Início > Notícias > Professores da USP decidem entrar em greve junto com estudantes e funcionários
Professores da USP decidem entrar em greve junto com estudantes e funcionários

Os professores da Universidade de São Paulo (USP) reunidos em assembléia encerrada no início da tarde desta quarta-feira (23) deliberaram entrar em greve em apoio aos estudantes e funcionários que ocupam a sede da reitoria desde o dia 3 de maio.

Os professores da Universidade de São Paulo (USP) reunidos em assembléia encerrada no início da tarde desta quarta-feira (23) deliberaram entrar em greve em apoio aos estudantes e funcionários que ocupam a sede da reitoria desde o dia 3 de maio.

A assembléia foi convocada pela Associação dos Docentes da USP, teve início às 10 horas e contou com a participação de 400 pessoas. Além de decidirem pela greve, os professores votaram moções específicas e aprovaram sua posição contra os decretos assinados pelo governador do estado, José Serra (PSDB), que consideram violar o conceito administrativo de autonomia das universidade.

Também aprovaram moções pedindo mais recursos para a educação, melhoria das condições de vida e trabalho, uma política ativa de gratuidade do ensino superior, apoio aos estudantes e funcionários e pela não-desocupação da reitoria com uso da violência e não punição dos alunos.

Os professores também deliberaram a divulgação de uma carta aberta à população, em que pretendem esclarecer o significado das medidas decretadas pelo governo do estado.

Fonte: Renato Brandão/Agência Brasil

Veja também