Início > Notícias > Ipea mostra que empresas não repassam ganhos ao trabalhador
Ipea mostra que empresas não repassam ganhos ao trabalhador

Estudo divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), nesta quarta-feira (5), diz que trabalhadores brasileiros ainda não estão recebendo salários acrescidos dos ganhos de produtividade da recuperação econômica do País. Segundo o estudo, no biênio 2008/2009 o peso do trabalho na renda nacional era de 43,5% e aumentou 9,5% em relação aos anos de [...]

Estudo divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), nesta quarta-feira (5), diz que trabalhadores brasileiros ainda não estão recebendo salários acrescidos dos ganhos de produtividade da recuperação econômica do País.

Segundo o estudo, no biênio 2008/2009 o peso do trabalho na renda nacional era de 43,5% e aumentou 9,5% em relação aos anos de 1999 e 2000.

Para o presidente do instituo, Márcio Pochmann, a falta de repasse compromete a sustentação da trajetória que o Brasil vem apresentando, na ampliação da massa de rendimentos do trabalho na renda nacional.

Ainda de acordo com o presidente, dois fatores contribuem para que as empresas não repassem o aumento dos ganhos de produtividade para os salários dos trabalhadores. Um deles é a valorização do real, o que reduz as exportações brasileiras. O outro motivo é o aumento da taxa básica de juros, a Selic, que “desacelera o nível de atividade e compromete as decisões voltadas para os investimentos”, explica.

Apesar dessa perspectiva de menor participação do salário na renda total do país, Pochmann lembra que a situação já foi pior. “O bom sinal para o Brasil é que, na primeira década deste século, os salários passaram a recuperar sua participação na renda nacional, depois de 40 anos em que os salários perdiam participação, uma vez que a renda da propriedade e dos lucros e juros cresciam mais que os salários”, disse Pochmann.

Fonte: Agência Brasil

Veja também