Início > Notícias > Servidores técnico-administrativos da UERJ decidiram manter a greve por tempo indeterminado
Servidores técnico-administrativos da UERJ decidiram manter a greve por tempo indeterminado

Nesta quinta-feira, (25), às 14h, reunidos em assembléia, os servidores técnico-administrativos da UERJ decidiram manter a greve por tempo indeterminado. A decisão foi quase unânime, tendo apenas uma abstenção.

Nesta quinta-feira, (25), às 14h, reunidos em assembléia, os servidores técnico-administrativos da UERJ decidiram manter a greve por tempo indeterminado. A decisão foi quase unânime, tendo apenas uma abstenção.

Deliberações da assembléia: Manutenção da greve por tempo indeterminado Próxima assembléia em 01/10, às 14h Participação na Assembléia Comunitária, amanhã, sexta-feira (26), às 10h, no auditório 53 Moção de apoio ao Cremerj e ao Sindicato dos Médicos Ato conjunto no dia 30/09 (um ano do incêndio no Pavilhão João Lira Filho) Plenária de mobilização no HUPE dia 01/10, às 10h Nota de desagravo aos trabalhadores do Serviço Público Estadual Ato "circo do Cabral" a ser incorporado na Bicicleata em defesa da UERJ que será realizada na orla da Zona Sul Nota "Quem conhece Cabral não vota em Paes" Plenária dos contratados no dia 30/09, às 14h Moção de repúdio à Reitoria devido ao corte de luz na Ocupação dos Estudantes Moção de repúdio ao governador Sergio Cabral Filho pela declaração sobre os médicos Incorporar o Seminário do LPP – Estudo do Manifesto Comunista – como atividade do movimento de greve

Professores decidiram pela manutenção da greve

Os professores da Uerj em assembléia realizada na quarta-feira (24), às 16h, decidiram continuar com a greve por tempo indeterminado. Participaram da assembléia cerca de 300 professores que lotaram o auditório, além dos estudantes e técnico-administrativos. Assim, os professores ratificam o movimento de greve e o fortalecimento da unidade entre os três segmentos que compõem a universidade.
Estudantes da UERJ realizam ato e passeata até o HUPE

Na quarta-feira (24), os estudantes da Uerj e da Uenf fizeram simultaneamente um ato em defesa da educação. No Maracanã, os estudantes se reuniram para um ato-almoço. Depois seguiram em passeata em direção a Rua 28 de setembro até o Hospital Pedro Ernesto. Já no HUPE, eles simularam o enterro da UERJ e reivindicaram melhorias para universidade Acampados há cerca de 20 dias, os estudantes tiveram sua primeira vitória. O Governo do Estado e a Reitoria anunciaram a licitação de equipamentos para cozinha industrial do restaurante universitário, o bandejão para o campus Maracanã. A ordem de licitação saiu em diário oficial na última terça-feira, (23), no valor total estimado de R$ 720.383,13.

A licitação, que acontecerá em forma de pregão eletrônico, ocorrerá no dia 3 de outubro, às 14h, pela internet através do site da Caixa Econômica Federal (www.caixa.gov.br). Os estudantes terão nesta quarta-feira, (24), às 19h, uma assembléia para decidir os rumos da ocupação da reitoria em relação às outras reivindicações que são: ônibus intercampi, o repasse dos 6% da receita tributária líquida do estado, a construção de creche universitária, alojamento estudantil, etc. Fonte: SINTUPERJ

Veja também