Início > Notícias > Informe Nacional da Fasubra de 27 de março
Informe Nacional da Fasubra de 27 de março

Comando Nacional de Greve publica informe em 27 de março de 2014.

O CNG/FASUBRA, reunido quarta-feira, dia 26/03, a luz dos informes de base e
Considerando:
Que a greve da FASUBRA, deflagrada no dia 17/03 completa hoje 10 dias e o movimento apresenta forte adesão da categoria e segue em ascenso, demonstrando a disposição  de luta dos TAE das universidades.
Que começa em algumas universidades, seguindo orientação dos órgãos de controle, por parte das administrações, a repressão e a tentativa de desmoralizar o movimento, atitudes que não admitiremos, nem baixaremos a guarda.
Que há a necessidade de dar visibilidade ao movimento paredista com o objetivo de ganhar o apoio da população às reivindicações dos trabalhadores das universidades em greve.
Que a categoria apontou também a necessidade de haver ganhos com impacto financeiro.
Resolve e orienta:
Oficializar o resultado da rodada de assembleias no MEC, MPOG e ANDIFES, que rejeitaram a proposta do governo por considerar que é insuficiente, e solicitar agenda para abertura de negociação da pauta de reivindicações;
Organizar na próxima semana uma atividade no Congresso Nacional com o objetivo de buscar apoio dos parlamentares ao nosso movimento, intercedendo junto ao poder executivo para abertura de negociação com o CNG-FASUBRA;
Os Comandos Locais devem procurar os parlamentares em seus estados em âmbito federal, estadual e municipal com o objetivo de obter apoio ao nosso movimento;
Organizar nacionalmente, “guerrilha virtual”, no dia 1o de abril nas redes sociais para dar visibilidade à greve;
Participar das ações construídas em conjunto com as entidades do Fórum de Entidades dos SPF:
 07/04 Manifestação Nacional da saúde no Rio de Janeiro (a representação das entidades nacionais e as entidades do RJ devem se incorporar);
 8/04 Manifestações Unificadas dos Fóruns estaduais dos SPFs, com o eixo político: Na Copa Vai Ter Luta, em defesa da qualidade dos serviços públicos.
 Indicativo de Caravana dos SPF para primeira semana de maio: a ser discutida na próxima reunião do Fórum 11/04.
Participar de reunião com as entidades da educação federal (ANDES, SINASEFE e FASUBRA) com o objetivo de construir ações que possam fortalecer a nossa luta nas universidades.
Publicar, mais uma vez, a pauta aprovada em nossa ultima plenária que deflagrou a greve no dia 17/03.
Buscar apoio junto a parlamentares para garantir a realização da audiência pública proposta pela Deputada, Alice Portugal, na Comissão de Trabalho, Administração e de Serviço Público para debater a situação de salários e carreira dos trabalhadores técnico-administrativos em Educação das IFES e a crescente terceirização dos serviços no âmbito das universidades federais.

O CNG/FASUBRA, reunido quarta-feira, dia 26/03, a luz dos informes de base e
Considerando:
Que a greve da FASUBRA, deflagrada no dia 17/03 completa hoje 10 dias e o movimento
apresenta forte adesão da categoria e segue em ascenso, demonstrando a disposição de luta
dos TAE das universidades.
Que começa em algumas universidades, seguindo orientação dos órgãos de controle, por parte
das administrações, a repressão e a tentativa de desmoralizar o movimento, atitudes que não
admitiremos, nem baixaremos a guarda.
Que há a necessidade de dar visibilidade ao movimento paredista com o objetivo de ganhar o
apoio da população às reivindicações dos trabalhadores das universidades em greve.
Que a categoria apontou também a necessidade de haver ganhos com impacto financeiro.
Resolve e orienta:
1
Oficializar o resultado da rodada de assembleias no MEC, MPOG e ANDIFES, que rejeitaram a
proposta do governo por considerar que é insuficiente, e solicitar agenda para abertura de
negociação da pauta de reivindicações;
Organizar na próxima semana uma atividade no Congresso Nacional com o objetivo de buscar
apoio dos parlamentares ao nosso movimento, intercedendo junto ao poder executivo para
abertura de negociação com o CNG-FASUBRA;
Os Comandos Locais devem procurar os parlamentares em seus estados em âmbito federal,
estadual e municipal com o objetivo de obter apoio ao nosso movimento;
Organizar nacionalmente, “guerrilha virtual”, no dia 1o de abril nas redes sociais para dar
visibilidade à greve;
Participar das ações construídas em conjunto com as entidades do Fórum de Entidades dos
SPF:
 07/04 Manifestação Nacional da saúde no Rio de Janeiro (a representação das
entidades nacionais e as entidades do RJ devem se incorporar);
 8/04 Manifestações Unificadas dos Fóruns estaduais dos SPFs, com o eixo político:
Na Copa Vai Ter Luta, em defesa da qualidade dos serviços públicos.
 Indicativo de Caravana dos SPF para primeira semana de maio: a ser discutida na
próxima reunião do Fórum 11/04.
Participar de reunião com as entidades da educação federal (ANDES, SINASEFE e FASUBRA)
com o objetivo de construir ações que possam fortalecer a nossa luta nas universidades.
Publicar, mais uma vez, a pauta aprovada em nossa ultima plenária que deflagrou a greve no
dia 17/03.
Buscar apoio junto a parlamentares para garantir a realização da audiência pública proposta
pela Deputada, Alice Portugal, na Comissão de Trabalho, Administração e de Serviço Público
para debater a situação de salários e carreira dos trabalhadores técnico-administrativos em
Educação das IFES e a crescente terceirização dos serviços no âmbito das universidades
federais.
M

 

 

Este post ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário

Veja também