Início > Notícias > UnB aprova jornada de 30 horas para técnico-administrativos
UnB aprova jornada de 30 horas para técnico-administrativos

Jornada atual é de 40 horas semanais; o ponto eletrônico será obrigatório. UNB é a segunda a adotar a medida; primeira foi federal do Paraná.

O Conselho de Administração da Universidade de Brasília aprovou nesta quinta-feira (1º) a redução da jornada de trabalho para os servidores técnico-administrativos, das atuais 40 horas semanais para 30 horas. Eles representam 42% do quadro de servidores da instituição. A decisão contou com 39 votos a favor da mudança, cinco contrários e uma abstenção.

 Os conselheiros acordaram que a medida deve ser colocada em prática em 180 dias. Antes disso, uma comissão executiva vai avaliar o impacto da medida em diferentes unidades da universidade e terá o poder de autorizar a implementação. A instituição foi a segunda a adotar a mudança. Em setembro, servidores da Universidade Federal do Paraná foram beneficiados com a redução.

 Em nota publicada, a UnB informou que o ponto eletrônico será obrigatório para todos os servidores, mesmo aqueles que optarem por manter as 40 horas. De acordo com a decana de Gestão de Pessoas, Gilca Starling, a universidade conta com 2.609 técnico-administrativos, de um quadro de 6.172 servidores.

 “Acho que a universidade ganha muito com esse processo. [...] A gente tira a centralidade da hora trabalhada para o resultado do trabalho”, afirmou a decana.

 O coordenador geral do Sindicato dos Trabalhadores da Fundação Universidade de Brasília (Sintfub), Antônio César de Oliveira Guedes, afirmou que a mudança é uma luta antiga da categoria. Segundo ele, fatores como a necessidade de mais servidores podem dificultar a implantação da medida em alguns setores da universidade. “A gente vai estar discutindo de perto com os servidores para garantir essa adequação.”

 A mudança na carga horária do pessoal das áreas técnico-administrativas enfrentou oposição de alguns departamentos. Para parte de diretores de institutos e faculdades, a mudança poderia implicar na queda da qualidade do trabalho. A redução da jornada de trabalho prevê que os serviços funcionem ininterruptamente entre 6h e 23h, e não mais entre 8h e 18h com pausa para o almoço.

Fonte: G1 On Line

http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2011/12/unb-aprova-jornada-de-30-horas-para-tecnico-administrativos.html

 

 

2 comentários para "UnB aprova jornada de 30 horas para técnico-administrativos"

  1. Alexandre da Silva dezembro 8th, 2011 16:15 pm Responder

    Interessante notar que se fala em ponto eletrônico apenas para servidores técnicos-administrativos. Não sou contra o ponto eletrônico. Apenas lembro que os docentes também são servidores e se não me falha a memória, quem não é chefia deve assinar ou bater ponto. Quem não é chefia. Se um docente não é chefia ( chefia é quem tem portaria de designação ) também terá de bater o ponto ( do tipo que for ). Nas universidades privadas que eu conheci, todo mundo que não é chefia “bate” ponto. Todo mundo. Não importa o cargo ou a categoria funcional.

  2. Jorge dezembro 12th, 2011 14:03 pm Responder

    Engraçado que aqui na UFRGS muitos fazem 30 horas, na PROGESP todos trabalham neste regime, e ninguém tenta colocar isso para todos. É um absurdo que eu tenha que trabalhar 40 horas enquanto que um servidor de mesmo cargo trabalhe 30 só porque é na reitoria.

    Por que a Assufrgs não briga por isso????????

Deixe seu comentário

Veja também