Início > Notícias > Governo chileno proíbe homenagem a Allende no La Moneda
Governo chileno proíbe homenagem a Allende no La Moneda

Trinta e quatro anos depois do golpe militar encabeçado por Augusto Pinochet, o governo chileno proibiu a realização da tradicional homenagem que os seguidores do ex-presidente Salvador Allende realizam anualmente em 11 de setembro na Morandé 80, uma porta lateral do palácio presidencial de La Moneda, em Santiago.

Trinta e quatro anos depois do golpe militar encabeçado por Augusto Pinochet, o governo chileno proibiu a realização da tradicional homenagem que os seguidores do ex-presidente Salvador Allende realizam anualmente em 11 de setembro na Morandé 80, uma porta lateral do palácio presidencial de La Moneda, em Santiago.

‘Será permitido apenas que agrupações e partidos políticos que se inscreveram com antecedência possam se manifestar em frente à porta da Morandé 80′, anunciou o ministro do interior chileno, Belisario Velasco.

Morandé 80, uma porta lateral da sede do Palácio de La Modena, que Allende utilizava durante seu governo (1970-73) se converteu em um lugar tradicional para render homenagens ao último representante da Democracia Popular chilena. As autoridades justificaram a decisão alegando medidas de segurança para evitar os problemas do ano passado, quando um grupo de encapuzados jogou tinta e objetos contra a sede do governo.

O presidente do Partido Comunista, Guillermo Teillier, exigiu das autoridades o direito a circular livremente em frente à porta da Morandé 80 e denunciou que desconhece o a medida imposta pelo governo para chegar ao local.

‘Ainda não sabemos se teremos permissão. Esperamos que não dêem permissão ao menos para deixar uma oferenda de flores’, declarou o dirigente comunista.

Já a vice-presidente do Grupo de Familiares de Presos Desaparecidos, Mireya García, advertiu que iria fazer de qualquer forma a tradicional homenagem a Allende. ‘Não aceitaremos essa situação. Nosso grupo chegará com sua homenagem até Morandé 80 seja como for’, disse.

Enquanto isso, Pinochet ganha mausoléu

Enquanto o governo impõe barreiras para homenagens a Allende, familiares de Augusto Pinochet inaugurarão nesta terça-feira uma cripta para o ex-ditador, como primeiro passo para a construção de um mausoléu.

Ao mesmo tempo, segue a todo vapor, por iniciativa de antigos colaboradores do regime militar chileno, a construção de um museu para expor os objetos pessoais de Pinochet. Os dois projetos estão sendo financiados pelo fundação que leva o nome do ex-ditador.

Fonte: TeleSul

Veja também