Início > Notícias > Ministra Miriam Belchior decide antecipar reunião com a Fasubra para tratar da greve dos TA’s
Ministra Miriam Belchior decide antecipar reunião com a Fasubra para tratar da greve dos TA’s

À noite, a Ministra Miriam Belchior contatou o Presidente da Comissão de Educação e Cultura, Dep. Newton Lima, para comunicar que havia decidido antecipar a reunião com a Fasubra para a próxima segunda-feira, dia 6 de agosto.

Os parlamentares das Comissões de Educação e Cultura e de Trabalho, Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados se reuniram, na manhã do dia  (1º), com a ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, para tratar da greve nas Universidades Federais. A reunião teve como objetivo a busca de uma resolução para o impasse entre o Governo Federal e os servidores técnico-administrativos e docentes das Universidades e Institutos Federais de Educação. 17 deputados federais participaram do encontro, além dos presidentes das Comissões de Educação e Cultura, Dep. Newton Lima e de Trabalho, Administração e Serviço Público, Dep. Sebastião Bala Rocha.

Na audiência, devido às especificidades das instituições de educação, os deputados fizeram um apelo à ministra Miriam Belchior para que a Fasubra e Sinasefe , representando os servidores técnico-administrativos, sejam recebidas antes do dia 13 de agosto, data definida pelo Ministério do Planejamento para apresentação das propostas às categorias.

Os parlamentes, de forma suprapartidária e unânime, solicitaram ao governo que as negociações sejam efetuadas simultaneamente com os técnico-administrativos e docentes, para facilitar o retorno à normalidade nas instituições.

A Ministra do Planejamento, Miriam Belchior, agradeceu o empenho e a disponibilidade dos deputados para a busca da solução para este impasse. Com relação aos docentes das Universidades e Institutos Federais informou que as negociações estão ocorrendo por decisão direta da Presidenta Dilma, sendo baseadas na titulação, com foco na qualidade da educação. Sobre os técnico-administrativos, a ministra afirmou que a categoria recebeu reajuste real nos últimos anos e que as reivindicações apresentadas pela categoria estão muito acima das possibilidades. Porém, demonstrou-se sensibilizada pelos argumentos apresentados e comprometeu-se a avaliar a possibilidade de receber os representantes da categoria antes do dia 13.

Informes da Delegação da ASSUFRGS  presente em Brasília

3 comentários para "Ministra Miriam Belchior decide antecipar reunião com a Fasubra para tratar da greve dos TA’s"

  1. JOSÉ OTÁVIO FLORES DA SILVA agosto 2nd, 2012 16:56 pm Responder

    NOSSA TABELA FOI AUMENTADA, EM LONGAS PARCELAS , MAS AUMENTO SALARAIAL NOS TIVEMOS UM FOI 1% DO GOVERNO LULA, MAS PARECE QUE O GOVERNO NÃO FAZ ESTA DISTINÇÃO. JÁ OS PROFESSORES QUE TIVERAM AUMENTOS MAIORES ESTÃO AI. VIVA OS TRABALHADORES,

  2. gomes agosto 3rd, 2012 01:11 am Responder

    o governo deveria tomar vergonha na cara e dar a reposicao dos servidores federais.

  3. fabio agosto 6th, 2012 22:34 pm Responder

    Tivemos um aumento parcelado durante o governo Lula, e mesmo assim teve um aumento bem maior quem já ganhava mais. Os níveis “C” e “D” receberam muito menos, o que – comparando os anos – deve ficar abaixo da inflação. E agora nem negociar o governo PT quer. Meu salário desvaloriza a cada dia, olha que sou bem organizado, mas já começo a cortar gastos aqui em casa… Devo coratr telefone fixo e TV a cabo neste mês. E no próximo irei reavaliar… Enquanto isso o judiciário e legislativo e a Presidenta Dilma tiveram aumentos muito acima da inflação em 2011, sem parcelamentos. Alguns destes aumentos chegou aos inacreditáveis 134% (da Dilma), mesmo em tempo de crise financeira mundial. Aqui no Brasil, políticos e juízes fazem a farra, junto aos banqueiros que sugam direto da carótida do povo brasileiro…. VOTE NULO ou pegue em Armas, mas não acredite nestes mentirosos de todos os partidos. eles andam com dinheiro até nas cuecas, enquanto nós qualquer dia andaremos sem roupas para vestir.

Deixe seu comentário

Veja também