Início > Notícias > Nota de esclarecimento
Nota de esclarecimento

Nota aprovada, por maioria, na última reunião de Coordenação, que ocorreu no dia 21 de março   Nota0001

16 comentários para "Nota de esclarecimento"

  1. Silvio Corrêa - CIS março 25th, 2013 10:32 am Responder

    Se nós tivéssemos uma coordenação eleita sem proporcionalidade, esta nota de esclarecimento, não teria sido aprovada “por maioria”, e sim, por unanimidade. Pelo fim da proporcionalidade nas eleições da Coordenação da Assufrgs.

  2. Silvia Fernanda Peçanha Martins março 25th, 2013 10:40 am Responder

    Gostaría de deixar registrado, que apesar da Comissão Técnica ter indicado o nome da Empresa Tasca para a respectiva Fiscalização, o que ocorreu, na verdade foi que o referido Contrato com a empresa foi feito sem aval do Jurídico e sem aval dos advogados especialistas no assunto, gerando vários problemas, pois um Contrato mal formulado sem Assessoria só pode dar no que deu.
    Um bom contrato tem sempre que prever pagamento com nota fiscal, pagamento em nome de pessoa jurídica e não física, regras para pagamento e também para rescisão contratual, o que não ocorreu no referido contrato. Pelo que pude verificar, de acordo com o Parecer muito bem elaborado pelo Conselho Fiscal, é que o mesmo foi feito a toque de caixa sem as previsões contratuais necessárias para o bom andamento da fiscalização.
    Participei sim, da Comissão Técnica e em momento algum, após termos emitido Parecer favorável a contratação da empresa para fiscalizar a referida Obra, fomos chamados, eu, especialmente, pois estou falando por mim para verificar os termos legais do referido contrato.
    Também queria registrar que nós, do Coletivo Tribo nunca nos opusemos a obra, apenas estamos prezando pela ética e transparência no nosso Sindicato que é Patrimônio da nossa Categoria!

  3. michelle meirelles março 25th, 2013 10:41 am Responder

    Que fique claro que maioria, significa a majoritária somente, a chapa minoritária, no mínimo, merecia o direito de conhecer e propor redação em pronunciamentos em nome de toda Coordenação.
    Além disso é inaceitável que se publique uma nota, em nome da Coordenação, sendo que ela é uma defesa de uma parcela da mesma, em relação aos comentários postados na página.
    Esse deveria ser um espaço aberto a todos os sócios para darem sua opinião, mesmo que ela não agrade a majoritária!
    Publicar uma nota com esse teor, usando o subterfúgio da falsa democracia onde, “a maioria decidiu” é só mais uma demonstração de abuso de poder!
    Para quem não sabe, deixei a Coordenação gostaria de publicar uma nota listando todos os meus motivos e relatando tudo que tive que presenciar, será que seria publicada???kkkkkkkkkk

  4. michelle meirelles março 25th, 2013 10:50 am Responder

    Outro detalhe, em relação ao nome TASCA constar no parecer, tive uma informação equivocada e manifestei-me antes de checar a veracidade, cm havia dito, se eu estou enganada peço desculpas sem problema algum, e foi o que fiz na malfadada reunião.
    Já em relação a todo o resto, mantenho sem tirar nem colocar nada! Isso não muda o fato da referida empresa não estar cumprindo como deveria com o contrato firmado (segundo o parecer do conselho), como não muda o fato de emitir, no lugar de um parecer técnico, uma carta de justificativas em defesa do erro cometido pela construtora e não muda a estranha solidariedade e defesa exacerbada por parte de alguns Coordenadores com ambas empresas.

  5. Silvia Fernanda Peçanha Martins março 25th, 2013 11:16 am Responder

    Também primo pelo fim da Proporcionalidade e ao “ad eternum” , mas para tanto, faz-se necessário que realizemos o CONASSURGS!!!!!

