Início > Notícias > Seis centrais sindicais entregam pauta trabalhista ao presidente da Câmara
Seis centrais sindicais entregam pauta trabalhista ao presidente da Câmara

Centrais sindicais entregam pauta trabalhista Seis centrais sindicais entregaram dia 22/5, ao presidente da Câmara, Michel Temer, uma pauta de projetos que consideram prioritários na área trabalhista. A pauta foi elaborada em conjunto com seis partidos – PDT, PT, PSB, PCdoB, PV e PTB. A reunião ocorre às 11 horas, no gabinete da Presidência. O [...]

Centrais sindicais entregam pauta trabalhista

Seis centrais sindicais entregaram dia 22/5, ao presidente da Câmara, Michel Temer, uma pauta de projetos que consideram prioritários na área trabalhista. A pauta foi elaborada em conjunto com seis partidos – PDT, PT, PSB, PCdoB, PV e PTB. A reunião ocorre às 11 horas, no gabinete da Presidência.

O primeiro item da pauta das centrais é a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 231/95, que reduz a carga horária máxima semanal de 44 para 40 horas e aumenta o valor da hora extra de 50% do valor normal para 75%. Essa PEC aguarda votação em uma comissão especial da Câmara.

Após a aprovação da PEC na comissão, as centrais pedem a votação, no Plenário, do Projeto de Lei 4653/94, do ex-deputado e atual senador Paulo Paim (PT-RS), que inclui várias categorias na jornada de trabalho de 40 horas semanais. O projeto tramita em conjunto com 43 proposições sobre a redução da jornada de trabalho.

Os demais itens da pauta das centrais são:

- votação do substitutivo do relator, deputado Pepe Vargas (PT-RS), ao projeto que acaba com o fator previdenciário.

- aprovação do Projeto de Lei 1/07, que estabelece a política de valorização do salário mínimo;

- aprovação da Proposta de Emenda à Constituição 438/01, que expropria as propriedades rurais onde houver o trabalho escravo;

- aprovação da Convenção 151 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), sobre negociação coletiva no serviço público;

- aprovação de uma lei que proíba a demissão imotivada, nos termos da Convenção 158 da OIT.

As centrais que assinam o documento são: Força Sindical, Central Única dos Trabalhadores (CUT), União Geral dos Trabalhadores (UGT), Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB), Nova Central Sindical dos Trabalhadores (NCST) e Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB).

Fonte: Diário Legislativo.

Veja também