Início > Notícias > ANDES/UFRGS contra a burocratização e o autoritarismo
ANDES/UFRGS contra a burocratização e o autoritarismo

Nota do ANDES/UFRGS sobre as 30 horas.

A Diretoria da Seção Sindical ANDES/UFRGS manifesta a sua contrariedade relativa à ação intempestiva e autoritária da Reitoria no tocante à implementação do controle de horários dos servidores técnico-administrativos.

Numa universidade pública em que a gestão democrática e o diálogo devem prevalecer, atos unilaterais como os levados a cabo pela Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas, através do Ofício Circular nº 33/2015 (aqui), só geram incertezas e confusões.Salientamos que tal medida reveste-se de forte teor burocratizante.

Manifestamos  nossa solidariedade à ASSUFRGS em sua mobilização para enfrentar tais ataques da Reitoria e lembramos aos colegas docentes que os mesmos argumentos da Administração Central estão sendo usados pelo governo federal para constranger e restringir as atuações dos docentes dos Institutos Federais.

Alertamos que essas iniciativas podem representar retrocessos nas negociações relativas à regulamentação da jornada de 30 horas semanais dos trabalhadores técnico-administrativos.

Gostaríamos que os gestores da UFRGS ao invés de priorizar intervenções restritivas demonstrassem presteza em ações pertinentes  à transparência das contas da universidade. Defendemos que  todas as informações de fontes de recursos, bem como gastos realizados e contratos vigentes sejam disponibilizados no site institucional, esclarecendo ainda como os cortes orçamentários estão sendo operados.

Solicitamos que a Reitoria suspenda a implantação de tais medidas em prol do diálogo e de alternativas negociadas. Convidamos as direções de unidades bem como as chefias de departamentos e setores a resistirem, não sendo coniventes com medidas desrespeitosas como as que estamos assistindo, demandando construção coletiva e prazos adequados para operar eventuais alterações.

Diretoria da Seção Sindical ANDES/UFRGS, 17/10/2015

Este post ainda não foi comentado. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário

Veja também