Início > Notícias > Plenária dividida sobre credenciamento de delegados da ASSUFRGS
Plenária dividida sobre credenciamento de delegados da ASSUFRGS

- Credenciamento de três delegados da ASSUFRGS é indeferido em Plenária

O credenciamento dos delegados da ASSUFRGS que haviam sido indeferidos pela Comissão Diretora do XXI CONFASUBRA foi encaminhado, através de recurso, para decisão na Plenária do Congresso, iniciada por volta de 11 horas da manhã deste sábado. O encaminhamento do recurso foi feito por Berna (Coordenadora Geral ASSUFRGS – VAL/INTERSINDICAL), que também realizou a defesa da posição da ASSUFRGS. A posição contrária ao recurso da ASSUFRGS foi defendida por Léia (diretoria nacional FASUBRA – TRIBO/CUT). Contra o recurso, Léia fez uso de um entendimento extensivo da regra de exceção, regulamentada pelo parágrafo 6º do artigo 10 do Regimento do XXI CONFASUBRA (homologado durante o próprio Congresso). Na defesa, Léia justificou que se fosse aceito o credenciamento dos 3 delegados da ASSUFRGS, outras entidades que também possuem unidades em outros municípios estariam prejudicadas, pois foram orientadas pela Direção Nacional da Fasubra a basearem-se no parágrafo 6º do Artigo 10. Falou ainda que o Regimento deve ser aprimorado para o próximo congresso e que o caso da ASSUFRGS constitui-se em exceção.

Como defesa do recurso, Berna apresentou a situação do CECLIMAR e da ESTAÇÃO EXPERIMENTAL, que são parte de UNIDADES ACADÊMICAS que estão em outro município, sendo amparadas pelo Artigo 5º do Regimento do XXI CONFASUBRA, regra geral que estabelece a admissão de delegados, estando a proporção de delegados eleitos no CECLIMAR e ESTAÇÃO EXPERIMENTAL de acordo com o Regimento. Berna lembrou também que o recurso pelo credenciamento de todos os Delegados da ASSUFRGS foi o único indeferido pela Comissão Diretora e que os demais recursos, mesmo estando fora do regimento, foram aceitos. Após as defesas de uma e outra parte, foi aberto o regime de votação que teve o seguinte resultado:

 CONTRÁRIOS AO RECURSO: 552 votos

 FAVORÁVEIS AO RECURSO: 424 votos

 Como conseqüência, ficou negado o credenciamento de 2 delegados da Estação Experimental e 1 delegado do Ceclimar.

 

 

13 comentários para "Plenária dividida sobre credenciamento de delegados da ASSUFRGS"

  1. Rafael Cecagno abril 14th, 2012 21:20 pm Responder

    Quando o rei desce do trono para cortar a cabeça de um adversário político é porque deve ter muito em jogo… A “Dona da FASUBRA” pessoalmente defendeu o indeferimento do recurso da ASSUFRGS (assinado por TODOS os coordenadores da ASSUFRGS presentes). Como conseqüência, ficou negado o credenciamento de 2 delegados da Estação Experimental e 1 delegado do Ceclimar. Se quiserem, sigo o relato…

    1. Bruno becker abril 15th, 2012 13:04 pm Responder

      Me repudia esse jogo de interesse da Fasubra. Quantos cachoeiras estarão por trás de tudo manipulando um sistema a seu favor? Entende que se o caso é excessão, que seja concedida e altere-se o regimento para que não se repita. É complicado quando os interesses particulares e terceiros tornam-se mais importantes do que a principal finalidade: o SERVIDOR E o serviço público ao qual está inserido.
      E os demais achando que estão participando ativamente quando na verdade são apenas marionetes manipulados por quem tem o PODER.
      Eu bem que sei o que falo…na prática, somos maridos corns daquelas instituições que juramos e nos juraram fidelidade e lealdade.

  2. REJANE abril 14th, 2012 22:04 pm Responder

    Colega Rafael, eu havia entendido q perderam por uma diferença d mais d 100 votos. Será q uma única pessoa foi a culpada ou as mais d 100 q votaram contra. A FASUBRA até onde me conste é expor a categoria oq vale no regulamento e se fazer cumprir tal regulamento. É complicado quando o time da gente perde…nunca aceitamos…mas bola pra frente q o campeonato continua!

