Início > Notícias > Inquérito investigará homofobia na UFSCPA
Inquérito investigará homofobia na UFSCPA

A Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) instaurou uma comissão de sindicância e, ao mesmo tempo, pediu que a Polícia Federal (PF) investigue a origem de um e-mail com conteúdo homofóbico que circulou entre os alunos da instituição e causou protestos de grupos de defesa dos direitos dos homossexuais. A mensagem, [...]

A Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) instaurou uma comissão de sindicância e, ao mesmo tempo, pediu que a Polícia Federal (PF) investigue a origem de um e-mail com conteúdo homofóbico que circulou entre os alunos da instituição e causou protestos de grupos de defesa dos direitos dos homossexuais.

A mensagem, supostamente enviada por um aluno da instituição por meio de uma conta de e-mail coletiva, depois que uma chapa com dois integrantes homossexuais venceu a eleição para o centro acadêmico, no fim de novembro, sugere que os futuros médicos tomem atitudes para, pouco a pouco, acabar com o que considera uma peste. "No momento da consulta de uma bicha, ou recuse-se (pelos meios cabíveis em lei) ou trate-o erroneamente", propõe o texto.

Tanto a sindicância interna quanto a investigação da PF, que ainda não se manifestou sobre o assunto, vão tentar identificar o autor do e-mail, que poderá sofrer sanções da universidade e processo na Justiça.

A reitora Miriam da Costa Oliveira disse que a universidade está preocupada em dar uma resposta à sociedade no que se refere ao preconceito, contrário à pluralidade da instituição, e manifestou-se preocupada com a possibilidade de existir um só aluno da área da saúde que possa admitir dar mau atendimento a um paciente. Lembrou ainda que a missão da UFCSPA é formar estudantes comprometidos com o juramento de nunca usar a profissão para favorecer o crime. 

 

Publicado por Igor Corrêa Pereira

Fonte: Portal do Estadão



Veja também