Início > Notícias > Em assembleia, trabalhadores decidem paralisar dias 1º, 6 e 7 de abril
Em assembleia, trabalhadores decidem paralisar dias 1º, 6 e 7 de abril

Paralisações terão como tema o ponto eletrônico, flexibilização e a democracia da UFRGS

Reunidos em Assembleia Geral nessa terça-feira (29/3), a base da ASSUFRGS decidiu realizar paralisação na UFRGS dias 1º, 6 e 7 de abril. No dia primeiro, a concentração será no pátio central do Campus do Vale, a partir das 10h, com a discussão sobre o ponto eletrônico irregular que está sendo implantado na Universidade, jornada de trabalho e luta pela paridade. No dia 6 está programado seminário sobre ponto eletrônico, em horário e local a definir, e dia 7 Assembleia Geral na Reitoria.

A Assembleia decidiu também emitir nota de apoio ao Departamento de Atenção à Saúde (DAS) e de repúdio à Reitoria, que está desmantelando os serviços que sempre foram prestados no setor para estudantes e técnicos.

Além disso, foram apresentados os candidatos ao Consun e Cepe da UFRGS. As eleições ocorrem dias 11 e 12 de abril.

Paridade

Os trabalhadores discutiram a luta pela paridade e deliberaram pela organização de uma consulta paralela à comunidade, em moldes mais democráticos, ao contrário da consulta que será organizada pelo Consun da UFRGS. Para participar da comissão, se prontificaram os técnicos da base Charles Almeida e Gabriel Focking, além dos coordenadores da ASSUFRGS Frederico Bartz, João Cunha e Mariane Quadros.

Delegados para a Fasubra

Também foram eleitos os delegados para a Plenária Estatutária da Fasubra, que ocorre dias 1º, 2 e 3 de abril em Brasília. Foi apresentada uma única chapa com os nomes: Jeronimo Menezes, Andreia Bos, Andréa Aquino, Luci Leite Jorge e Sibila Binotto. A chapa foi aprovada por ampla maioria, com dois votos contrários e 15 abstenções.

Este post ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário

Veja também