Início > Notícias > Educadores param na sexta em defesa do Piso e dos Planos de Carreira
Educadores param na sexta em defesa do Piso e dos Planos de Carreira

Os trabalhadores da rede estadual de educação irão aderir à paralisação de 24 horas, marcada para a próxima sexta-feira 24, em defesa da implementação do Piso Salarial Profissional Nacional. A greve é convocada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) e suas entidades afiliadas.

Os trabalhadores da rede estadual de educação irão aderir à paralisação de 24 horas, marcada para a próxima sexta-feira 24, em defesa da implementação do Piso Salarial Profissional Nacional. A greve é convocada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) e suas entidades afiliadas.

Neste dia, além do Piso, os educadores gaúchos vão discutir as formas de luta para manter os atuais planos de carreira (magistério e funcionários de escola), reajuste salarial e em defesa do IPE público e sua importância. Serão realizados, nas regiões, atos públicos e plenárias em conjunto com as entidades que integram o Fórum dos Servidores Públicos Estaduais – FSPE-RS.

Os educadores do Rio Grande do Sul foram os primeiros a realizar uma greve pela imediata implementação do Piso. Em novembro do ano passado, a categoria parou para exigir a retirada da Assembleia Legislativa de uma proposta de piso regional, que não respeitava a lei nacional. Foram 14 dias de paralisação.

João dos Santos e Silva, assessor de imprensa do CPERS/Sindicato

Veja também