Início > Notícias > Manifestantes passam à noite na reitoria da UFRGS
Manifestantes passam à noite na reitoria da UFRGS

FONTE: ZERO HORAhttp://www.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&section=Geral&newsID=a3468915.xml Manifestantes passam a noite na reitoria da UFRGS em protesto por melhores saláriosTécnicos administrativos de universidades federais estão há 82 dias em greve Cerca de 70 manifestantes irão passar a noite desta quarta-feira no prédio da reitoria da UFRGS após ocuparem o local por volta das 17h de terça. A maioria são [...]

FONTE: ZERO HORA
http://www.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&section=Geral&newsID=a3468915.xml

Manifestantes passam a noite na reitoria da UFRGS em protesto por melhores salários
Técnicos administrativos de universidades federais estão há 82 dias em greve

Cerca de 70 manifestantes irão passar a noite desta quarta-feira no prédio da reitoria da UFRGS após ocuparem o local por volta das 17h de terça. A maioria são funcionários da universidade que pretendem pressionar o governo federal por aumento no piso salarial da categoria, que hoje está em torno de R$ 1 mil.

Os técnicos administrativos de 51 das 53 universidades federais de todo o Brasil mantêm paralisação há 82 dias.

O protesto ocorre no dia em que termina o prazo para o governo federal encaminhar ao Congresso Nacional o Projeto de Lei Orçamentária Anual para 2012 (PLOA), no qual o Planalto deve fazer uma proposta aos trabalhadores. Segundo um dos líderes da manifestação, haverá atos em todo o país.

— Estamos há 82 dias em greve e ainda não conseguimos que o governo nos atenda. Funcionários de federais de Santa Catarina, Paraná e Espírito Santo também tomaram a decisão de ocupar as reitorias — diz uma fonte do comando de greve da Capital.

 
Foto: Lauro Alves

De acordo com o manifestante, a entrada no campus central ocorreu de forma pacífica e o reitor até mesmo conversou com as lideranças.

Instalados em barracas, os técnicos esperam até as 9h, quando se reunirão a eles grevistas da Universidade Federal do Rio Grande (Furg) e da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Em seguida, por volta de 10h, eles partem em caminhada até a prefeitura de Porto Alegre, no Centro da cidade, onde será feito um ato público.

Estudantes da UFRGS também fazem parte da manifestação em apoio aos funcionários, mas possuem suas reivindicações. A coordenadora-geral do DCE, Sayuri Kubo, pede melhora no sistema de representação, na segurança dos campi e na infraestrutura da instituição.

Os alunos defendem ainda a utilização de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) do país para a Educação.
ZERO HORA E RÁDIO GAÚCHA

http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/index.jspx?uf=1&local=1&action=galeriaPlayer&groupid=394&galeriaid=28520&section=Fotos

Veja também