  3. Maria de Fatima Rodri9ues Andrade abril 14th, 2012 22:30 pm Responder

    Rafael seu comentário me fez voltar na ASSUFRGS que ja teve Presidencialismo. Uma pessoa mandava e outras executavam, hoje temos na ASSUFRGS Coordenação proporcional, assim como é na Fasubra, existe vários coordenadores, sendo que o Vamos a Luta tem maioria, como se explica isso? Eu o convido a participar mais nas reuniões da coordenação, pode ser que vc entenda o que estou falando. Claro que estamos mudando o quadro, ate porque ASSUFRGS não é minha e nem do outro ela é nossa, e somo passagem…

  4. Igor Corrêa Pereira abril 15th, 2012 02:03 am Responder

    Gostaria que fosse estendido o relato sim, pois existe muito de paixão exacerbada no posicionamento da AssufrgS frente ao caso. Gostaria que fosse contado a base a maneira com que a coordenadora geral da AssufrgS reagiu a decisão da mesa diretora do CONFASUBRA. Nós, do Movimento União e Olho Vivo, inciamos o processo de recurso que levou a decisão final no CONFASUBRA, por defesa de uma interpretação do Regimento que coincidiu com a interpretação da maioria da Mesa Diretora e da maioria da Plenária. Já perdemos muitas votações, essa nós ganhamos. Quando perdemos, não temos ressentimento. Pena que muitas pessoas não agem assim.

  5. luis Martins (aposentado) abril 15th, 2012 19:45 pm Responder

    Mas não nenhum sentido, essa de ressentimentos, foi votado e a plenária foi justa, o que valeu foi o regulamento. Quanto a expressão “Dona da FASUBRA”, quando li lembrei que aqui também temos “Dona da ASSUFRGS”.Até presenciei várias vezes as pessoas falarem que são da chapa majoritária e que por conta disto acham que podem fazem o que querem .
    O que realmente é triste, porque quando optamos por mudar o presidencialismo por coordenação (para que todos trabalhassem em conjunto sem hierarquia) e optamos também pela proporcionalidade ( para que todas forças políticas estivessem representadas e respeitadas). Ou seja falam muito em democracia, criticam o governo, mas quando podem mandam e desmandam e ainda querem passar por cima de regulamentos, estatutos e regimentos.

  6. REJANE abril 15th, 2012 21:50 pm Responder

    Hahaha ae Igor a kda dia q passa admiro mais ainda os pensamentos d vcs. O lance é o seguinte os bonitinhos da majoritária ñ suportam o peso da perda…são pessoas q gostam d tudo do goela abaixo. Agora já era…perderam e sabiam q iam perder. Só q a nossa majoritária absoluta ñ conhece o regulamento e nem matemática. Hahahaha

  7. Rafael Cecagno abril 16th, 2012 14:33 pm Responder

    Leiam o recurso apresentado à COMISSÃO DIRETORA. Só lembro que decidir (mesmo por 100 votos de diferença) contrário ao regimento recém aprovado é um golpe na “regra do jogo”. E insisto, leiam o recurso e reflitam… e, Rejane, você não me conhece para poder me definir, ok?!

  8. Rafael Cecagno abril 16th, 2012 15:58 pm Responder

    Recurso à COMISSÃO DIRETORA

    Considerando o indeferimento por parte da COMISSÃO ORGANIZADORA do XXI CONFASUBRA do credenciamento como delegados de 3 (três) servidores eleitos em Assembleias Gerais, realizadas no CECLIMAR e na ESTAÇÃO EXPERIMENTAL AGRONÔMICA, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, vimos solicitar a revisão da decisão com base nos seguintes argumentos:

    1. O REGIMENTO DO XXI CONFASUBRA (aprovado em Plenária Nacional da FASUBRA, em dezembro de 2011) em seu artigo 5º expressa a REGRA GERAL de admissão de delegados ao referido Congresso, conforme segue:
    “Art. 5º – Serão admitidos como delegados ao XXI CONFASUBRA, com direito à voz e voto os trabalhadores eleitos em Assembleia Geral de suas entidades, segundo critério de representatividade de 10 (dez) presentes para cada delegado eleito e mais um para fração igual ou maior que 5 (cinco);
    § 1º – O número máximo de delegados por entidade será calculado segundo a proporção de 01 (um) delegado para cada 100 (cem) trabalhadores na base ou fração maior ou igual a 50 (cinquenta), estando compreendidos como trabalhadores todos os que se enquadram no conceito de categoria previsto no art. 1º, §1º do Estatuto da FASUBRA
    [...]”

