Início > Notícias > Servidores em Greve são notificados pela UFRGS com mandado de Reintegração de posse do CPD
Servidores em Greve são notificados pela UFRGS com mandado de Reintegração de posse do CPD

O CLG de Greve solicita a presença dos servidores na Assembleia que acontece amanhã, dia 08 de agosto, no CPD, às 14h, onde estará sendo feita a avaliação da proposta vinda do governo e da decisão sobre a desocupação do Centro de Processamentos de Dados.

 

Há 58 dias em greve os servidores da UFRGS, UFCSPA e IFRS foram notificados na tarde de hoje, dia 07 de agosto, no Centro de Processamento de Dados (CPD) da UFRGS, pela Justiça, com um mandado de Reintegração de Posse do CPD, a notificação tem como autora a UFRGS.

Estão acampados há exatamente 07 dias, no CPD da UFRGS (o acampamento, na verdade está localizado em propriedade do Hospital de Clínicas, transformado em uma espécie de via pública).  Os técnico-administrativos em Educação realizam atividade de Greve orientada pela FASUBRA em todas as bases filiadas no Brasil, que está em fase de negociação com o governo por reajuste e data-base.

Até o fechamento deste Informe o CLG estava reunido deliberando sobre as próximas atividades que irão intensificar ainda mais o movimento paredista.

 

REUNIÃO COM O MPOG dia 06 de agosto

A FASUBRA foi recebida pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) na noite de ontem, dia 06 de agosto. Confira trechos extraídos da FASUBRA Sindical.
“Antes ainda da reunião começar, o Governo resolveu intervir na decisão da FASUBRA de levar representantes das bases para a mesa de negociação. O MPOG tentou impedir a participação de três integrantes do CNG, previamente escolhido por sorteio para participar da reunião, alegando que só receberia a direção nacional da Federação. Isso causou tensão e atraso na reunião. A questão só foi resolvida depois de contatos com parlamentares que apoiam o movimento”.
Os coordenadores da FASUBRA foram firmes. “Se nossas bases não participarem não haverá reunião. Somos responsáveis por quem vai nos representar. Acaso intervimos junto ao Governo, escolhendo quem negociaria conosco pelo MPOG?”, argumentou a direção. Mendonça cedeu e convidou os representantes do CNG.
A reunião então seguiu com o governo federal oferecendo uma proposta de reajuste salarial de 15,8% parcelado em três vezes até 2015. Pela proposta, os técnico-administrativos receberão 5% de reajuste em 2013, mais 5% em 2014 e outros 5% em 2015, resultando um aumento cumulativo de 15,8% sobre os atuais salários. “A proposta vai atingir 182 mil técnico-administrativos das universidades e institutos federais e gerar um impacto de R$ 1,7 bilhão em três anos no orçamento da União. Esse é o nosso limite até então”, acrescentou o MPOG.

Confira o documento abaixo:

Mandado de Reintegração de Posse UFRGS_reduzido

 

 

 

Este post ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário

Veja também