Início > Notícias > Yeda Crusius é eleita primeira governadora do Rio Grande
Yeda Crusius é eleita primeira governadora do Rio Grande

A candidata do PSDB, Yeda Crusius, venceu neste domingo, dia 29, as eleições ao governo do Estado. O resultado entrega o comando do Palácio Piratini ao PSDB e a uma mulher pela primeira vez na história. Ela obteve 3.377.973 votos (53,94% dos válidos), enquanto o candidato do PT, Olívio Dutra, alcançou 2.884.092 (46,06%).

A candidata do PSDB, Yeda Crusius, venceu neste domingo, dia 29, as eleições ao governo do Estado. O resultado entrega o comando do Palácio Piratini ao PSDB e a uma mulher pela primeira vez na história. Ela obteve 3.377.973 votos (53,94% dos válidos), enquanto o candidato do PT, Olívio Dutra, alcançou 2.884.092 (46,06%).

"É o Rio Grande dando demonstração de confiança no projeto que colocou a condução nas mãos de uma mulher. Isso honra a história do Rio Grande, que tem pessoas com opinião forte, pessoas que têm time, que têm partido e que têm lado. Seremos a primeira de uma série", afirmou a governadora eleita.

Em meio à festa da vitória, Yeda reafirmou o compromisso de colocar em dia as finanças do Estado. Ela adiantou que vai pedir a solidariedade do atual governo, do Judiciário e do Legislativo para as medidas duras que pretende tomar. "Já na transição nenhuma instituição deixará de ser chamada a contribuir", anunciou.

A boa luta continua, resumiu Olívio, ao reconhecer a derrota para Yeda. Ainda faltavam ser apurados cerca de 10% dos votos, mas ele preferiu se antecipar ao resultado oficial, em função da ampla diferença entre ele e a tucana. "Não há culpados individuais pela derrota. Democracia é assim, não tem empate, como no futebol. Tem hora que a gente ganha e também que perde".

Olívio afirmou que mesmo sem cargo ou mandato, continuará atuando politicamente por maior participação da população nas decisões dos governos.

Olívio preferiu não fazer acusações ou projetar de forma negativa a futura administração. "Quero dizer a Yeda que reconheço sua vitória e que contribuí nesta caminhada para o bom debate de idéias e de propostas para o nosso Estado", enfatizou o ex-governador.

O "galo missioneiro" afirmou que ter concorrido ao Palácio Piratini novamente valeu a pena, por mostrar que o poder público pode ser um meio de realização de sonhos sob o controle social.

Fonte: Correio do Povo

Veja também