    2. Os “trabalhadores na base”, conforme o parágrafo 1º do artigo 5º são os trabalhadores da BASE SINDICAL (entidade ASSUFRGS);

    3. O parágrafo 5º do artigo 10 GARANTE “… a escolha de delegados nos Campi avançados ou UNIDADES FORA DO MUNICÍPIO da sede das IES da base do Sindicato [...] de acordo com o tamanho da BASE SINDICAL das respectivas Instituições”;

    4. O parágrafo 6º do artigo 10, EXCEÇÃO À REGRA GERAL, preceitua que, NOS CASOS DE INSTITUIÇÕES OU CAMPI AVANÇADOS, a base a ser considerada para admissão de delegados é a base das mesmas;

    5. O CECLIMAR e a ESTAÇÃO EXPERIMENTAL AGRONÔMICA são órgãos auxiliares que integram UNIDADES UNIVERSITÁRIAS DA UFRGS, consoante ESTATUTO e REGIMENTO GERAL da referida Instituição;

    6. As UNIDADES FORA DO MUNICÍPIO, não estando contempladas no rol TAXATIVO do parágrafo 6º do artigo 10 (EXCEÇÕES), seguem o preceituado no artigo 5º (REGRA GERAL);

    7. A COORDENAÇÃO DA ASSUFRGS, por UNANIMIDADE, consoante o REGIMENTO DO XXI CONFASUBRA e com base no parecer jurídico do Adv. Rogério Viola Coelho, decidiu pelo indeferimento do recurso protocolado na ASSUFRGS.

    Pelos argumentos acima expostos, requeremos o deferimento do recurso e, por conseguinte, o credenciamento, como delegados, dos 3 (três) servidores eleitos nas Assembléias Gerais realizadas no CECLIMAR e na ESTAÇÃO EXPERIMENTAL AGRONÔMICA.

    Assinam esse recurso, em nome da ASSUFRGS, os coordenadores da Entidade presentes no XXI CONFASUBRA.

  9. REJANE abril 16th, 2012 16:21 pm Responder

    Caro colega Rafeal longe d mim querer t definir…mas fizemos um curso juntos e por diversas vzs vc sentou ao meu lado e até conversamos bastante. Isso foi num dos cursos d inclusão na UFRGS. Lamento vc ter um memória curta. Ñ se sinta avaliado ñ foi uma colocação d cunho pessoal. Siga o seu caminho q seguirei o meu…tchau véio

  10. luis Martins (aposentado) abril 18th, 2012 02:42 am Responder

    Como assim assinam o recurso em nome da ASSUFRGS? Queé isto? O Recurso foi aprovado em Assembleia, ou outra instancia da entidade para colocarem em nome da ASSUFRGS? Deveria ser em nome das pessoas que assinaram o recurso. ISTO SIM É SE ACHAR DONOS DA ASSUFRGS!!!!!!!
    Bah! tem que ter uma paciência hein?

  11. Silvia Fernanda Peçanha Martins abril 18th, 2012 19:48 pm Responder

    Bem, paciência é importante sempre que se lida com política e com várias correntes sindicais, mas daí a dizer que a Fasubra tem dono, que é isso?
    A Fasubra é uma Federação voltada ao interesse da classe trabalhadora, e a ASSUFRGS também.
    Na vida, nós somos donos apenas do nosso nariz e de nossos atos, o resto passa, algumas coisas ficam na lembrança e outras ninguén nunca mais irá lembrar.
    Vamos conviver com Educação, Sabedoria, sempre priorizando o interesse da nossa Classe Trabalhadora….
    Vamos em frente, porque atrás vem gente…..

  12. Marisane abril 20th, 2012 15:44 pm Responder

    Pois é, se olhar por esse prisma, então poderíamos dizer que a disputa foi entre a “Dona da ASSUFRGS” e a”Dona da FASUBRA”??? Que disparate. E o Luis está correto, o recurso foi impetrado pela Bernadete ou VAL (corrente politica ligada a o PSOL) e não pela ASSUFRGS. Quero lembrar que esse recurso foi gerado por nós (Neco, Igor, Marisane, Joana, Laura, Sergio, Paulinho, Gilberto, Sandra, Taison, Aloisio, Eugenio, Maria Marlene, Zé e João da Veterinári e outros que agora me falha a memória) da CTB da UFRGS, pois foi errada a forma de eleição dos delegados do ceclimar. Durante todos esses anos foi feito da forma correta, porque só agora que são “majoritária” tentam eleger delegados conforme seu interesse? Interesse esse que é: Servidores do Ceclimar e da Estação Agronômica que a ampla maioria é simpática a corrente VAL…Portanto colegas, somos pelo correto e estaremos sempre Unidos e de Olho vivo nas “distorções”!

Deixe seu comentário

Veja também