Início > Notícias > NPC divulga a produção de documentários dos movimentos populares
NPC divulga a produção de documentários dos movimentos populares

O Núcleo Piratininga de Comunicação está disponibilizando em seu portal www.piratininga.org.br sinopses de documentários produzidos por Sindicatos, Movimentos Populares e Culturais e ONGs.

O Núcleo Piratininga de Comunicação está disponibilizando em seu portal www.piratininga.org.br sinopses de documentários produzidos por Sindicatos, Movimentos Populares e Culturais e ONGs.

A iniciativa é parte do projeto Artes e Histórias para Contar que está sendo desenvolvido pela entidade com patrocínio parcial da Eletrobrás através da Lei Rouanet.

“Nosso objetivo é divulgar para o máximo de pessoas a produção dos movimentos sociais brasileiros que recuperam sua história, mostram suas lutas e divulgam valores culturais, artísticos e humanos do povo brasileiro. Há um grande número de documentários de caráter formativo e histórico. A maioria, infelizmente, é muito pouco conhecida”, afirma Vito Giannotti, coordenador do projeto.

Está previsto para o final do ano, o lançamento de 3 mil exemplares de um Catálogo com as sinopses dos 300 melhores documentários pesquisados, contendo sugestões de uso e contato com os autores e produtores. A distribuição será gratuita. O trabalho será enviado para quem produziu os filmes e para entidades e movimentos populares, professores e educadores populares contatados durante o período da pesquisa.

Os pesquisadores do NPC estão animados. “Há muitos documentários produzidos em todos os estados do País que podem ser usados por professores em salas de aula, por animadores de comunidades e na formação política e social de jovens e adultos”, conta Giannotti.

Até o momento já foram encontrados, vistos e analisados mais de 400 vídeos sobre combate ao racismo, história do Brasil, a situação da mulher, o meio ambiente, manifestações culturais e sobre a realidade brasileira nos seus variados aspectos. As sinopses estão sendo feitas por uma equipe composta por quatro jornalistas, um historiador, dois cientistas sociais e uma estudante de ciências sociais.

Na página do NPC já estão sendo colocados os endereços e telefones para que os interessados possam entrar em contato diretamente com os produtores das obras.

Fonte: NPC – Núcleo Piratininga de Comunicação

Veja também