Início > Notícias > Planos de flexibilização não irão para o MEC
Planos de flexibilização não irão para o MEC

Reitor explicou à ASSUFRGS motivo da demora na análise

Em reunião com a Coordenação da ASSUFRGS nesta segunda-feira (25/04), o reitor Carlos Alexandre Netto garantiu que não vai enviar os planos de flexibilização para análise do Ministério da Educação (MEC). Até o momento, 13 planos foram aprovados pela Comissão e aguardam assinatura do reitor.

Carlos Alexandre justificou a demora na análise dos planos pela necessidade de ter uma sistematização das informações que constam nos planos para balizar seu parecer. Segundo o reitor, essa sistematização demoraria em torno de 45 dias. A ASSUFRGS ressaltou que a situação é um banho de água fria nos servidores que esperavam celeridade na análise de seus planos. Os coordenadores também salientaram que a comissão está analisando atentamente os planos e aprovando somente os que cumprem estritamente a decisão do CONSUN, após análise de um relator e de um revisor, portanto não haveria tal necessidade. No entanto, o reitor foi inflexível e afirmou não se sentir seguro para assinar os planos ainda.

Com a finalidade de acelerar esse processo, os coordenadores da ASSUFRGS demandaram que a sistematização fosse realizada na própria Comissão de Flexibilização (COMFLEX). O reitor informou que vai estar presente na próxima reunião da COMFLEX para tratar desse assunto.

700 processos

Além deste tema, o reitor afirmou que o caso dos 700 processos está próximo de uma resolução. Uma amostra desses processos foram remetidos ao MEC e tiveram aprovação. Após análise da Procuradoria da UFRGS, a resolução será tratada na comissão específica do caso.

Creche

Os coordenadores questionaram também sobre a situação da creche da UFRGS que esteve fechada hoje e sexta-feira passada, pegando vários pais de surpresa. Ele explicou que a creche está sem luz devido a uma falha no circuito elétrico que atingiu também a Escola de Enfermagem e que deve ser resolvido entre hoje e amanhã. Os pais que tiveram problemas em comparecer ao trabalho devido a esse problema devem informar à ASSUFRGS pelo e-mail secretaria@assufrgs.org.br.

 

Este post ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário

Veja também