Início > Notícias > Resistência cultural latina é debatida no Paraná
Resistência cultural latina é debatida no Paraná

Resistir à massificação cultural e manter a identidade dos povos da América Latina. Estes são os principais desafios que serão debatidos a partir desta quarta-feira (14), em Curitiba, no Paraná. A Via Campesina promove, até o final de semana, a 1ª Mostra Cultural de Integração dos Povos Latino-Americanos.

Resistir à massificação cultural e manter a identidade dos povos da América Latina. Estes são os principais desafios que serão debatidos a partir desta quarta-feira (14), em Curitiba, no Paraná. A Via Campesina promove, até o final de semana, a 1ª Mostra Cultural de Integração dos Povos Latino-Americanos.

O evento terá seminários que abordam a importância da cultura como forma de resistência e também de incentivadora da integração dos povos latinos. O integrante do setor de comunicação da via Campesina no Paraná, Araídes Duarte, destaca a música como um dos elementos mais importantes.

“A resistência do campesinato na América Latina parte da resistência cultural de viver no campo, de produzir a sua sobrevivência. Também queremos trazer o debate da música perante à ofensiva da indústria cultural. Queremos fazer um debate sobre a música regionalizada, tanto da brasileira quanto da latino-americana”

Os seminários são gratuitos e ocorrem durante o período do dia no Centro de Convenções de Curitiba e no Colégio Estadual Paraná. Entre os nomes confirmados para participarem dos debates estão o coordenador nacional do Movimento Sem Terra, João Pedro Stédile, o secretário Nacional da Identidade e Diversidade Cultural, Sérgio Mambert, e o professor da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Luiz Ricardo Leitão. Também estão convidados representantes internacionais, como Ministério do Ensino Superior da Venezuela, Abrahn Toro.

Na noite, serão apresentados shows artísticos no Teatro Guaíra, com preços de R$ 5 a R$ 10. Na praça do Relógio das Flores, haverá uma Feira de Produtos da Reforma Agrária e apresentações culturais nos dias 16 e 17.

A 1ª Mostra Cultural de Integração dos Povos Latino-Americanos segue até o dia 18, domingo. A expectativa é de que 2,5 mil pessoas participem das atividades

Raquel Casiraghi – Agencia Chasque

Veja também