  6. Rosane março 25th, 2013 11:46 am Responder

    Apenas esclarecendo, a votação não se deu por unanimidade pelo fato de que a nota foi elaborada apenas por uma parte da coordenação e nos foi apresentada na reunião como um documento elaborado conjuntamente em seu teor.
    O resultado da votação foi a seguinte foram 8 votos a favor, 1 voto contra e 6 abstenções com justificativa de voto: a chapa minoritária sequer teve a oportunidade de contribuir com o documento em conjunto para ser uma nota de toda a coordenação.

  7. Ana Lúcia março 25th, 2013 12:00 pm Responder

    Recomendo a leitura das notícias e cometários das postagens (links) listadas abaixo para quem quiser acompanhar melhor o assunto.

    http://www.assufrgs.org.br/noticias/reuniao-do-conselho-fiscal/

    http://www.assufrgs.org.br/noticias/nota-do-conselho-fiscal/

    Abraços a todos.

  8. Rejane março 25th, 2013 12:11 pm Responder

    Bom dia, quero esclarecer aos interessados que, a votação foi a piada do ano pois afinal haviam coordenadores nesta reunião que sequer aparecem no sindicato…um dos coordenadores em questão lia um livro bem mais interessante que a reunião, mas na hr d votar saiu todo mundo encordoado na majoritária…então até as reuniões de coordenação já estão virando uma piada. Desculpem o desabafo mas as pessoas envolvidas ñ estão engajadas no bem comum ” A CATEGORIA”, aliás ñ era a categoria que deveria estar em primeiro lugar??

    Att.: Rejane

  9. Ana Lúcia março 25th, 2013 12:16 pm Responder

    “Que cada um — envolvido ou não, coordenação ou base — faça as suas avaliações considerando notas, comentários, ‘falas’, etc.”

    O mais importante no momento acredito ser acompanhar o assunto, lendo as notícias e comentários, participando dos fóruns de discussão, reuniões e outros que se façam necessários.

    Um abraço

  10. Mozarte Simões março 25th, 2013 12:35 pm Responder

    Informo a categoria que a empresa Tasca não cumpriu o que esta no contrato que é de fiscalizar a obra de construção da colônia de férias em Garopaba, se assim tivesse feito não aconteceria o que aconteceu com os associados que estavam veraneando la, o conselho fiscal solicitou o fim do contrato com esta empresa pois o que a categoria pagou para ela não foi cumprido, o coletivo tribo minoria dentro da coordenação da Assufrgs e oposição a majoritária também pediu o fim do contrato, pois entendeu que a empresa Tasca não cumpriu o seu papel, que em uma votação não foi aprovado visto claro sermos minoria.
    Quanto ao conteúdo do documento publicado nesta página, quero informar que os coordenadores minoritários da Assufrgs sequer foram consultado ou mesmo convidados para participar da elaboração deste documento, este documento foi apresentado na reunião de coordenação e fomos contra, já que o documento segundo o que esta escrito expressa o pensamento da coordenação, isto é uma inverdade, já que a minoria não foi convidada a participar da elaboração deste, pedimos para colocar em votação por este motivo, este documento foi elaborada pela chapa majoritária e empurrada goela abaixo da coordenação que tem menor número, fazendo o que lutamos contra a vida toda que é A FALTA DE DEMOCRÁCIA NÃO DANDO DIREITO DA CHAPA MINORITÁRIA SE QUER ESCREVER UMA LINHA, ISTO SIM É UM AUTORITARISMO DA CHAPA MAJORITÁRIA SEM PRECEDENTE EM NOSSO SINDICATO, PERTENÇO A CHAPA MINORITÁRIA DESTE SINDICATO SEMPRE LUTEI POR DEMMOCRÁCIA E VI SER RASGADO NA MINHA FRENTE A CARTILHA DE UM BOM SINDICALISTA, ME SENTI COMO NA ÉPOCA DA DITADURA QUE É EU MANDO E OS MENORES OBEDECEM.
    ASSIM COMO LUTAMOS CONTRA A FALTA DE DEMOCRACIA DENTRO DAS UNIVERSIDADES FEDERAIS EXEMPLO DISTO É O FAMIGERADO 70/15/15, TAMBÉM QUEREMOS DEMOCRACIA DENTRO DE TODOS OS AMBIENTES EM QUE TRANSITAMOS, INCLUSIVE DENTRO DO SINDICATO.
    Mozarte Simões da Costa Junior.
    Coordenador financeiro Assufrgs.

