-refeição, Licença-maternidade e paternidade, Assistência-médica e até Aposentadoria.

Segue abaixo o que foi definido na reunião:

 - Ampliar a mobilização pela manutenção do veto à Emenda 3;
 
- Articular ações em todos os Estados de pressão junto aos parlamentares em favor do veto

- Criação do Grupo de Trabalho (GT) para formatação de documento substitutivo ao PL 536, que aponte soluções, composto por representantes das centrais sindicais, DIEESE, especialistas em fiscalização do trabalho, previdência e tributária. (A primeira reunião está marcada para o dia 19 – quinta)

- Convocar a paralisação, envolvendo as centrais nos Estados e Ramos

Estiveram presentes à reunião representando a CUT Nacional, o Vice-Presidente Wagner Gomes; o Secretário Geral Quintino Severo; a Secretária de Política Sindical Rosane da Silva; e Vagner Freitas, membro da Executiva Nacional.

Veja também