Início > Notícias > Fórum do Serviço Público Federal se mobiliza contra cortes do orçamento
Fórum do Serviço Público Federal se mobiliza contra cortes do orçamento

Os sindicalistas defendem reajustes salariais, a manutenção de direitos adquiridos e a ampliação dos espaços de diálogo entre governo e as entidades sindicais.

Após as recentes notícias de corte no orçamento, em prejuízo da classe dos trabalhadores do serviço público, lideranças sindicais do ANDES-SN, ASFOC-SN, CONDSEF, CTB, FASUBRA, FENASPS, SINAL, SINASEFE, SINASEMPU, SINDIFISCO e UNACON-Sindical se reuniram com a meta de definir um plano de ação, com o objetivo de mobilizar a categoria para o enfrentamento junto aos gestores da máquina pública. Os sindicalistas defendem aumentos salariais, a manutenção de direitos adquiridos e ampliação dos espaços de diálogo entre governo e as entidades sindicais.
Os sindicalistas organizarão nos dias 31 de janeiro e 01º de fevereiro de 2015 Reunião ampliada das entidades do Serviço Público Federal em Brasília e para o dia 02 de fevereiro entregarão manifesto no Ato de posse dos deputados federais e senadores, objetivando cobrar dos parlamentares que se posicionem ao lado de suas reivindicações.
Foi consenso da reunião a necessidade de mobilização do setor público federal para disputar as prioridades orçamentárias do governo. Os sindicalistas mostraram inconformidade com o anúncio de cortes principalmente no Ministério da Educação, que teve 31% de seu orçamento bloqueado provisoriamente com a justificativa da “austeridade fiscal”. Chamou a atenção das lideranças sindicais que o maior bloqueio de recursos seja justamente na área que o governo havia anunciado como prioridade, que é a educação.
Centrais sindicais anunciam Marcha da Classe Trabalhadora
Também preocupados com as medidas restritivas dos direitos dos trabalhadores, centrais sindicais estão anunciando agenda de lutas para janeiro e fevereiro. Dia 28 de janeiro haverá Dia Nacional de lutas com mobilizações nas capitais do país. No dia 28 de fevereiro haverá Marcha unificada da Classe Trabalhadora em São Paulo. O mote das mobilizações é contra a retirada de direitos como as representadas pelas MPs 664 e 665 que representam restrições ao direitos trabalhistas e previdenciários e pela afirmação da agenda da classe trabalhadora. CUT, Força Sindical, UGT, CTB, Nova Central e CSB estão organizando o Ato.

Este post ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário

Veja também