  11. Gabriel Focking março 25th, 2013 22:33 pm Responder

    Acredito, como o colega Silvio Correa e outros tantos, que a Coordenação da ASSUFRGS funcionaria melhor sem a proporcionalidade. E isso sem prejuízo algum para um ambiente democrático nas decisões do Sindicato. À Coordenação do sindicato cabe a execução das políticas e propostas delineadas no plano de gestão e estabelecidas, homologadas ou criadas pelo Conselho de Delegados, esse sim um espaço plural e representativo da categoria por excelência. O Conselho de Delegados é uma instância deliberativa superior à Coordenação, tendo esta última uma finalidade executiva. Creio que não haveria tanto desgaste e desperdício de tempo se a Coordenação pudesse cumprir o seu papel de executora das demandas da categoria.
    Um forte abraço a todos!

  12. Rogério Fernandes da Costa março 26th, 2013 08:47 am Responder

    Sou favorável ao fim da proporcionalidade e contra a a reeleição por mais de dois mandatos.

  13. Eugenio, OFS março 26th, 2013 11:15 am Responder

    Paz e bem!
    .
    Silvio Correa, Silvia Maritins, Gabriel Focking & Rogério Costa:
    Parece qua a proporcionalidade
    só vai acabar
    quando Dona Berna o deixar
    é só ler os relatos
    da aprovação desta nota.

  14. michelle março 27th, 2013 13:17 pm Responder

    Prezados colegas, sempre fiquei na dúvida em relação a quebra da proporcionalidade e não acredito que ela seja a solução de todos e nem, dos principais problemas na realidade. De qualquer forma, creio que esta experiência deverá ser valida e por este motivo passei a defendê-la recentemente.
    Tinha a ilusão que numa coordenação proporcional haveria mais debate, maior chances de não haver um patrolamento, mas pude ver que isso não ocorre, e o desgaste acaba sendo insuportável!
    Quanto ao comentário do Gabriel em relação ao CD, só devo dizer que concordaria se:
    1. Os membros fossem pessoas cientes da sua responsabilidade e de fato representassem seus colegas, levando a informação e o debate até eles para depois se manifestarem em nome dos mesmos.(o que não ocorre em varias situações)
    2. Se os membros não fossem motivados pela orientação de um ou outro coordenador para realizarem suas reuniões, definirem a pauta e posicionarem-se em relação aos temas.
    3. Se houvesse uma forma de controlar e garantir que os delegados de aposentados (que são muitos em vista do número de aposentados na base) realmente fossem um reflexo da maioria dos nossos aposentados.
    Enfim, quando tivermos mecanismos para garantir a representatividade justa dos colegas, poderemos começar a falar que “fulado” é delegado de tal Unidade e parar de dizer que fulano é delegado da “beltrana”!

  15. michelle março 27th, 2013 13:25 pm Responder

    E outra coisa, acreditaria mais ainda na possibilidade de mudanças se os ditos independentes fizessem uma chapa de fato independente, saindo da sombra de antigos fantasmas!

  16. Rafael Cecagno abril 1st, 2013 15:01 pm Responder

    Michelle, com todo o respeito, mas tua opinião sobre “os ditos independentes” não interessam nem à Categoria, nem aos “ditos independentes”.

    Já com relação às tuas críticas à “teoria da democracia representativa”, tenho bastante críticas também… mas precisamos ser fiéis a essas críticas também quando somos beneficiados pelo sistema, e não apenas no que nos prejudica…

Deixe seu comentário

Veja também