Início > Notícias > Doação de Sangue pela Educação Brasileira amplia estoque de Hemocentro no inverno
Doação de Sangue pela Educação Brasileira amplia estoque de Hemocentro no inverno

Nesta segunda-feira, dia 20, mais de 30 funcionários da UFRGS e da UFCSPA fizeram uma doação coletiva de sangue e de medula, no Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). A atividade foi chamada de "Doação de sangue pela Educação Brasileira". A ideia foi demonstrar que os trabalhadores se empenham para construir a educação nas [...]

Nesta segunda-feira, dia 20, mais de 30 funcionários da UFRGS e da UFCSPA fizeram uma doação coletiva de sangue e de medula, no Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). A atividade foi chamada de "Doação de sangue pela Educação Brasileira". A ideia foi demonstrar que os trabalhadores se empenham para construir a educação nas Universidades. Esses trabalhadores decidiram doar sangue como forma de mostrar a mobilização da categoria e ao mesmo tempo dar um retorno à sociedade. A organização do evento avalia que a iniciativa foi um sucesso arrecadando 25 doações de sangue e quase 40 cadastros de medula. Além de ampliar o estoque de sangue no inverno, onde as doações são menores, os cadastros de doação de medula foram muito importantes, pois o transplante de medula óssea são a única esperança de cura para muitos portadores de leucemia e outras doenças de sangue.  O Comando de Greve demonstrou com essa ação que os servidores das universidades estão em greve pela garantia de direitos e por uma educação de qualidade, e não para prejudicar a sociedade. Estão previstas mais atividades que tragam um retorno à população, a fim de explicar os motivos que levaram a categoria a entrar em greve. Estão na programação de greve uma campanha de doação de agasalhos, serviços de assistência à saúde da população, além de atividades culturais.

Os técnico-administrativos de 47 universidades federais de todo o país estão em greve para reivindicar aumento no piso, além de uma data-base para reajustes anuais, para amenizar os efeitos da inflação sobre os salários. O comando de greve local tem procurado dialogar com estudantes, docentes, colegas não-grevistas e sociedade em geral para conquistar apoio a essa luta que se insere numa luta de toda a sociedade por uma educação pública de qualidade.

Doe sangue, doe vidas

O Hemocentro do HCPA recebe em média 60 doações por dia, número que sofre grande redução no inverno. Há necessidade principalmente de sangue com fator RH Negativo, de todos os tipos, em especial o “O”. O sangue é utilizado em transfusões realizadas no Hospital. Todo o material coletado é submetido a testes para detectar possíveis doenças que podem ser transmitidas. Após cuidadoso procedimento, o sangue é utilizado no tratamento de pacientes com perda ou deficiência de algum de seus componentes. O Hemocentro funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 17h, e sábado, das 8 às 12h, no 2° andar da Unidade Básica de Saúde (Rua São Manuel, 543).

Requisitos para doar sangue

Idade entre 18 e 65 anos; peso superior a 50 quilos; ter hábitos saudáveis; não estar em jejum; apresentar um documento com foto.

Não pode doar: Gravidez ou amamentação; Doença de Chagas; Hepatite após os 10 anos de idade; Diabetes; Estar gripado; Hipertensão grave; Comportamento de risco para AIDS; Uso de bebida alcoólica há menos de quatro horas da doação; Ser usuário de drogas.

Doar sangue não engorda, não emagrece, não afina o sangue nem o engrossa. Não vicia e não tem risco de se contrair qualquer infecção.O material utilizado na coleta do sangue é descartável e individual, sem nenhuma possibilidade de transmitir doenças.O tempo necessário para a doação é de aproximadamente uma hora.

Fonte: Coordenação de Imprensa da AssufrgS

Veja também