Início > Notícias > Estudantes de escolas públicas protestam em defesa das Cotas na UFRGS
Estudantes de escolas públicas protestam em defesa das Cotas na UFRGS

Foto Pedro Revillion Cerca de 40 estudantes do Ensino Médio de escolas públicas de Porto Alegre e Viamão realizaram protesto, na manhã desta quarta-feira, em frente à sede da reitoria da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). A manifestação foi em defesa da garantia e da ampliação das cotas étnicas e sociais da [...]


Foto Pedro Revillion

Cerca de 40 estudantes do Ensino Médio de escolas públicas de Porto Alegre e Viamão realizaram protesto, na manhã desta quarta-feira, em frente à sede da reitoria da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). A manifestação foi em defesa da garantia e da ampliação das cotas étnicas e sociais da universidade.

Segundo a coordenadora do projeto, intitulado "Contestação", Rejane Aretz, o movimento nasceu depois que a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou, em 16 de junho, o Estatuto da Igualdade Racial, que tramita no Congresso desde 2003. Conforme os manifestantes, o estatuto não contém o item que garante cotas raciais e sociais nas universidades públicas.

O relator da matéria, senador Demóstenes Torres (DEM-GO), optou por suprimir alguns artigos antes de a matéria ser apreciada e aprovada em Plenário. Onde havia a expressão “raça”, ele substituiu por “etnia”, ponderando que a ciência já mostrou que não há raça negra, branca ou amarela, mas sim raça humana. No entendimento do senador, a diferença entre dois homens de cor diferente, conforme a ciência, não chega a 0,005%. Demóstenes informou ainda que o Senado decidiu suprimir as expressões “cotas raciais”, por entender que devem existir cotas sociais, mas isso terá de ser tratado em outra lei.

“Repudiamos esta atitude, pois a aprovação do Estatuto, sem manutenção das cotas, não contribui, de fato, para minimizar as desigualdades em nosso País”, assinalou. De acordo com Rejane, os estudantes sofrem com a falta de investimento no ensino, com escolas sucateadas e professores mal-remunerados. Os ativistas do Movimento Contestação têm visitado as escolas públicas de Ensino Médio para estimular os alunos a usufruírem das cotas raciais e sociais. “Percebemos que 80% dos estudantes desconheciam a existência do benefício”, frisou o universitário Valdemir Vicente.

Ao tomar conhecimento da mobilização, o reitor Carlos Alexandre Netto decidiu receber representantes do Movimento Contestação. Na oportunidade, ele ressaltou que apesar da supressão, a UFRGS manterá a oferta de 30% das vagas para alunos cotistas, sendo 15% raciais e 15% sociais. “Recebemos com satisfação os manifestantes porque lutam por aspectos que concordamos e defendemos”, justificou Netto. O reitor salientou que vem fazendo um grande esforço para assegurar a inclusão. Lembrou que entre 2008 e 2010, a instituição abriu 750 novas vagas por meio da criação de cursos ou da ampliação da oferta nos já existentes. “Não existe nenhuma possibilidade de virmos a suspender a aplicação das cotas”, afirmou.

O reitor recordou que, em 2007, quando o Conselho Universitário deliberou pela implantação das cotas já a partir de 2008. “Na época, ficou definido que em 2012 haverá uma reunião de avaliação das políticas de ações afirmativas e definição dos novos rumos”, frisou. Netto afirmou que a mobilização dos estudantes de Ensino Médio foi uma demonstração de que a UFRGS está em sintonia com os anseios da sociedade.

Participaram do ato, além de estudantes cotistas da UFRGS, alunos de várias escolas públicas de ensino médio de Porto Alegre e Viamão, que integram o Movimento Contestação. A professora Neiva Lazarroto, a técnica administrativa da UFRGS Bernadete Menezes, e a estudante e funcionária da Assufrgs, Rejane Aretz

Fonte: Luciamem Winck / Correio do Povo Com Informações Movimento Contestação

Deu na mídia

Correio do Povo – http://www.correiodopovo.com.br/Noticias/?Noticia=167638
20:42:10 | TVE / Cultura | Jornal da TVE | 00:02:20 Protesto de estudantes do ensino médio http://www.clipping.ufrgs.br/res-vide-tv.php?cod=11048&tjrs=14322

17:58:44 | TVE / Cultura | Estúdio 7 | 00:01:52 Protesto de estudantes do ensino médio http://www.clipping.ufrgs.br/res-vide-tv.php?cod=11048&tjrs=14322

16:58:11 | TV COM | Manchetes do Dia | 00:00:45  – Grupo de estudantes realiza protesto em frente a UFRGS http://www.clipping.ufrgs.br/res-vide-tv.php?cod=11051&tjrs=14322

12:30:02 | Pampa – Rede TV | Pampa Meio-Dia | 00:00:46 – Alunos protestam na UFRGS por causa do estatuto das cotas raciais- http://www.clipping.ufrgs.br/res-vide-tv.php?cod=11050&tjrs=14322

12:06:42 | RBS TV / Porto Alegre | Jornal do Almoço | 00:00:29 – http://mediacenter.clicrbs.com.br/templates/player.aspx?uf=1&contentID=125379&channel=45
Estudantes de escolas públicas de Viamão e Porto Alegre realizaram um protesto em frente a reitoria…

Veja também