Início > Notícias > Salário mínimo em 2012 será de R$ 625, diz fonte no Palácio do Planalto
Salário mínimo em 2012 será de R$ 625, diz fonte no Palácio do Planalto

O salário mínimo em 2012 será de R$ 625. Este será o valor definido pelo governo Dilma Rousseff na última semana de dezembro, e que começa a vigorar já em 1º de janeiro.

O reajuste final será de 14,67%, resultado que deve ser pouco superior ao que prevê a regra de gatilho salarial fechada por Dilma e as centrais sindicais em fevereiro deste ano, que leva em conta a variação da inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior (no caso, 2011), e o Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes (neste caso, de 2010).

O valor final, de R$ 625 por mês, foi antecipado ao Valor por uma fonte no Palácio do Planalto.

O parecer final da área de Trabalho, Previdência e Assistência Social da Comissão Mista de Orçamento, no Congresso, foi pelo mínimo de R$ 622,73.

É este valor que está nas mãos dos relatores do Orçamento, o deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP) e o senador Vital do Rêgo (PMDB-PB).

O reajuste aprovado pelos parlamentares, de 14,26%, leva em conta uma estimativa de INPC de 6,7% em 2011 – o resultado final só será conhecido no fim de janeiro, quando o INPC de dezembro será divulgado.

Tal qual ocorreu nos últimos anos, quando o governo evitou trabalhar com um valor “quebrado” de salário mínimo, a presidente Dilma Rousseff já afirmou à interlocutores que o mínimo de 2012 será “arredondado” para cima, de forma, inclusive, a compensar eventual desvio do INPC além do esperado.

O salário mínimo de R$ 625 deve representar gastos adicionais de R$ 22,7 bilhões nas despesas públicas em 2012.

É importante destacar que a atual política de atualização do piso nacional foi elaborada pelas centrais sindicais e acatada pelo ex-presidente Lula e agora pela presidente Dilma. (Com Valor Econômico)

Este post ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário

Veja também