Início > Notícias > Livro digital ajuda o público a ler nas entrelinhas de jornais e revistas e fazer uma leitura crítica da imprensa
Livro digital ajuda o público a ler nas entrelinhas de jornais e revistas e fazer uma leitura crítica da imprensa

O jornalista norte-americano John McManus quer ajudar o público a ler nas entrelinhas de jornais e revistas, procurando identificar omissões, equívocos e informações fora de contexto. Ele já havia tentando antes criar um sistema onde os leitores, ouvintes, telespectadores e internautas opinavam sobre as notícias publicadas na imprensa norte-americana para organizar um ranking de credibilidade. [...]

O jornalista norte-americano John McManus quer ajudar o público a ler nas entrelinhas de jornais e revistas, procurando identificar omissões, equívocos e informações fora de contexto.

Ele já havia tentando antes criar um sistema onde os leitores, ouvintes, telespectadores e internautas opinavam sobre as notícias publicadas na imprensa norte-americana para organizar um ranking de credibilidade.

Agora ele partiu para uma experiência ainda mais inovadora ao publicar um livro no formato DVD, vendido pela internet, com os fundamentos teóricos da leitura crítica da mídia e exercícios interativos sobre como identificar falhas na produção e edição de notícias tanto em texto e áudio como na televisão e páginas Web.

Trata-se de uma produção independente em que o interessado pode comprar o DVD inteiro ou por capítulos, ou ainda alugar o livro durante um ano e meio, bem como trocar idéias com outros leitores por intermédio de um fórum.

Dos nove capítulos, cinco são dedicados à análise da crise na imprensa e suas conseqüências sobre a credibilidade das notícias consumidas pelo público. Três capítulos discutem como identificar falhas na produção das informações como omissões, erros de interpretação e de contextualização, as agendas ocultas, identificar as chamadas notícias “plantadas” e operações de lobby disfarçado.

O último capítulo dá dicas sobre como avaliar a qualidade da informação numa perspectiva proativa, ou seja, como produzir informações de qualidade com o máximo de credibilidade.

O autor apresenta seis regras básicas para identificar noticias tendenciosas:

1) Identificar possíveis conflitos de objetivos entre o interesse público e o dos autores ou patrocinadores de uma determinada notícia;

2) Identificar o objetivo da notícia. Se ela promove alguma idéia, projeto ou iniciativa comercial, política ou ideológica;

3) Identificar os grupos sociais, econômicos e políticos afetados pelo projeto ou iniciativa, destacando se as opiniões dos atingidos foram destacadas adequadamente ou não;

4) Examinar cuidadosamente os fatos e alegações publicadas;

5) Identificar quem ganha e quem perde com o desenvolvimento do projeto ou iniciativa;

6) Verificar como os outros órgãos da imprensa estão tratado o assunto central da notícia.

McManus faz uma distinção entre verdade e veracidade. A primeira, segundo ele, é impossível de ser alcançada de forma total e definitiva porque todos nós temos percepções diferentes de uma mesma realidade ou fato. É humanamente impossível conhecer todo o contexto de todos os dados, fatos, processos e notícias.

Já a veracidade é viável porque depende da recombinação do maior número possível de percepções sobre um mesmo fato, dado ou processo. A veracidade é necessária por que implica aproximar-nos o mais possível da verdade, embora sem chegar a ela de forma total.

Fonte: observatório da imprensa

Veja também