Início > Notícias > TAE´s da UFMG deflagram Greve por tempo indeterminado
TAE´s da UFMG deflagram Greve por tempo indeterminado

Em Assembleia na manhã do dia 1º de abril, a Categoria dos Técnico-Administrativos em Educação da UFMG deflagrou Greve por tempo indeterminado. Cerca de 300 TAE´s participaram da reunião que avaliou o momento político e a quebra, por parte do Reitor, do Acordo de Greve assinado em 2012. Desde dezembro de 2012 a direção do [...]

Em Assembleia na manhã do dia 1º de abril, a Categoria dos Técnico-Administrativos em Educação da UFMG deflagrou Greve por tempo indeterminado. Cerca de 300 TAE´s participaram da reunião que avaliou o momento político e a quebra, por parte do Reitor, do Acordo de Greve assinado em 2012.

Desde dezembro de 2012 a direção do SINDIFES, em reuniões com o Reitor e Vice-reitora, vem avisando que o Acordo de Greve não estava sendo cumprindo e que, principalmente, as comissões – Flexibilização da Jornada de Trabalho e Acompanhamento da EBSERH – não estavam tendo condições de trabalhar e avançar em seus objetivos. Porém, não foram dadas respostas concretas ou demonstrações de vontade em resolverem as questões.

Desta forma, a Categoria iniciou o movimento paredista com o entendimento de que o Acordo de Greve foi quebrado. Abaixo segue a pauta de reivindicações:

1) Pelo cumprimento integral do Acordo de Greve:

a) Discussão e implantação da jornada flexibilizada – 30 horas semanais, conforme disposto no decreto nº 4.836/2003 e,
b) Implantação da Comissão de Acompanhamento da EBSERH;

2) contra a Discriminação dos TAE´s;

3) Pelo cumprimento integral do decreto nº 1.590/95;

4) Aprovação do critério do Voto Paritário Proporcional na eleição para Reitor;

5) Pela manutenção da Autonomia Universitária e Contra a intervenção do Ministério Público Federal na Organização Administrativa Interna da UFMG;

6) Contra a implantação da EBSERH.

Este post ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário

Veja também