Início > Notícias > Tecnico-administrativos solicitam Pedido de Vistas para apresentar Parecer alternativo ao PDI da UFRGS para os próximos 10 anos.
Tecnico-administrativos solicitam Pedido de Vistas para apresentar Parecer alternativo ao PDI da UFRGS para os próximos 10 anos.

Na reunião do CONSUN do dia 29 de abril, o Representante dos Técnicos Administrativos Rui Muniz fez Pedido de Vistas para apresentar Parecer alternativo ao PDI da UFRGS para os próximos 10 anos.

Na reunião do CONSUN do dia 29 de abril, o Representante dos Técnicos Administrativos Rui Muniz fez Pedido de Vistas para apresentar Parecer alternativo ao PDI da UFRGS para os próximos 10 anos. Os eixos que serão destacados:

  • Gestão e organização do trabalho;
  • Democracia e Paridade nos processos eleitorais em todos os níveis da estrutura da UFRGS e nos órgãos de colegiado;
  • Adoção de princípios de Sustentabilidade ecológica em todos os processos da UFRGS;
  • Adoção pela UFRGS da Legislação e Normas relativas a Saúde de Trabalhadores e Segurança nos processos acadêmicos e administrativos na UFRGS.
  • Adoção de políticas de gestão que garantam a conformidade legal e normativa para todas edificações e ambientes da Universidade.

 

 

 

Além disso, o Parecer deverá chamar a atenção para a necessidade de debater democraticamente com a comunidade universitária temas como estrutura acadêmica, estrutura administrativa de poder, financiamento da UFRGS, relacionamento com a sociedade civil e assistência estudantil. 

Na reunião do CONSUN ainda, no espaço de intervenção no Expediente, tratou-se, entre outras questões.

  • Da Moção de Repúdio da Câmara de Vereadores, quando foi apontado apoio à administração central por ter promovido debates em defesa da democracia no Brasil;
  • Informe sobre a realização de Cinedebate “Que bom te ver viva”, promovido pela ASSUFRGS e IFRS Canoas, realizado dia 28 de abril, que trata da tortura de mulheres no período do golpe de 1964;
  • Menção ao Dia mundial em memória das vítimas de acidentes no trabalho, 28 de abril, onde o Brasil é quarto lugar no mundo em mortes por acidentes relacionados ao trabalho, com quase 5 milhões de acidentes por ano, quando morrem em média 7 trabalhadores por dia no país, fora aqueles que ficam lesados para o resto da vida. Foi chamada a atenção que na UFRGS não se cumprem Legislação ou Normas relativas à Saúde de trabalhador e Segurança dos processos;
  • Noticiou que dia primeiro de maio, 10 horas, a ASSUFRGS estaria juntamente com a Frente Povo Sem medo e Frente Brasil popular presente no Ato em defesa de direitos e interesses das(os) trabalhadoras(es).
Foto: Thiago Cruz – Site da UFRGS (http://www.ufrgs.br) 

 

 

 

Este post ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário

Veja também