Início > Notícias > Livro homenageia mulheres negras em dia de luta internacional
Livro homenageia mulheres negras em dia de luta internacional

No próximo dia 25 de julho, na Câmara Municipal do Salvador, será lançado em evento especial o livro Mulheres do Vento – Mulheres do Tempo, para marcar o Dia Internacional de Luta da Mulher Negra da América Latina e do Caribe

No próximo dia 25 de julho, na Câmara Municipal do Salvador, será lançado em evento especial o livro Mulheres do Vento – Mulheres do Tempo, para marcar o Dia Internacional de Luta da Mulher Negra da América Latina e do Caribe.

A iniciativa, em Salvador, é da produtora e microempresária Mônica Kalile, fundadora da ONG "A Mulherada", associando-se às manifestações que ocorrerão em diversas cidades brasileiras, nas Américas e no Caribe.

O livro, organizado pela produtora e por uma equipe de jornalistas, contando com a cooperação de um historiador, relaciona, em sua primeira edição, 100 mulheres negras e afrodecendentes que são destaques em suas atividades profissionais, desde as comumente consideradas mais simples.

O livro pode ser definido como uma "linha-guia" para a busca de informações, consulta escolar, pesquisas e análise da ação discriminatória que ainda atinge as afrodescendentes, mas que tem sido sabiamente superada por elas, não só na conquista de espaços, como estendendo conquistas históricas para o beneficiamento da sociedade como um todo. A discriminação tem feito com que essas mulheres sejam olhadas sem levar em conta sua importância, minimizando e até mesmo desprezando sua influência, principalmente quando não se enquadram no perfil já folclorizado de "personagens lendárias".

Dentre as 100 mulheres relacionadas estão jornalistas, artistas, empresárias, esteticistas, profissionais liberais, culinaristas, domésticas, comerciantes, líderes comunitárias, líderes sindicais, parlamentares, militantes políticas e religiosas, educadoras e mais.

A edição de Mulheres do Vento – Mulheres do Tempo tem o patrocínio da Fundação Cultural Palmares e apoio da Fundação Gregório de Matos, SEMUR (Secretaria Municipal da Reparação), Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara de Vereadores e Superintendência Especial de Políticas para as Mulheres – SPM.

Em 206 páginas estão registradas fotografias, resumo biográfico e entrevistas sobre fatos marcantes na vida das entrevistadas, que são estímulos na luta contra os preconceitos racial e de gênero e de outras adversidades, na construção da dignidade e da história, em diferentes dimensões. É a realidade de vida de cada uma contada por elas mesmas, enquanto agentes dos fatos.

Contatos:
Mônica Kalile: 71-3326-7166 / 71-9925-9529 – mokalile@terra.com.br
Evanice: 71-3241-8974 / 71-9944-4325 – evanice_santos@yahoo.com.br

Veja também