Início > Notícias > Dia 17 de abril: Paralisação contra congelamento dos salários
Dia 17 de abril: Paralisação contra congelamento dos salários

A UFRGS vai parar no dia 17 de abril. Esta foi a decisão tomada pelos servidores presentes na Assembléia Geral realizada pela Assufrgs na tarde desta quinta-feira (12), no Auditório da Faculdade de Direito. Caravanas das Universidades de Pelotas e Santa Maria virão a Porto Alegre para um Ato Unificado.

A UFRGS vai parar no dia 17 de abril. Esta foi a decisão tomada pelos servidores presentes na Assembléia Geral realizada pela Assufrgs na tarde desta quinta-feira (12), no Auditório da Faculdade de Direito. Caravanas das Universidades de Pelotas e Santa Maria virão a Porto Alegre para um Ato Unificado. A concentração inicia às 10h, na Reitoria. Após, os servidores seguem em caminhada até o Banco Central, no Centro da cidade.

A próxima terça-feira, 17 de abril, será um Dia Nacional de Luta dos Servidores Federais. Os técnico-administrativos aprovaram paralisar nesta data em Plenária da Fasubra. Uma das principais reivindicações dos servidores é a retirada do limitador de despesas com pessoal, o PLP 01/07, incluído no PAC, que irá congelar os salários por 10 anos. Na Assembléia, todas as falas destacaram a importância da unidade da categoria neste momento tão crítico para o serviço público.

A Assembléia contou com a presença de quatro diretores da Assufsm (Associação dos Servidores da Universidade de Santa Maria), Lauri Rosa, Elton Rogério Vargas de Quadros, Hernani Melgarejo Teixeira e Aíde Siqueira do Anarante. O diretor Lauri Rosa destacou que apesar da universidade estar em recesso, o sindicato está fazendo todo o esforço para trazer dois ônibus para a manifestação no dia 17.

A Assembléia ainda aprovou uma Moção de Solidariedade à luta dos servidores do Hospital Universitário de Rio Grande em greve há 10 dias e acampados em frente ao HU. Eles lutam contra a transformação do hospital em fundação.

Veja abaixo os pontos que estarão sendo reivindicados em 17 de abril – Dia Nacional de Luta:

- Em defesa dos Serviços Públicos
- Pela retirada do limitador de despesas com pessoal, incluídos no PAC
- Contra a restrição do direito de greve
- Por mais verbas para educação e saúde
- Pela garantia de negociação no Serviço Público
- Pela instalação da Mesa Nacional de Negociação Permanente e mesas setoriais
- Por uma política salarial para o conjunto dos servidores públicos, que reponha as perdas e garanta ganhos reais para os(as) trabalhadores(as).
- Por isonomia ascedente de salários, começando pelo executivo
- Por isonomia dos benefícios no Serviço Público
- Em defesa da previdência pública: contra a retirada de direitos
- Pelo fim da terceirização e abertura de concursos públicos
- Pela consolidação, aprimoramento, e evolução da carreira, com aumento de piso salarial
- Garantia de recursos para o Plano de Assistência à Saúde Suplementar
- Em defesa dos Hospitais Universitários. Não a sua transformação em Fundação Estatal!
- Pela regulamentação da EC-29
- Pela aprovação da PEC 206/2006 da Ascensão Funcional

Dia Nacional de Luta dos Servidores Federais

Terça-feira, 17 de abril,
às 10h – Concentração na Reitoria
Participação dos servidores das universidades de Santa Maria e Pelotas, que já aprovaram paralisação neste dia.

Veja também