Início > Notícias > Informe dos Delegados da Assufrgs de 25 de março
Informe dos Delegados da Assufrgs de 25 de março

Delegados da ASSUFRGS – Rafael Berbigier, Izaias Quintana e Eva Souza elaboraram informe das atividades de ontem 25 de março com panorama atualizado do quador de mobilização dos Servidores Públicos Federais.

Chegamos em Brasília por volta das 17h10min e, no hotel, quase às 18h. As atividades do dia já haviam encerrado.
DIA 25
Manhã – o CNG acompanhou a reunião do Fórum dos SPF´s. Segue relato:
REUNIÃO DO FÓRUM DOS SPF`s (25-03-2014)
– Informes:
CONDSEF – Plenária será dia 8 de maio. Está se construindo a greve do setor da cultura e dos celetistas; dia 9, atos nos estados. Dia 07 de maio, propõe ato em Brasília.
SINASEFE – Indicativo de várias sessões para greve em abril, provavelmente, na segunda quinzena. Congresso inicia no dia 27, à noite; continua nos dia 28 e 29. Definição da greve no dia 28.
FASUBRA – 32 entidades de base aderiram à greve, por enquanto. Reunião hoje, à tarde, com a ANDIFES.
FEOCRUZ – rodada de assembleias está ocorrendo (até o dia 14 de abril).
ANDES – Congresso eleitoral de 10 a 15 de fev. – agenda de mobilização; final de fev., protocolaram a pauta no MEC. No dia 18 de março, houve reunião com o gov. (nada de avanço). Amanhã, dia 26, reunião com a SESU. Assembleias de base até dia 28. Dias 29 e 30 de março, encontro nacional em Brasília, onde, possivelmente, haja alguma definição.
ASSIBGE – na segunda quinzena de abril, talvez saia alguma posição.
POLÍCIA FEDERAL – problema com corte de ponto; terceirização e servidores da Infraero para substituir o efetivo da PF em caso de greve. Diante dessa dificuldade, greve fica um pouco complicada, mas paralisações seriam possíveis.
FENASPS – dia 8, dia nacional de luta, com paralisação. Indicativo de greve para a segunda quinzena de abril. Plenária no dia 13.
– Calendário: será definido na próxima reunião, que ocorrerá na quinta-feira, às 9h. Está apontando-se a semana de 7 a 12 para mobilização/atos.
Tarde – FASUBRA REÚNE COM A ANDIFES
A ANDIFES não tem acordo com turnos contínuos, com jornada de trabalho de 30 horas sem redução salarial para manter a universidade aberta nos três turnos; não há acordo, também, em relação à revogação da Lei da EBSERH. Paridade: a ANDIFES não terá posição, enquanto entidade. A ANDIFES afirma não ter culpa alguma pela não resolutividade dos GT´s.
O CNG reunirá amanhã, 26-03, a partir das 9h. Será feita a análise de conjuntura e descerá um IG.

Este post ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário

Veja também