Início > Notícias > Moção de apoio ao movimento dos servidores técnico-administrativos, à ASSUFRGS e de repúdio à sua criminalização pela ADUFRGS/Proifes
Moção de apoio ao movimento dos servidores técnico-administrativos, à ASSUFRGS e de repúdio à sua criminalização pela ADUFRGS/Proifes

Na quarta-feira passada, 30 de maio, Dia Nacional de Luta, a ASSUFRGS – Associação dos Servidores da UFRGS e da UFCSPA – realizou o fechamento do Campus Central da UFRGS, em protesto contra os baixos piso e teto salariais da categoria e a negativa de negociação do governo Dilma, que segue uma linha de arrocho [...]

Na quarta-feira passada, 30 de maio, Dia Nacional de Luta, a ASSUFRGS – Associação dos Servidores da UFRGS e da UFCSPA – realizou o fechamento do Campus Central da UFRGS, em protesto contra os baixos piso e teto salariais da categoria e a negativa de negociação do governo Dilma, que segue uma linha de arrocho dos vencimentos dos trabalhadores do setor público.

Apesar da legitimidade da manifestação e a urgência da pauta de reivindicações, a Adufrgs/Proifes declarou, em nota oficial, repúdio ao ato promovido no dia 30. Mais do que isso, em fina sintonia com o discurso do governo federal, a Adufrgs/Proifes criminaliza o movimento dos técnico-administrativos, equiparando um mecanismo histórico de atuação dos trabalhadores da educação a um “ato de violência”.

Nós, professores da UFRGS reunidos nas assembleias setoriais realizadas no dia 05 de junho, nos campi Central e Vale, declaramos todo nosso apoio ao movimento dos colegas técnico-administrativos e repudiamos veementemente a declaração da referida entidade. Temos a certeza de que a opinião manifestada, além de ser equivocada e contradizer a tradição de luta e mobilização da UFRGS, não representa o espírito de solidariedade dos professores de nossa Universidade.

Fonte:  ANDES-SN

 

Este post ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário

Veja também