Início > Notícias > Reunião do Fórum dos Federais do Rio Grande do Sul prepara lançamento da Campanha Salarial de 2014
Reunião do Fórum dos Federais do Rio Grande do Sul prepara lançamento da Campanha Salarial de 2014

    O Fórum dos Federais/RS, o qual fazem parte os sindicatos e entidades do Serviço Público Federal, se reuniu no último dia 12, para discutir a Campanha Salarial de 2014, bem como os informes das entidades quanto o indicativo de greve para o próximo ano. Estavam presentes na reunião a ASSUFRGS, o SINDISPREV-RS, SINASEFE, [...]

 

 

O Fórum dos Federais/RS, o qual fazem parte os sindicatos e entidades do Serviço Público Federal, se reuniu no último dia 12, para discutir a Campanha Salarial de 2014, bem como os informes das entidades quanto o indicativo de greve para o próximo ano. Estavam presentes na reunião a ASSUFRGS, o SINDISPREV-RS, SINASEFE, SINDSERF, SINTRAJUFE, Colégio Militar e SIDFAZ.

As entidades deliberaram a data de lançamento da Campanha Salarial para 22 de janeiro, com ato e coletiva de imprensa para informar ao conjunto da sociedade as reivindicações dos Servidores Públicos Federais. A campanha contará com faixas e materiais de divulgação, organizados pelas entidades e, também, apoio político e sindical de demais trabalhadores que estão lado a lado na luta dos Federais.

 

Nota de Solidariedade

O Fórum aprovou, também, nota de solidariedade à greve dos Metroviários e nota de apoio à companheira Rejane (Cpers) que vem sofrendo ameaças de morte, por desconhecido via ligações telefônicas. A nota de solidariedade à Companheira Rejane pode ser lida clicando aqui. 

 

Próxima Reunião

Ficou encaminhada, ainda, a próxima reunião do Fórum, para o dia 15 de janeiro, às 10h no Sindisprev-RS. A pauta será: 1 – Informes; 2- Conjuntura; 3- Eixos; 4 – Organização do dia 22/01; e reunião com os diretores de imprensa e jornalistas para pensarem a campanha. Para as próximas reuniões, haverá rodízio do local das mesmas.

 

Relato das Entidades

Os sindicatos presentes, ainda, apresentaram informes em relação à Campanha Salarial e a construção da Greve de 2014. São eles:

 

Sindserf: Foi aprovado, no Congresso da Condsef, calendário com indicativo de greve para a primeira quinzena de março. Em janeiro, junto com os demais Federais, deve ser lançada a Campanha salarial nos estados.

Eixos aprovados: política salarial; paridade entre ativos e aposentados; data-base; regulamentação da negociação coletiva; diretrizes de plano de carreira; retirada dos PLs que prejudicam os trabalhadores.

 

Assufrgs: Assembleia da Assufrgs aprovou, por unanimidade, indicativo de greve para fim de março/início de abril de 2014 – a favor da greve conjunta com os Federais.

Eixos: Política Salarial; Data-base; reabrir efetivamente a discussão estratégica em torno do Plano de Carreira; Direito de Greve; e outras. Clique aqui e veja a matéria completa com as pautas defendidas pelos servidores da ASSUFRGS.

 

Sinasefe: Foi deliberado, na 119ª Plenária Nacional do SINASEFE, a construção de uma Greve Unificada com as demais categorias de Servidores/as Públicos/as Federais (SPFs), caso o Governo não atenda as reivindicações da Campanha Salarial 2014.

Eixos: pela anulação da Reforma da Previdência do Mensalão; contra a Funpresp; contra a criminalização dos Movimentos Sociais; contra o PL 4330, da terceirização; contra a Lei Antigreve que o Governo quer criar; pela flexibilização da jornada de 30 horas para os TAEs; contra o controle de ponto aos/às docentes do EBTT; pela isonomia de direitos; e criação da Carreira Única dos Trabalhadores da Educação.

Em fevereiro, nova plenária será realizada; e se aprovada a greve, será para depois de março, uma vez que o Congresso está marcado para a última semana de março.

 

Sintrajufe: Adesão ao Calendário dos SPF’s aprovada em plenária da Fenajufe. A decisão será ratificada ou não em assembleia gerais nos Estados.

Eixos: Data-base, política salarial que reponha as perdas de 49%, plano de carreira e direito de greve.

 

Sindisprev-RS: O Sindisprev-RS lançará a Campanha Salarial até o fim de janeiro, junto às demais categorias do Funcionalismo Público Federal. Participará da reunião do dia 15 de janeiro para aprovar as definições sobre o início das mobilizações e paralisações a serem definidas pelo conjunto dos trabalhadores. O Seguro e a Seguridade Social também defendem paridade entre ativos e aposentados; reajuste real; 30 horas para todos (as); fim do Fator Previdenciário, fim do assédio moral nos locais de trabalho; contra a criação da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), que privatiza a saúde pública.

Este post ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário

Veja também