Início > Notícias > Ofensa verbal e cusparada levam a flagrante de injuria racial em Brasília
Ofensa verbal e cusparada levam a flagrante de injuria racial em Brasília

O caso ocorreu na região central de Brasília, na manhã de ontem, quinta-feira (29), no interior de um ônibus coletivo. O veículo trafegava com apenas cinco pessoas, incluídos o motorista e a cobradora, quando um homem branco ingressou e sentou-se do lado de uma jovem senhora negra. Após alguns instantes, o autor se virou-se e [...]

O caso ocorreu na região central de Brasília, na manhã de ontem, quinta-feira (29), no interior de um ônibus coletivo. O veículo trafegava com apenas cinco pessoas, incluídos o motorista e a cobradora, quando um homem branco ingressou e sentou-se do lado de uma jovem senhora negra. Após alguns instantes, o autor se virou-se e cuspiu no rosto da moça e a “acusou” de ser negra safada.

Outro passageiro, um jovem negro, interveio pedindo para o motorista seguir para a delegacia mais próxima, foi o que bastou para ser agredido fisicamente pelo agressor que o esmurrou, mas acabou imobilizado. O caso foi atendido pelo delegado titular da 5ª DP, Laercio Rosetto, que decidiu prender em flagrante o homem branco, atitude elogiada pelos representantes da Seppir, Humberdo Adami, e presidente do Conselho do Negro do DF, Julio Romário, que foram até a delegacia para acompanhar o trabalho da polícia.

O delegado se valeu do conceito de injuria racial, definido no Artigo 14, Parágrafo 3º, do Código Penal (o dispositivo é uma espécie de adaptação redacional para possibilitar que o crime de racismo seja enquadrado e utilizado nessas situações, mas na classificação de injuria).

Há um vídeo que pode ser visto em:
http://www.jornaldebrasilia.com.br/site/clicatv.php?visualizar=ok&idvideo=2333

Veja também