Início > Notícias > Reitor pede liminar para impedir ocupação de todos os prédios da UFRGS: juíza diz NÃO
Reitor pede liminar para impedir ocupação de todos os prédios da UFRGS: juíza diz NÃO

O reitor tentou mais uma vez colocar a justiça contra os servidores, mas não conseguiu.

O reitor da UFRGS, Carlos Alexandre Netto, ingressou na justiça com um pedido de liminar para desocupação do Salão de Atos da Universidade, na sexta-feira passada. A medida pedia ainda para que a proteção fosse estendida a todos os prédios da UFRGS.
Os dois pedidos foram negados pela juíza Daniela Cristina de Oliveira Pertile. Ela entendeu que o salão já havia sido desocupado, portanto, não era o caso de liminar. Também compreendeu como descabida uma medida de impedimento de manifestações em todos os prédios.

 

Veja documentos:
Evento 3 – DESP1 (1)
Evento 17 – DESP1
 

12 comentários para "Reitor pede liminar para impedir ocupação de todos os prédios da UFRGS: juíza diz NÃO"

  1. Rejane agosto 13th, 2012 22:56 pm Responder

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk…só isso q tenho a dizer!!!!!!!!!!!!!!!!!

  2. Matheus agosto 13th, 2012 23:02 pm Responder

    Talvez a juiza também ache descabido todos os alunos ficarem sem aula e terem que recuperar todo esse atraso com aulas no periodo de férias!

    1. flavio agosto 14th, 2012 21:08 pm Responder

      Estes alunos que estão reclamando da greve, manda eles irem para a particular, lá não tem greve

    2. Tânia Peres agosto 16th, 2012 01:22 am Responder

      Acho impressionante a falta de formação política e de visão social de vários alunos desta universidade. Talvez eles não saibam que os servidores (alguns sendo ex-alunos desta universidade) não v em de família abastadas e precisam de que´pelo menos seus vencimentos tenham a reposição da inflação feita todos os anos, o que acontecem com os pais destes aluno e suas familias ( e não ficarem , como é o caso dos técnicos administrativos sem nenhum tipo de ajuste por anos a fio!)

  3. Luci Mari agosto 13th, 2012 23:31 pm Responder

    A Juíza tem mais conhecimento político das coisas, da luta de classe que esse “nosso” reitor…

  4. Doris agosto 14th, 2012 11:19 am Responder

    Ué, cadê a Procuadoria da UFRGS para orientar o Reitor (rsrsrsrsr)

  5. Doris agosto 14th, 2012 11:20 am Responder

    Ué, cadê a Procuradoria da UFRGS para orientar o Reitor (rsrsrsrsr)

  6. Doris agosto 14th, 2012 11:36 am Responder

    Pessoal,

    Conforme publicação no correio do Povo de hoje, 14/08, conforme comentário do Presidente da Associação dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), Carlos Almeida Maneschy, somente em 03 Instituições optaram pelo fim da greve. São elas Universidade de São Carlos, UFRGS e Instituto Federal do Paraná.
    Vamos mostrar a eles que nosso movimento é forte.
    Abraços, colegas!

  7. Carlos agosto 14th, 2012 20:38 pm Responder

    Esperavam que o mesmo Reitor, uma vez tendo descumprido um acordo que assinou antes da sua primeira eleição fosse agir diferente ?? Lembram que na época assinou sendo favorável a paridade e depois agarrou-se a uma lei para não honrar o assinado ?? Pois este é o nosso Reitor Carlos Alexandre Netto, muito democrático mas dos portões para fora da Universidade.

  8. ROBERTO agosto 14th, 2012 20:43 pm Responder

    Nos meus 48 anos de UFRGS o Reitor ALEXANDRE é o que mais prejudicou e perceguiu a categoria dos Técnicos Administrativos, mas Reitor e vassalos é passageiro ou seja no máximo 8 anos e o que eles merecem o Patrão lá de cima vai providênciar .

  9. flavio agosto 14th, 2012 21:11 pm Responder

    se arreganharam todos qdo na campanha para reitor, ta ai a resposta dele para os funcionários, só quem ganha e não esta em greve é o alto escalão com bolsas acima de 2 mil enquanto o resto nem para o cafezinho

  10. P.Ceroni agosto 15th, 2012 00:18 am Responder

    Virou moda nesta gestão, neste caso a justiça prevaleceu.

Deixe seu comentário

Veja também