Início > Notícias > Ufrgs: sistema de votação preocupa os candidatos
Ufrgs: sistema de votação preocupa os candidatos

Ufrgs: sistema de votação preocupa os candidatos

A Ufrgs está a dois dias do processo de votação para a consulta visando à escolha dos novos reitor e vice-reitor, para o quadriênio 2008-2012, que substituirão o atual reitor, José Carlos Ferraz Hennemann, e o vice, Pedro Cezar Dutra Fonseca. Com a votação marcada para o dia 12, em todas as unidades acadêmicas, o último dos quatro debates oficiais, ocorrerá amanhã, às 9h, no Salão de Atos da Reitoria, na Capital. Participarão as chapas concorrentes, conforme sorteio: chapa 1: Wrana Panizzi e Dimitrios Samios chapa 2: Carlos Alexandre Netto e Rui Oppermann chapa 3: Carlos Schmidt e Maria Ceci Misoczki e chapa 4: Abílio Baeta Neves e Diogo O. Gomes de Souza. Os três mais votadas integrarão a Lista Tríplice que será enviada ao MEC, para indicação.

A indefinição sobre o peso de cada segmento do colégio eleitoral (docentes, técnico-administrativos e alunos) está preocupando os concorrentes. No edital do processo eleitoral, não há especificação sobre o peso e são divergentes as opiniões entre candidatos e as entidades. Conforme a antiga legislação, o peso se dava em 70% para docentes, 15% e 15% para os técnico-administrativos e alunos. Esses percentuais foram alterados nos últimos anos, inclusive 21 universidades federais no país já adotam 40% para professores, 30% e 30% para técnicos e alunos.

Há uma semana, as quatro chapas reunidas e a Associação dos Docentes da Ufrgs (Adufrgs) em consenso pleitearam ao presidente do Consun, através de documento encaminhado ao reitor Hennemann, a manutenção desses percentuais. Os dados, porém, foram contestados pela Associação dos Servidores (Assufrgs), que não participou do acordo fechado pelos candidatos à reitor e a Adufrgs. Em nota à imprensa, a entidade "reafirma a sua posição a favor da paridade, com o peso de 1/3 para cada segmento da universidade".

Fonte: Correio do Povo (10/6/08)

Veja também