Início > Notícias > Governo chama docentes para negociar e apresenta proposta
Governo chama docentes para negociar e apresenta proposta

Na sexta-feira, dia 13, o Governo Federal chamou o Andes-SN, o Proifes e o Sinasefe para uma rodada de negociação. Até o fecha-mento da reunião a equipe deste boletim não recebeu infor-mações sobre o desenrolar da mesa de negociação. Contudo, uma notícia veiculada pelo Ministério do Planejamento relata que seria apresentada uma proposta para os [...]

Na sexta-feira, dia 13, o Governo Federal chamou o Andes-SN, o Proifes e o Sinasefe para uma rodada de negociação. Até o fecha-mento da reunião a equipe deste boletim não recebeu infor-mações sobre o desenrolar da mesa de negociação. Contudo, uma notícia veiculada pelo Ministério do Planejamento relata que seria apresentada uma proposta para os docentes. Os docentes encontram-se em greve desde o dia 17 de maio, pressão que forçou o governo a negociar.

Segundo o site do Ministério, o plano de carreira apresentado, a vigorar a partir de 2013, permite visualizar uma mudança na con-cepção das universidades e dos institutos federais, na medida em que estimula a titulação, a dedi-cação exclusiva e a certificação de conhecimentos. Os níveis de car-reira serão reduzidos de 17 para 13 os níveis da carreira, como for-ma de incentivar o avanço mais rá-pido e a busca da qualificação pro-fissional e dos tí-tulos acadêmicos.

Em reunião realizada com os representantes sindicais dos pro-fessores, coorde-nada pelo secretá-rio de Relações do Trabalho do MPOG, Sérgio Mendonça, com a presença de re-presentantes do Ministério da Educação, o Governo Federal pro-pôs o seguinte plano:

Todos os docentes federais de ní-vel superior terão reajustes sala-riais, além dos 4% concedidos pela MP 568 retroativo a março, ao longo dos próximos três anos.

O salário inicial do professor com doutorado e com dedicação exclusiva será de R$ 8,4 mil. Os salários dos professores já ingres-sados na universidade, com título de doutor e dedicação exclusiva passarão de R$ 7,3 mil para R$ 10 mil. Ao longo dos próximos três anos, a remuneração do professor titular com dedicação exclusiva passará de R$ 11,8 mil para R$ 17,1 mil. Após a apresentação dessa proposta, resta à categoria avaliar e apresentar sua posição para o governo, o que deve ser feito ao longo desta semana.

 

2 comentários para "Governo chama docentes para negociar e apresenta proposta"

  1. Luci Mari julho 14th, 2012 01:26 am Responder

    Pra nós os técnicos nada de proposta ainda?
    - Só assistimos! rsrs..
    mas não podemos esmorecer que vai ter que sair alguma coisa consistente de proposta pra nós!

  2. RENAN C. RODRIGUES julho 14th, 2012 14:11 pm Responder

    Quero crer que o governo irá aguardar a resposta dos docentes, para então, formalizar uma proposta para os técnicos. É momento para paciência. Uma instituição seja ela de que tipo for não funcionará somente com docentes e alunos. Isso é pacífico. Elementar. Mas já é tradição esse desprestígio para com os técnicos. Vale lembrar que uma atitude deste teor só ajuda, no sentido de que a união terá de ser totalizada, como idéia básica para obtenção da conquista. Nunca os técnicos terão de ser mais rígidos, mais corajosos e inteligentes. Vamos à luta pessoal.

Deixe seu comentário

Veja também